Imprimir o livro todoImprimir o livro todo

Teses e dissertações - produções Texto Livre

Site: Texto Livre Eventos
Curso: Grupo Texto Livre: Semiótica e Tecnologia
Livro: Teses e dissertações - produções Texto Livre
Impresso por: Usuário visitante
Data: sábado, 19 jun 2021, 21:42

O Grupo de pesquisa, ensino e extensão Texto Livre, registrado no CNPq, está vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Estudos Linguísticos (POSLIN) da Faculdade de Letras da UFMG.

Teses defendidas pelos membros do Texto Livre.

#
Aluno
Orientador
Título da tese
Defesa
PDF
1
Ana Cristina Fricke Matte
O Discurso de Intimidade: a Paixão Semiótica - Amizade - nas Comunidades do Orkut
13/06/2012
Clique para baixar
2
Ana Cristina Fricke Matte
Aprendizagem situada e letramentos digitais no estágio supervisionado de espanhol
12/08/2013
Clique para baixar
3
Ana Cristina Fricke Matte
Um olhar, pela perspectiva linguística - viés fonológico dos erros ortográficos, presentes em um relato autobiográfico, manuscrito e digitado, por um adulto: um estudo de caso
08/08/2014
 
4
Ana Cristina Fricke Matte
A Sagração da Primavera: um diálogo entre a Semiótica e a Dança
22/12/2014
Clique para baixar

Atualizado em 18/maio/2021. Para possíveis atualizações mais recentes, clique aqui.


Aluno
Orientador
Ana Cristina Fricke Matte
Título da tese
O Discurso de Intimidade: a Paixão Semiótica - Amizade - nas Comunidades do Orkut
Área de concentração
(3) Linguística Aplicada
Linha de Pesquisa
(3C) Linguagem e Tecnologia
Temática
---
Número de páginas
---
Data da defesa
13/06/2012
Banca Examinadora
(titulares)
Profa. Dra. Ana Cristina Fricke Matte ((UFMG))
Prof. Dr. Jean Cristtus Portela (UNESP)
Profa. Dra. Renata Ciampone Mancini (UFF)
Profa. Dra. Glaucia Muniz Proença Lara ((UFMG))
Profa. Dra. Vera Lúcia Menezes de Oliveira e Paiva ((UFMG))
Resumo
O presente trabalho é uma análise do sistema e de duas comunidades do Orkut que se encontram em Belo Horizonte/MG. Tomamos por base, conceitos segmentados a partir da análise da configuração léxico-semântica da paixão Amizade e do percurso gerativo do sentido nessa Rede Social. O objetivo é investigar que configurações sintáticas e semânticas que o sistema redes sociais e essas comunidades digitais irão agenciar o conteúdo amizade. A expressão dessa amizade no Orkut é produzida, essencialmente, pelo meio escrito, adornado por fotografias e elementos gráficos que compõem a mensagem em um texto multimodal e sincrético. No Orkut, essa amizade é uma representação daquilo que supomos ser essa 'paixão' que se configura por trás de uma 'ideologia'e conforma o sistema de aplicativos das redes sociais. A ideologia desse sistema resulta de aplicativos que articulam de maneira preestabelecida e pré-moldada as relações e os sentidos nele produzidos. O conteúdo é, então, regulado por uma espacialidade distribuída e submetida a uma pressuposta receita canônica de 'como fazer amizades', na certeza eufórica de que elas acontecerão inexoravelmente por meio desse sistema.
Palavras-chave
Amizade, internet, Orkut, paixão, rede social,, semiótica
Tese no formato PDF
Clique para abrir a defesa

Aluno
Orientador
Ana Cristina Fricke Matte
Título da tese
Aprendizagem situada e letramentos digitais no estágio supervisionado de espanhol
Área de concentração
(3) Linguística Aplicada
Linha de Pesquisa
(3C) Linguagem e Tecnologia
Temática
---
Número de páginas
137
Data da defesa
12/08/2013
Banca Examinadora
(titulares)
Profa. Dra. Ana Cristina Fricke Matte (UFMG)
Profa. Dra. Maria Lúcia Castanheira (Co-orientadora) (UFMG)
Prof. Dr. Marcelo El Khouri Buzato (UNICAMP)
Prof. Dr. Júlio César Rosa de Araújo (UFC )
Profa. Dra. Junia de Carvalho Fidelis Braga (UFMG)
Profa. Dra. Maria Manuela Soares David (UFMG)
Resumo
Este estudo teve como objetivo investigar, sob a perspectiva da teoria da aprendizagem situada, as formas de participação em eventos de letramentos digitais desenvolvidas por alunas em um contexto de formação inicial de professores de Espanhol. Além disso, buscamos por meio deste recurso analítico, compreender os processos de aprendizagem instaurados neste contexto e identificar as características das comunidades locais de prática de alunas e professoras de Língua Espanhola em ambientes de aprendizagem presencial e on-line. Para a realização de nossa pesquisa, privilegiamos o estudo de caso, com observação participante, a partir de uma perspectiva etnográfica. As participantes deste estudo foram quatro alunas da Graduação em Letras Espanhol, duas professoras de Espanhol do Ensino Médio e a professora orientadora do Estágio e pesquisadora desta tese. Os dados foram gerados na forma de notas de campo, diários reflexivos e em ambientes digitais, como no documento colaborativo do Google Docs, registros nos portfólios e fóruns da plataforma de aprendizagem TelEduc, logs de chats em congressos on-line, entrevistas coletadas em chats, questionários respondidos via e-mail durante as disciplinas de Estágio Supervisionado de Espanhol I e II, no segundo semestre de 2010 e primeiro de 2011, respectivamente. Selecionamos três casos expressivos para análise: o Projeto Colaborativo, os Congressos on-line e a Oficina da quarta capa. Em tais eventos de letramento digital, identificamos traços das comunidades locais de prática nas quais as participantes se engajavam e constituíam uma comunidade com linguagem, valores e comportamentos compartilhados, em ações colaborativas que nos chamaram a atenção pelo alto grau de participação. A análise dos três casos expressivos como experiências situadas em múltiplos contextos possibilitou-nos compreender como as formas de participação das alunas no Estágio Supervisionado de Espanhol, em que a tecnologia foi modelada em contextos presencial e on-line, gerou oportunidades de colaboração entre alunas e professoras, oportunidades de feedback e reflexão. Os resultados deste estudo evidenciam que os letramentos digitais estão articulados a práticas de leitura e escrita que as participantes têm em outros espaços sociais, não sendo, portanto, um processo autônomo. Esta pesquisa também revelou que o uso de ferramentas digitais de maneira integrada contextualizada à formação docente potencializou aprendizagens do uso do Espanhol que foram evidenciadas pelas sintonizações para propiciamentos e restrições nas interações durante as atividades. PALAVRAS-CHAVE: aprendizagem situada; letramentos digitais; Estágio Supervisionado de Espanhol; formação inicial de professores de Espanhol.
Palavras-chave
 
Tese no formato PDF
Clique para abrir a defesa

Aluno
Orientador
Ana Cristina Fricke Matte
Título da tese
Um olhar, pela perspectiva linguística - viés fonológico dos erros ortográficos, presentes em um relato autobiográfico, manuscrito e digitado, por um adulto: um estudo de caso
Área de concentração
(3) Linguística Aplicada
Linha de Pesquisa
(3C) Linguagem e Tecnologia
Temática
---
Número de páginas
308
Data da defesa
08/08/2014
Banca Examinadora
(titulares)
Profa. Dra. Ana Cristina Fricke Matte (UFMG)
Profa. Dra. Margareth de Souza Freitas Thomopoulos (Co-orien (UTFPR)
Profa. Dra. Adriana Maria Tonini (UFOP)
Profa. Dra. Daniervelin Renata Marques Pereira (UFTM)
Profa. Dra. Pascoalina Bailon de Oliveira Saleh (UEPG)
Profa. Dra. Janice Helena de Resende Chaves Marinho (UFMG)
Resumo
Neste trabalho, analisamos os erros ortográficos presentes em duas versões de um relato autobiográfico, uma manuscrita e outra digitada, de uma informante adulta em processo de letramento em contexto extraescolar. Escolhemos o estudo de caso como método qualitativo de análise dos dados do corpus. Elegemos também uma abordagem de viés etnográfico ao introduzir informações relevantes acerca do meio familiar e social da nossa informante. Conhecer um pouco o sujeito escritor do relato, seu processo de escolarização com o ingresso, evasão e reingresso na instituição escolar nos ajuda a compreender os 'erros' ortográficos presentes no corpus. Buscamos tipificar e comparar os erros mais frequentes do relato nas duas versões do nosso corpus; investigar as sequências de experimentação de transposição das regras utilizadas da fala para a escrita; identificar se havia ou não um padrão de 'aquisição' da escrita pela informante; averiguar se havia ou não influência do uso do computador sobre o processo de reelaboração do texto e, por fim, apontar a importância e relevância da inclusão digital para os professores. Os dados que compõem o corpus são um relato autobiográfico em duas versões, manuscrita e digitada depoimentos concedidos pela informante à pesquisadora Sant'Ana (2013) e três transcrições de gravação da tela do computador captada pelo software Camtasia durante o trabalho de reelaboração textual realizada pela informante. A análise dos dados dos erros ortográficos da versão manuscrita nos mostrou que existe semelhança entre os erros levantados neste relato com os descritos em pesquisas que investigaram o processo de aquisição da linguagem escrita por crianças e adultos em fase de alfabetização. Com relação à análise da versão digitada, foi possível: levantar algumas hipóteses sobre a escrita que foram construídas pela informante durante o processo; traçar as trilhas percorridas pela informante durante o processo de escrita e reelaboração textual; e levantar as potencialidades do uso de ferramentas tecnológicas como instrumentos auxiliares de avaliação diagnóstica de um aluno Uma variável relevante apontada pela nossa informante diz respeito à influência apaziguadora e incentivadora dos professores da escola do distrito de Bento Rodrigues para sua permanência no ambiente escolar. Nosso trabalho mostrou a relevância do uso de tecnologias educacionais (computador e software de gravação de tela) na sala de aula, especialmente de alunos, crianças e adultos, em processo de alfabetização e de reelaboração textual. Adicionalmente, esta pesquisa apontou os ganhos para o professor advindos do uso de um software desta natureza na avaliação diagnóstica dos seus alunos. Palavras-chave: Erros ortográficos; Educação de adultos; Inclusão digital; Tecnologia da informação; Software Camtasia.
Palavras-chave
 
Tese no formato PDF
  clique para baixar o arquivo

Aluno
Orientador
Ana Cristina Fricke Matte
Título da tese
A Sagração da Primavera: um diálogo entre a Semiótica e a Dança
Área de concentração
(3) Linguística Aplicada
Linha de Pesquisa
(3C) Linguagem e Tecnologia
Temática
---
Número de páginas
236
Data da defesa
22/12/2014
Banca Examinadora
(titulares)
Profa. Dra. Ana Cristina Fricke Matte (UFMG)
Prof. Dr. Conrado Moreira Mendes (Co-Orientador) (UNINCOR)
Profa. Dra. Olga Valeska Soares Coelho (CEFET-MG)
Profa. Dra. Daniervelin Renata Marques Pereira (UFTM)
Profa. Dra. Gláucia Muniz Proença Lara (UFMG)
Prof. Dr. Arnaldo Leite de Alvarenga (UFMG)
Resumo
O propósito desta tese é analisar A Sagração da Primavera, obra das mais importantes realizadas no século XX, por meio de uma interface entre a semiótica de linha francesa e a dança. O corpus da pesquisa está delimitado pelos espetáculos de dança coreografados por Vaslav Nijinsky em 1913 e por Pina Bausch em 1975, ambos publicados no YouTube. Metodologicamente, o semissimbolismo, o sincretismo, a semiótica visual e a semiótica tensiva foram os caminhos escolhidos para identificarmos os mecanismos de produção de sentido do corpus. Por meio das análises dos vídeos selecionados, os espetáculos configuraram-se como textos e objetos artísticos submetidos à linguagem audiovisual digital. Dessa forma os efeitos coreográficos foram submetidos também à linguagem gerenciada pelas câmeras de filmagem que criaram outras correlações com a linguagem dos coreógrafos. As análises semissimbólicas apontaram para o ritual: a passagem para a continuidade da vida em que as categorias identidade vs. alteridade e vida vs. morte são construídas lado a lado nos espetáculos analisados. Os resultados da pesquisa corroboraram para a confirmação das hipóteses referentes à existência da possibilidade de diálogo entre as categorias da semiótica visual e as categorias da pesquisa em dança. Outra constatação importante é que embora os coreógrafos utilizem a mesma música e a temática do sacrifício em suas coreografias, há diferenças na construção de sentido entre as obras. Sobretudo ao revelarem personagens e heroínas cujas vozes expressam-se apaixonadas. Tais vozes são carregadas de sentimentos embrenhados num envelope corporal que se inscreve como receptor e emissor, em meio a valores socioculturais e paradigmas que se reconstroem e reproduzem dia após dia.
Palavras-chave
Dança; Semiótica Francesa; Sincretismo;
Tese no formato PDF
Clique para abrir a defesa

Dissertações de mestrado defendidas por membros do grupo Texto Livre.


Aluno
Orientador
Título da dissertação
Defesa
PDF

Ana Cristina Fricke Matte
Alçamento da Vogal Baixa em Contexto Pretônico
03/04/2006
Clique para baixar

Ana Cristina Fricke Matte
A interferência dos sinais de pontuação em textos em prosa na proficiência de leitura oral
21/08/2008
Clique para baixar

Ana Cristina Fricke Matte
A Expressão e o Conteúdo da Fala do Jornal Nacional
27/01/2009
Clique para baixar

Ana Cristina Fricke Matte
Atividades Didáticas para Ensino de Português em Ambiente Digital: uma análise semiótica
22/01/2010
Clique para baixar

Ana Cristina Fricke Matte
Coerência entre princípios e práticas na Wikipédia Lusófona: uma análise semiótica
07/07/2011
Clique para baixar

Ana Cristina Fricke Matte
A CONSTRUÇÃO DO ALUNO-AUTOR DOS LICENCIANDOS EM EDUCAÇÃO DO CAMPO NO CONGRESSO NACIONAL UNIVERSIDADE, EAD E SOFTWARE LIVRE
19/02/2018
Clique para baixar

Ana Cristina Fricke Matte
CRENÇA, MOTIVAÇÃO E AUTONOMIA EM RELATOS DE EXPERIÊNCIA DOCENTE NO ENSINO DE INGLÊS PARA ALUNOS CAMPESINOS DA EJA
11/11/2020
Clique para baixar

Atualizado em 18/maio/2021. Para possíveis atualizações mais recentes, clique aqui.



Aluno
Orientador
Ana Cristina Fricke Matte
Título da dissertação
Alçamento da Vogal Baixa em Contexto Pretônico
Área de concentração
Lingüística
Linha de Pesquisa
(1B) Fonética e Aspectos Sonoros da Gramática
Temática
Fonética e Fonologia
Número de páginas
211
Data da defesa
03/04/2006
Banca Examinadora
(titulares)
Profa. Dra. Ana Cristina Fricke Matte (UFMG)
Profa. Dra. Aglael Juliana Aparecida Gama Rossi (PUC/SP)
Prof. Dr. César Augusto da Conceição Reis (UFMG)
Resumo
Esta pesquisa tem como objeto de análise o alçamento da vogal baixa em contexto pretônico nos falares mineiro Mariana e Ouro Preto. O objetivo desta análise é apresentar a ocorrência da elevação do traço de altura também em vogal baixa, já que Bisol (1981) Callou & Leite (1983), Viegas (1987: 2001), Bortonni at al ( ), já atestaram sua ocorrência com relação as vogais médias. As distintas realizações da vogal átona pretônica foram atestadas, através de escuta auditiva, nos dialetos de Mariana e Ouro Preto - Minas, em trabalho realizado de iniciação científica PIBIC/CNPq (2001-2002). Realizações do item léxico faculdade, como f/a/culdade f/?/culdade f/?/culdade, ou tradução como tr/a/duação tr/?/dução tr/?/dução são perceptíveis na fala desses dialetos. Foram realizadas análises lingüística quantitativa e acústica dados, que permitem identificar os fatores as consoantes velares e as vogais altas seguintes como potenciais favorecedoras da ocorrência do alçamento vocálico, dentre outros ambientes; já a análise acústica apontou a ocorrência de duas variantes átonas reduzidas, de primeiro grau/?/ e de segundo grau/?/, nas produções dos quatro informantes dos dialetos de Marina e Ouro Preto. Neste trabalho fez-se uso do modelo teórico difusionista por acreditar que esse melhor responder as variações encontradas nos falares estudados. A teoria da difusão lexical pode explicar melhor as variações presentes nos itens léxicos, que ora se submetem ao alçamento ora não, mesmo apresentado ambiente propício a sua ocorrência.
Palavras-chave
 
Dissertação no formato PDF

arquivo em PDF


Aluno
Orientador
Ana Cristina Fricke Matte
Título da dissertação
A interferência dos sinais de pontuação em textos em prosa na proficiência de leitura oral
Área de concentração
(3) Linguística Aplicada
Linha de Pesquisa
(3C) Linguagem e Tecnologia
Temática
Estudos do Texto
Número de páginas
94
Data da defesa
21/08/2008
Banca Examinadora
(titulares)
Profa. Dra. Ana Cristina Fricke Matte (UFMG)
Prof. Dr. Alexsandro Rodrigues Meireles (UFMG)
Profa. Dra. Véronique Marie Braun Dahlet (USP)
Resumo
Esta pesquisa investiga a interferência dos sinais de pontuação em textos literários em prosa na proficiência de leitura oral. Trata-se de uma pesquisa primária qualitativa conjugada com métodos de pesquisa quantitativa (BROWN & RODGERS, 2002). O suporte teórico-metodológico desse trabalho encontra-se na visão semiótica hjelmsleviana, segundo Dahlet (2006) e na fonética acústica, segundo Barbosa (1999, 2006), Meireles (2007) e Matte (2006). Seu objetivo é: (1) através de um mapeamento das funções dos sinais de pontuação presentes em dois textos literários selecionados e (2) da análise acústica dos mesmos, buscar pistas que nos possibilitem averiguar como se dá tal correspondência. Para tanto foi realizado um experimento, com a participação de 10 sujeitos entre 11 e 12 anos, alunos da 5ª série do Centro Pedagógico da UFMG. Os dados foram gravados em áudio com o auxílio do Programa Cool Edit 2000 e em vídeo, com o uso de uma filmadora digital Sony DCR-HC28, num laboratório montado pela pesquisadora no estabelecimento de ensino. Com o auxílio programa Praat 5.0.20 , foram analisados os parâmetros acústicos da (a) duração observada e cálculo do z-score e z-suavizado das unidades VV - Vogal-a-Vogal; (b) média, mediana e desvio padrão dos formantes F1, F2 e F3; (c) média, mediana e desvio padrão da intensidade; (d) média, mediana e desvio padrão da freqüência fundamental - f0 - e (e) cálculo da taxa de elocução - TE - das sentenças e dos textos. O suporte teórico metodológico Através do programa R, versão 2.5.1, processou-se a análise estatística ANOVA One Way e Multiway relacionando os fatores extralingüísticos: falante, sexo, função, amplitude, tipo e posição às variáveis lingüísticas descritas. As análises demonstraram que todas as variáveis possuíram significância estatística em função dos fatores: falante, sexo, função e pontuação. Somente a variável F1 não demonstrou significância para o fator tipo. Quanto à amplitude, somente a intensidade e F1 demonstrou significância. Desse modo, pode-se dizer que: a) que o sujeito, analisado sob os fatores falante e sexo, interferiu diretamente nos resultados obtidos; b) que, quanto ao plano de expressão da escrita, o tipo de texto é significativo, mesmo sendo os dois textos selecionados literários e em prosa; c) que as segmentações realizadas no texto através da pontuação, bem como sua classificação funcional, também influenciam os padrões lingüísticos; d) que o sexo feminino parece demonstrar maior acuidade na leitura dos sinais de pontuação, visto que, as análises realizadas em relação às variáveis TE, intensidade, f0 e z-suavizado mostraram significâncias estatísticas também quando relacionadas simultaneamente ao tipo de texto, que, por sua vez, apresentou padrões lingüísticos diferenciados. Os resultados demonstraram que os sinais de pontuação exercem papéis que interferem diretamente nos padrões lingüísticos, sendo que o tipo de texto, o falante, o sexo e a função dos sinais de pontuação se mostraram mais significativos na relação com as variáveis lingüísticas. Palavras-chave: semiótica; sinais de pontuação; fonética acústica; leitura oral;
Palavras-chave
Fonética Acústica, Leitura Oral, Semiótica, Sinais de Pontuação
Dissertação no formato PDF
Clique para abrir a defesa

Aluno
Orientador
Ana Cristina Fricke Matte
Título da dissertação
A Expressão e o Conteúdo da Fala do Jornal Nacional
Área de concentração
(3) Linguística Aplicada
Linha de Pesquisa
(3C) Linguagem e Tecnologia
Temática
Linguagem e Tecnologia
Número de páginas
207
Data da defesa
27/01/2009
Banca Examinadora
(titulares)
Profa. Dra. Ana Cristina Fricke Matte (UFMG)
Prof. Dr. Waldir Beividas (USP)
Prof. Dr. Alexsandro Rodrigues Meireles (UFES)
Resumo
Conrado Moreira Mendes A EXPRESSÃO E O CONTEÚDO DA FALA DO JORNAL NACIONAL Dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Estudos Linguísticos, da Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais, como requisito parcial à obtenção do título de Mestre em Linguística. Área de Concentração: Linguística Linha de Pesquisa: Linguagem e Tecnologia Orientadora: Profª. Drª. Ana Cristina Fricke Matte Resumo Esta dissertação é fruto de uma pesquisa que pretendeu analisar como se constroem os sentidos da fala, em sua acepção saussuriana, do principal telejornal brasileiro: o Jornal Nacional. Por fala, entende-se a realização da língua, o que implica semioticamente a existência de dois planos: conteúdo e expressão. Ao se trabalhar com os dois planos da função semiótica, no que concerne à fala, requisitou-se, de um lado, a fonética acústica, disciplina que analisa as características físicas dos sons da fala, ou seja, as ondas acústicas mecanicamente produzidas. Por outro lado, ancorou-se no escopo teórico-metodológico da semiótica do discurso, disciplina que se interessa pelos mecanismos intra-textuais de produção de sentido do texto, lato sensu. Partindo da análise da fonética acústica, destaca-se o resultado segundo o qual existe uma correlação muito baixa, de 17%, entre a variação segmental (derivada de F0 interna de VV) e a variação prosódica para o F0 (pitch do GA). Além disso, a correlação entre F0 do VV e pitch do GA também é baixa (22%). Isso indicaria uma primeira relação entre conteúdo e expressão, já que se pode considerar o GA uma unidade de sentido, enquanto o VV não. A análise fonética respondeu ainda à seguinte pergunta: existe uma uniformização na fala de repórteres e apresentadores do JN com relação à produção dos arquifonemas /R/ e /S/? A partir de dados fonéticos trabalhados estatisticamente, pôde-se comprovar baixa variabilidade na realização de tais arquifonemas. Quanto ao sentido do conteúdo, ao se fazer uma análise semiótica das matérias do Jornal Nacional, puderam ser depreendidas algumas estruturas invariantes sobre as quais se constrói o discurso desse noticiário. As matérias foram analisadas principalmente no que tange o nível discursivo, previsto pelo percurso gerativo de sentido. Da semântica discursiva, observou-se como se constroem sentidos por meio da análise de temas e figuras. Além disso, do nível discursivo, analisou-se a aspectualização do tempo, ou seja, o andamento do texto. Quanto ao andamento, os textos analisados se estruturam de duas maneiras: a primeira delas é um andamento acelerado inicial que decresce no decorrer do texto. A segunda forma de estruturação textual, no que se refere ao andamento, é uma oscilação entre aceleração e desaceleração. Com relação às análises dos temas e figuras, pode-se dizer que o discurso do Jornal Nacional é muito mais temático que figurativo. Isso quer dizer que o JN muito mais explica e organiza a realidade, por meio de temas, do que a recria discursivamente, por figuras. Buscou-se, ademais, perceber os traços sêmicos subjacentes e chegou-se a uma relação entre, de um lado, o querer e, de outro, o dever. Essa tensão entre o querer e o dever mostra que, na maioria das vezes, este é valorizado euforicamente, ao passo que aquele tem um valor negativo construído no e pelo texto. Poder-se-ia afirmar que a noticiabilidade de uma matéria jornalística, nasce do conflito especificamente entre o dever-não-fazer e o querer-fazer, em que há uma quebra de um contrato fiduciário estabelecido. Por fim, relacionou-se o conteúdo e a expressão da fala do Jornal Nacional para perceber de que maneira se dá o comportamento mútuo desses funtivos. Partindo da proposta de Matte (2008), que mostrou a inadequação do nível narrativo para o estudo interdisciplinar entre conteúdo e expressão da fala, cruzaram-se dados semióticos provenientes de análise temático-figurativa e aspectual do texto, ou seja, a partir do nível discursivo. Os dados semióticos foram representados pelas etiquetas valor (positivo/negativo), disposição (do sujeito em questão, dever/querer) e andamento (acelerado/desacelerado). Dados da pesquisa apontam para um quadro em que alguns elementos do plano do conteúdo afetam, na fala do Jornal Nacional, elementos do plano da expressão, em análises estatisticamente significantes e que, portanto, não devem ser descartadas. Estabelecer-se-ia, portanto, uma relação simbólica, ou seja, que alguns elementos do conteúdo - que não chegam a compor categorias - afetam alguns elementos da expressão, que tampouco formam categorias, sugerindo uma relação culturalmente estabelecida.
Palavras-chave
conteúdo da fala, expressão jornalística, Jornal Nacional
Dissertação no formato PDF
Clique para abrir a defesa

Aluno
Orientador
Ana Cristina Fricke Matte
Título da dissertação
Atividades Didáticas para Ensino de Português em Ambiente Digital: uma análise semiótica
Área de concentração
(3) Linguística Aplicada
Linha de Pesquisa
(3C) Linguagem e Tecnologia
Temática
Linguagem e Tecnologia
Número de páginas
323
Data da defesa
22/01/2010
Banca Examinadora
(titulares)
Profa. Dra. Ana Cristina Fricke Matte (UFMG)
Prof. Dr. Jean Cristtus Portela (UNESP)
Profa. Dra. Gláucia Muniz Proença Lara (UFMG)
Resumo
Neste trabalho, dedicamo-nos a um levantamento de informações que se resumem a um discurso sobre o fazer e um discurso do fazer, produzidos por treze professores de disciplinas introdutórias de língua portuguesa a distância no âmbito do ensino superior. Foram utilizados: 1) um questionário com perguntas que versavam sobre a prática de ensino a distância, com destaque para a elaboração de atividades didáticas e a comparação entre as modalidades presencial e a distância; 2) atividades didáticas que nortearam a prática dos professores e 3) a interação numa disciplina online de um semestre. Por meio da semiótica francesa, analisamos os dados em busca de informações sobre a produção de sentido no texto, isto é, o que estava por trás do dizer dos professores. Como premissa dessa teoria, lidamos, aqui, com as marcas da enunciação e os efeitos de sentido produzidos no texto; por isso, eliminamos o termo 'prática' e utilizamos 'dizer do fazer', uma vez que nosso construto teórico prevê essa prática enquanto texto. Nesses textos (respostas ao questionário, enunciados das atividades e interação na disciplina online), tentamos captar a estrutura narrativa lógica no percurso dos sujeitos inscritos e como se dava sua constituição, especialmente do sujeito-professor, na relação com os outros sujeitos e com os objetos, bem como sua existência modal. As categorias enunciativas (pessoa, tempo e espaço), os procedimentos argumentativos e os percursos temáticos e seu revestimento figurativo ajudaram-nos também a compreender as especificidades do contexto retratado pelos professores. Na busca por convergências e divergências, comparamos os percursos dos sujeitos e dos temas e figuras para verificarmos as relações estabelecidas entre eles. Os resultados mostram que as divergências aparecem quando são comparados os discursos dos professores entre si e esses discursos com os da crítica. Semelhanças entre tópicos do ensino, como concepção de língua, objetivos do curso e referências, tiveram mais concordâncias, enquanto outros oscilaram mais quanto à uniformidade ou distinção entre as modalidades de ensino, como as atividades didáticas e metodologia. Há pelo menos três tipos de ocorrências mais comuns: 1) argumenta-se em favor da identidade entre esses aspectos para cursos que tenham uma mesma proposta pedagógica, 2) assume-se o emprego de elementos em comum para cursos e ambientes diferentes, embora haja uma consciência de que isso não deveria ser feito e 3) defesa de uma incursão em novas práticas sempre adaptadas ao novo meio. Nesses discursos, são refletidas concepções que não remetem apenas à voz do professor, mas à escola e, em última instância, à própria sociedade.
Palavras-chave
Atividades didáticas, Discurso, Educação a Distância Mediada pelo Comput, Ensino de língua portuguesa
Dissertação no formato PDF
Clique para abrir a defesa

Aluno
Orientador
Ana Cristina Fricke Matte
Título da dissertação
Coerência entre princípios e práticas na Wikipédia Lusófona: uma análise semiótica
Área de concentração
(3) Linguística Aplicada
Linha de Pesquisa
(3C) Linguagem e Tecnologia
Temática
Linguagem e Tecnologia
Número de páginas
201
Data da defesa
07/07/2011
Banca Examinadora
(titulares)
Profa. Dra. Ana Cristina Fricke Matte (UFMG)
Prof. Dr. José Luiz Fiorin (USP)
Profa. Dra. Gláucia Muniz Proença Lara (UFMG)
Resumo
Palavras-chave
Comunidades de Prática, Semiótica, Tensividade, Valoração, Wikipédia
Dissertação no formato PDF
Clique para abrir a defesa

Aluno
Orientador
Ana Cristina Fricke Matte
Título da dissertação
A CONSTRUÇÃO DO ALUNO-AUTOR DOS LICENCIANDOS EM EDUCAÇÃO DO CAMPO NO CONGRESSO NACIONAL UNIVERSIDADE, EAD E SOFTWARE LIVRE
Área de concentração
(3) Linguística Aplicada
Linha de Pesquisa
(3C) Linguagem e Tecnologia
Temática
---
Número de páginas
94
Data da defesa
19/02/2018
Banca Examinadora
(titulares)
Profa. Dra. Ana Cristina Fricke Matte (UFMG)
Profa. Dra. Daniervelin Renata Marques Pereira (UFMG)
Profa. Dra. Adelma Lúcia de Oliveira Silva Araújo (UFOP)
Resumo
Palavras-chave
Educação do Campo, Empoderamento, Letramento acadêmico, Licenciatura em educação do campo, Universidade
Dissertação no formato PDF
Clique para abrir a defesa

Aluno
Orientador
Ana Cristina Fricke Matte
Título da dissertação
CRENÇA, MOTIVAÇÃO E AUTONOMIA EM RELATOS DE EXPERIÊNCIA DOCENTE NO ENSINO DE INGLÊS PARA ALUNOS CAMPESINOS DA EJA
Área de concentração
(3) Linguística Aplicada
Linha de Pesquisa
(3C) Linguagem e Tecnologia
Temática
---
Número de páginas
197
Data da defesa
11/11/2020
Banca Examinadora
(titulares)
Profa. Dra. Ana Cristina Fricke Matte (UFMG)
Profa. Dra. Adelma Lúcia de Oliveira Silva Araújo (UFOP)
Prof. Dr. Geraldo José Rodrigues Liska (UFMG)
Resumo
Nesta pesquisa averiguamos como os professores de Inglês percebem que o processo de ensino-aprendizagem pode promover letramento crítico entre adultos e jovens campesinos e suburbanos, frente ao processo de globalização e expansão das Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação (TDICs). Tendo em vista a responsabilidade social desta pesquisa, conforme Celani e Costa, a geração dos dados que compuseram o corpus deste estudo se deu mediante o oferecimento do curso de formação continuada para professores 'EJA-Livre: Tecnologias digitais para o ensino de línguas na Educação de Jovens e Adultos', organizado em seis módulos, contemplando estudos introdutórios sobre Recursos Educacionais Abertos (REAs), Educação a Distância, Curso Online Aberto e Massivo (MOOC), Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação (TDICs) e Gamificação, dentro da perspectiva das ciências abertas e filosofia livre. Todo o curso teve como tema inter modular a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e as premissas da Educação do Campo, e esteve pautado na pedagogia freiriana, promovendo momentos de escuta aos professores participantes por meio de Relatos de Experiência Docente (RED) e proporcionando uma (auto)reflexão sobre práticas pedagógicas no ensino de inglês. Foram analisados três dos RED gerados, pelo olhar da Linguística Aplicada (Leffa, Moita Lopes, Mattos, entre outros), no que se refere aos aspectos cognitivos das emoções e valores envolvidos no processo de ensino-aprendizagem, com foco nos fenômenos: crença, motivação e autonomia (Barcelos, Lima, Sousa e Lourenço e Paiva), e, sob a luz da Semiótica Discursiva (Fiorin, Barros, Lara, Matte), buscamos compreender de que maneiras o Inglês é ensinado como LE ao jovem e ao adulto suburbano ou campesino do Alto Sertão da Bahia e como o ensino dessa língua, que ocupa hoje o lugar de objeto valor compartilhado pela sociedade globalizada, pode contribuir para o letramento crítico e para o exercício da cidadania frente ao processo de globalização e de desenvolvimento e expansão das TDICs. As análises mostram que a docência não é uma atividade neutra, é resultado da intereção entre contexto e emoções dos sujeitos que a praticam. O ensino de Inglês como LE na EJA em contextos rurais e suburbanos pode ser um caminho para o letramento crítico e digital aos campesinos e suburbanos, pois a Língua Inglesa se posiciona como língua de acesso aos saberes e à comunicação intermundial do mundo globalizado. No entanto, isso depende de o projeto educacional ser assistido financeira, pedagógica e politicamente de forma satisfatória, de modo que os valores institucionalizados pelas leis que regem a Educação Básica Brasileira e idealizados pela sociedade que anseia que a escola exerça seu papel de formadora, se torne realidade. Também constatamos que as crenças dos professores e alunos, geradas a parir desse contexto, regem a motivação e os níveis de autonomia influenciando fortemente no processo de ensino-aprendizagem.
Palavras-chave
EJA, Ensino a estudantes suburbanos e campesi, Ensino de Inglês como Língua Estrangeira, Letramento Crítico e Digital, Relatos de Experiência Docente, Semiótica Discursiva
Dissertação no formato PDF
Clique para abrir a defesa