STIS 2017

2. 24/Março: Autoria na Alfabetização e Papo de Professor

2.1. registro 24/março

Registro da Conferência em chat escrito, de 24 de março de 2017:

 

 LENGALENGA, HAICAIS E OUTRAS ESCRITAS: As práticas da produção de textos de autoria na alfabetização
conferencista: Mara Mansani

PODCAST PAPO DE PROFESSOR: A voz do professor no processo transformativo
conferencista: Damione Damito

 

 

moderador: Equipe STIS

 

 

[13:57] <adelmaa_> Boa tarde a todos e todas! É com imensa alegria que venho, em nome do Grupo STIS - SEMINÁRIOS TEÓRICOS INTERDISCIPLINARES DO SEMIOTEC e da profª Drª Ana Cristina
[13:57] <adelmaa_> Fricke Matte, dar boas-vindas a todos vocês que nos honram com sua presença: conferencistas e participantes.
[13:57] <adelmaa_> O Stis é um programa de conferência realizado na penúltima semana de cada mês de março a dezembro, congregando pesquisadores do Brasil e do exterior em torno do tema educação livre e democrática
[13:58] <adelmaa_> O STIS, a Revista Texto Livre, o UEADSL e o EVIDOSOL/CILTEC são pés do programa polvo denominado TEXTO LIVRE do CNPq, liderado pela Profª Drª Ana Cristina Fricke Matte.
[13:58] <adelmaa_> Ao longo desta caminhada o STIS tem se firmado como um canal democrático de divulgação das pesquisas relevantes que estão sendo desenvolvidas no Brasil e no exterior.
[13:58] <adelmaa_> Na verdade, nós do grupo STIS, temos muito o que comemorar, pois, neste curto período de tempo, o STIS já promoveu 24 eventos, com a presença de ilustres pesquisadores
[13:58] <adelmaa_> tais como, Luiz Tatit, Maria Lucia Castanheira, Almeida Filho, J Moran, dentre outros nomes do Brasil e do exterior como o Brian Street (Kings College/Londres), Luis Gonçalves (Princenton University) e o Julio Paz (Argentina).
[13:58] <adelmaa_> Também divulgamos o STIS em dois eventos internacionais ocorridos: CLAFP / Brasília e no 19º Intercâmbio de Pesquisa em Linguística Aplicada (19º InPLA) e 5º Seminário
[13:58] <adelmaa_> Internacional de Linguística (5º SIL), este último como convidados do Prof. Marcelo Buzzato.
[13:58] <adelmaa_> Para que este trabalho se concretize a cada mês contamos com a colaboração voluntária de uma equipe fantástica de seres humanas altruístas
[13:58] <adelmaa_> que compartilham da mesma concepção de que as mudanças na nossa sociedade só acontecerão através da educação.
[13:59] <adelmaa_> Assim, mais um ano de trabalho, de conferências extraordinárias, de encontros de saberes e rica de experiência se inicia hoje no STIS. Com ele, novas ideias, novos projetos, novos expectativas, anseios e vontade de compartilhar o fazer
[13:59] <adelmaa_> educação de forma democrática, ou seja, com acesso gratuito a todos os interessados. Este ano o GRUPO STIS tem desejos que almejamos concretizar: ampliar ainda mais nossas parceiras com instituições
[13:59] <adelmaa_> educacionais e não educacionais que queiram, como a gente, dar acesso ao conhecimento a quem desejar recebê-lo.
[13:59] <adelmaa_> Para que o STIS apresente a vocês as melhores conferências e os melhores conferencistas (claro!), contamos com uma equipe formada por 20 membros voluntários, que trabalham
[13:59] <adelmaa_> incansavelmente com amor, consciência e dedicação a uma só causa: fazer a diferença no mundo por meio da educação.
[13:59] <adelmaa_> Quero agradecer publicamente à Profª Drª Ana Cristina Fricke Matte, idealizadora de todo Projeto Texto Livre, do qual o projeto STIS é uma de suas crias. Agradeço pela confiança em
[13:59] <adelmaa_> mim depositada para coordenar este valioso projeto e ao meus/minhas membros da equipe STIS.
[14:00] <adelmaa_> Farei agora uma breve apresentação de nossos conferencistas convidados. Nossos dois conferencistas convidados são:
[14:00] <adelmaa_> O prof Prof. Damione Damito Sanches Sigalas Dameão da Silva é graduado em Redes de Computadores pela Universidade Metodista de Piracicaba e especialização na mesma área. Cursou o programa especial em Educação Profissional pela HAMK University of
[14:00] <adelmaa_> Applied Sciences/Finlândia onde desenvolveu pesquisas em novas tecnologias educacionais, ferramentas online de colaboração, internacionalização e formação continuada docente. Professor no Instituto Federal de São Paulo na área de
[14:00] <adelmaa_> Infraestrutura de Redes. É o idealizador e apresentador do Podcast Papo de Professor que há 2 anos disponibiliza conteúdos de áudio em inglês e português com a intenção de divulgar novas ideias, teorias e boas práticas na educação.
[14:00] <AnaMatte> Adelma, o STIS é bem mais do que sonhei, graças a você, eu é quem devo agradecer.
[14:00] <adelmaa_> Nossa segunda conferencista convidada é a Profª Mara Elizabeth Mansini . Formada em Normal Superior Educação/Alfabetização, professora Efetiva do Ensino Básico Fundamental l, pela Secretaria de Estado da Educação de São Paulo, em Sorocaba;
[14:00] <adelmaa_> e pela Prefeitura Municipal de Salto de Pirapora/SP, com experiencia de 29 anos no magistério. Projeto de Educação Ambiental "Editora Mirim";
[14:00] <adelmaa_> selecionado pelo WWF-Brasil, 1996, publicado no livro: Muda o Mundo, Raimundo Educação Ambiental no Ensino Basico do Brasil/WWF.
[14:00] <adelmaa_> Premiada em 2014, pela Fundação Victor Civita/ Prêmio Educador Nota 10,com o Projeto:"Escrevendo com Lengalenga"; Blogueira da Nova Escola-Blog de Alfabetização.
[14:01] <adelmaa_> Sejam vem-vindos a todos conferencistas e participantes!
[14:01] <adelmaa_> A todos os participantes do Brasil e do exterior, gostaria de agradecer em nome de toda a equipe pela suas honrosas presenças. É um prazer tê-los conosco nesta tarde de sexta-feira.
[14:01] <adelmaa_> Obrigada por nos ajudar a fazer do STIS uma ação concreta de democratização da educação de todos e para todos.
[14:01] <adelmaa_> Agora explicarei, de forma pormenorizada, o funcionamento de um evento online como o do STIS para os que participam pela primeira vez de nosso evento.
[14:02] <adelmaa_> Passarei a palavra neste momento ao moderador deste evento, o prof. Dr. Woodson Fiorini de Carvalho, que explicará em detalhes o funcionamento de nossa conferência virtual.
[14:02] <SOL> BOA TARDE
[14:02] <adelmaa_> Obrigada, sejam bem vindos e um ótimo evento a todos!
[14:03] <adelmaa_> woodsonfc, por gentileza!
[14:03] <woodsonfc> Teremos 30 minutos para cada apresentação, ao fim das quais abriremos para a discussão
[14:04] <woodsonfc> Correto adelma?
[14:04] <adelmaa_> sim, isso mesmo!
[14:04] <adelmaa_> Você pode explicar como funciona este evento?
[14:04] <woodsonfc> Então podemos começar com o primeiro palestrante
[14:05] <LaisUEMG> Oi
[14:05] <JADYRREZENDEUEMG> Oi
[14:06] <adelmaa_> Antes,deixe eu explicar apenas alguns detalhes de como funciona o evento, pode ser Woosonfc?
[14:06] <adelmaa_> Para quem participa pela primeira vez, teremos 30 minutos de apresentação a apresentação acontece apenas por escrito, no chat, ou seja, não há vídeo nem áudio
[14:06] <adelmaa_> durante esse tempo, a sala estará moderada, ou seja, só quem tem a palavra é o conferencista e o moderador do evento
[14:06] <adelmaa_> Após cada conferência abriremos a sala para perguntas 30 minutos, sugestões e discussão geral das ideias expostas, O código para os slides, caso o conferencista faça uso em sua apresentação será indicado no início da conferência. Para isso basta inserir o
[14:06] <adelmaa_> código informado à direita, depois de escolher o tipo de atendimento: “apresentação de slides. Vocês podem também regular o tamanho do chat e slides ajustando a coluna
[14:06] <adelmaa_> vertical entre as partes (ao meio desta página de internet). Desejamos um extraordinário evento a todo(a)s!
[14:07] <adelmaa_> Professor Damione, pode começar sua conferência quando quiser. Cole, por gentileza, frases pequenas, de até 3 linhas, durante sua apresentação, ok? O professor Damione não fará uso de slides.
[14:07] <Damione> Boa tarde. Primeiramente gostaria de agradecer o convite da Prof Adelma para estar nesse evento e aproveito para parabeniza-los pela criação desse espaço de compartilhamento de saberes. Estou muito feliz e empolgado com essa oportunidade.
[14:08] <Damione> Ministro aulas a aproximadamente 13 anos, porém ingressei como professor do Instituto Federal de São Paulo através de concurso público somente no início de 2014 onde atualmente ministro aulas nas disciplinas de Infraestrutura de TI para o nível médio técnico e eventualmente para a graduação.
[14:09] <Damione> Sou um apaixonado pela minha minha profissão e sempre tentei ser um professor criativo e inovador, no entanto, cheguei em um determinado momento em que compreendi que precisava mudar em minha prática docente, porém não sabia exatamente o que poderia fazer.
[14:10] <Damione> Certamente não fui o primeiro a ter essa sensação e, infelizmente, tampouco serei o último e justamente tentando ajudar professores sedentos de novas ideias e inspiração assim como eu que em 2015 criei o Podcast Papo de Professor, onde
[14:10] <Damione> compartilho quinzenalmente arquivos de áudio onde são discutidas teorias, novas ideias e boas práticas na educação.
[14:10] <Damione> É um trabalho verdadeiramente empolgante e inspirador!
[14:10] <Damione> A experiência que vou compartilhar hoje com vocês está diretamente relacionada a minha ida a Finlândia durante o primeiro semestre de 2015 onde executei um projeto de pesquisa com o apoio da CNPq, SETEC/MEC e algumas universidades finlandesas
[14:11] <Damione> através da chamada 41/2014. Tive como desafio principal, entender como novas tecnologias poderiam contribuir com a formação continuada de docentes na educação profissional e tecnológica.
[14:11] <Damione> Como é de conhecimento geral, a Finlândia tem cada vez mais obtendo atenção da mídia global devido ao seu rápido progresso na área educacional e tentando compreender as razões desse êxito foi que juntamente comigo embarcaram outros 34 professores da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica.
[14:12] <Damione> Como não é objetivo desse nosso encontro compreender a razão de sucesso da Finlândia no âmbito da educação, me limitarei a apontar a formação docente como um dos seus pilares.
[14:13] <Damione> O docente finlandês tem como pré-requisito para exercer sua atividade além da graduação, o mestrado e também uma capacitação especial para a docência. Além da formação inicial, podemos destacar também que há uma grande preocupação na formação continuada do profissional da educação.
[14:14] <Damione> Através de conversa com educadores do Brasil, pude notar a lacuna que existe em relação as políticas públicas relacionadas a formação continuada docente na nossa nação.
[14:14] <Damione> Conforme defende Perrenoud (1999) apesar das mudanças sociais a escola muda lentamente, e consequentemente o trabalho docente também muda lentamente fazendo-se necessário a criação de meios que possam agilizar e suportar a adaptação docente a nova realidade em qual a escola está inserida – Mais rápida e colaborativa.
[14:15] <Damione> Gostaria de enfatizar que não pretendo entrar em discussão da qualidade da formação inicial docente e sim dar ênfase ao aprendizado ao longo da vida do professor.
[14:15] <Damione> Exatamente nesse contexto que podemos inserir e contemplar o potencial do podcast como ferramenta pedagógica para suporte da formação continuada docente. Concordo com Reis e Gomes (2007) que o uso de podcasts pode contribuir significativamente para o letramento digital do professor e dos alunos, para o desenvolvimento da oralidade,
[14:16] <Damione> desmitificação do uso de Tics (tecnologias de informação e comunicação) em sala de aula, autonomia do aluno, mediação do professor e construção do espírito de colaboratividade quando este recurso é usado pelo professor dando autonomia aos alunos.
[14:16] <Damione> Entendendo então o papel do podcast dentro do contexto da formação continuada docente gostaria de compartilhar minha experiência na criação do maior podcast brasileiro focado na formação continuada de professores.
[14:17] <Damione> Gostaria de esclarecer que os podcasts podem ser feitos com apenas um celular e um pouco de criatividade, no entanto, decidi que o Podcast Papo de Professor – PdP seria um produto profissional e para isso deveria possuir uma aparência profissional, deveria
[14:20] <woodsonfc> Estamos com um problema técnico na conexão do prof Damione
[14:21] <adelmaa_> Wood, por gentileza, dê op para o Damione!
[14:21] <woodsonfc> aguardem que na Internet isso é comum
[14:21] <adelmaa_> Obrigada, acris!
[14:21] <Damione_> Já estou de volta?
[14:21] <acris> sim
[14:21] <Damione_> Ótimo, me perdoem estou no prédio do MEC em Brasilia e na minha sala a conexão está instável.
[14:21] <woodsonfc> perfeito Damione_
[14:21] <Damione_> Voltemos então a apresentação.
[14:21] <woodsonfc> comum
[14:22] <Damione_> Gostaria de esclarecer que os podcasts podem ser feitos com apenas um celular e um pouco de criatividade, no entanto, decidi que o Podcast Papo de Professor – PdP seria um produto profissional e para isso deveria possuir uma aparência profissional, deveria
[14:22] <Damione_> ser acessível a uma grande quantidade de público além de ter ótima qualidade de áudio fazendo-se necessário os passos que relatarei a seguir.
[14:22] <Damione_> O primeiro passo para a criação do podcast foi o desenvolvimento da nossa logomarca que foi feita através do serviço online pago chamado Logovia. Onde o serviço é “leiloado” entre dezenas de designers que enviam sugestões de logos baseados no
[14:23] <Damione_> briefing de sua marca e, após ter seu trabalho escolhido pelo contratante (eu, nesse caso) recebe um valor previamente definido.
[14:23] <Damione_> Também fez-se necessário desenvolver o ambiente virtual onde são armazenados os episódios do podcast que foi criado com base na plataforma Wordpress e armazenado pela empresa de hospedagem especializada em podcasts Euler Soluções em Internet além da compra do domínio www.papodeprofessor.com.
[14:23] <Damione_> Para a disseminação do conteúdo produzido foi criado perfis na seguintes redes sociais: Facebook, Google+, Twitter e Instagram além de registrar o podcasts em ferramentas/sites especializados como: iTunes Store, Deezer, Teiacast e Youtuner.
[14:24] <Damione_> Para monitorar a quantidade de acessos ao site do PdP utilizamos o Google Analytics e para controlar a quantidade de downloads de cada episódio é utilizado o serviço premiun Bluebrry podcast.
[14:24] <Damione_> Para a gravação dos primeiros episódios, utilizamos dois gravadores de mão marca Zoom modelo H4n e microfones cardioides simples cedidos pela HAMK. Para que fosse possível a gravação em 4 canais distintos, realizava-se a gravação paralela usando dois
[14:24] <Damione_> microfones em cada dispositivo e posteriormente, através de edição, fazia-se a sincronização e edição das duas gravações.
[14:25] <Damione_> Recentemente adquiri um modelo melhor, o Zoom H6 que permite que eu grave simultaneamente até 6 canais de áudio no mesmo aparelho, em termos práticos isso significa que posso ter até 6 pessoas com microfones individuais conversando que o
[14:25] <Damione_> aparelho grava o áudio de cada uma separadamente e, caso seja necessário, posso excluir na edição um som indesejado de apenas um microfone sem afetar o som dos outros, em caso de alguém tossindo, por exemplo.
[14:26] <Damione_> O processo completo de produção de um episódio do PdP leva em média 10h30mim e é dividido em 4 partes que serão descritas a seguir: Pesquisa e produção de pauta, Gravação, Edição do áudio e Publicação e divulgação.
[14:26] <Damione_> Pesquisa e produção de pauta – Essa fase compreende a escolha do tema, convite dos interlocutores e finalmente a escrita da pauta. Umas das dúvidas mais recorrentes que recebo é em relação a escolha dos temas. Não tenho uma regra para selecionar os temas
[14:27] <Damione_> que abordamos, essa escolha é sempre feita de acordo com oportunidades pontuais (participação em evento, congresso etc) ou temas que eu tenho estudado.
[14:27] <Damione_> Sempre pesquiso dados estatísticos e trabalhos recentes sobre o tema que abordarei no episódio e, a partir do material coletado, começo a escrever um texto que servirá de guia na gravação do programa.
[14:27] <Damione_> As pautas são escritas habitualmente utilizando o auxílio do software Evernote que me possibilita compartilha-la com meu convidado e acompanhar a edição do texto via computador ou celular de maneira bastante simples.
[14:28] <Damione_> A escolha do convidado de cada episódio é feita baseando-se no histórico de atuação profissional do indivíduo em relação ao tema que será abordado, considerando que é desejável que ele seja professor ou esteja diretamente envolvido com a educação como
[14:28] <Damione_> geralmente é o caso dos gestores, como exemplo posso citar o episódio 16 do PdP “ Secret of Finland” onde a Ministra da Educação da Finlândia foi nossa convidada apesar de nunca ter atuado como professora (acessível em https://goo.gl/G2ExkX).
[14:29] <Damione_> Gravação – O primeiro aspecto a considerar em relação a gravação é se ela será presencial ou a distância. Geralmente, dou preferência a gravações presenciais pelas seguintes razões: A interação entre os convidados é mais dinâmica e flui melhor, a
[14:29] <Damione_> qualidade do áudio é consideravelmente melhor pois utilizo meu próprio equipamento controlando, assim, a qualidade da gravação.
[14:29] <Damione_> Um dos problemas recorrentes que tenho ao realizar a gravação presencial é a falta de um local apropriado para a gravação que seja silencioso e tenha pouca circulação de pessoas porém esse problema é facilmente resolvido escolhendo microfones cardioides
[14:29] <Damione_> ao invés de condensadores, esse tipo de microfone capta o som de forma direcional, ou seja, se apontar ao direcionar o microfone para a boca os ruídos ambientes são muito pouco captados (a não ser que estejam muito alto como em um show, por exemplo).
[14:30] <Damione_> Em relação a gravações a distância o maior desafio geralmente é controlar a qualidade da gravação porque usualmente o convidado não tem um microfone de boa qualidade ou conexão com a internet estável, o que afeta bastante a dinâmica da gravação bem
[14:30] <Damione_> como a qualidade do áudio final. Para isso não há muito o que fazer, caso a qualidade do áudio esteja muito discrepante procuro reagendar uma nova gravação até que seja possível melhorar a qualidade da gravação.
[14:30] <Damione_> Havendo condições de realizar a gravação, ela é feita por qualquer programa de conferência online como Skype ou Hangout e a gravação propriamente dita pode ser
[14:30] <Damione_> feita através de um software que capta o áudio do computado como o Skype Recorder ou através do equipamento já citado, Zoom H6, que é o que geralmente eu faço.
[14:31] <Damione_> A duração de cada gravação varia de acordo com o tema abordado e a dinâmica de gravação. Entrevistas geralmente não duram mais do que 20 minutos enquanto roda de discussão chegam a durar 90 minutos.
[14:31] <Damione_> É interessante ressaltar que no PdP nem tudo o que é gravado vai ao ar, toda gravação passa pelo processo de edição e o audio final tem sua duração consideravelmente reduzida em relação ao tempo inicial de gravação.
[14:31] <Damione_> Edição do Áudio - Após a gravação do bate-papo, o áudio é transferido para o computador através de um cartão de memória e dá-se início ao processo de edição em software específico para esse fim, no meu caso o Sony Vegas.
[14:32] <Damione_> No processo de edição, retira-se sons indesejados da gravação como tosse, apitos, estalos entre outros e são recortados trechos considerados improdutivos ou prolixos além de ser acrescentado música de fundo e alguns efeitos sonoros utilizados para
[14:32] <Damione_> destacar algum trecho considerado relevante no episódio, que são conhecidos no mundo do podcast como “vírgula sonora”.
[14:32] <Damione_> É interessante ressaltar a influência da música de fundo na ambientação da discussão. Quando a discussão é demasiadamente densa ou quando não se tem boa qualidade de áudio opto por não colocar música de fundo para que a discussão em si tenha maior foco.
[14:32] <Damione_> Caso contrário, uso BGs (nome técnico dado a música de fundo, abreviação de background) que enfatizem o assunto discutido, como exemplo destaco o episódio 20 do PdP onde abordo o trabalho de 10 professores ao redor do mundo e ao abordar cada cidadania eu usei ao fundo uma música típica de sua região.
[14:34] <Damione_> O último passo na edição do áudio é transformar todo o trabalho de edição em um único arquivo no formato mp3 através de um processo chamado renderização que é efetuado pelo próprio software e leva poucos minutos.
[14:34] <Damione_> Publicação e divulgação - A última etapa na produção de podcasts é torna-lo acessível para o grande público. Para isso é necessário preparar o texto que acompanhará o post do episódio no site do Papo de Professor.
[14:34] <Damione_> Nessa fase também se faz necessária a criação da arte que ilustrará o post do episódio chamado de capa. Alguns estudos na área de marketing (que infelizmente não encontrei para cita-los aqui demonstram que propagandas que contem faces humanas são
[14:34] <Damione_> consideradas mais atrativas, curiosamente pude notar esse fato através da quantidade de clicks em episódios que trazem pessoas ilustrando a capa.
[14:35] <Damione_> O texto de apresentação do episódio é extremamente importante pois ele é decisivo para a decisão do ouvinte em explorar o episódio ou não sendo necessário então que ele brevemente (no máximo 3 linhas) conte ao potencial ouvinte o conteúdo da discussão e ao mesmo tempo o motive a ouvir o episódio.
[14:36] <Damione_> Outro ponto bastante importante é configurar corretamente o post para que ele seja bem ranqueado no Google em caso de uma busca. Faça um teste, procure no Google por “Podcast Educação” e veja quais são os primeiros resultados.
[14:36] <Damione_> Felizmente meus esforços na correta utilização da técnica conhecida por SEO fez com que o site do Papo de Professor saísse da terceira página de pesquisa para o topo da primeira.
[14:36] <Damione_> Após a publicação episódio em nosso site, preparamos também imagens e textos que são largamente compartilhados em nossas redes sociais e resultam em grande engajamento dos ouvintes do podcasts que gostam do conteúdo e compartilham entre seus pares.
[14:37] <Damione_> Resumidamente, essas são as 4 etapas da criação até a publicação de um episódio.
[14:37] <Damione_> Alguns pontos que tenho notado nos meus dois anos a frente do Podcast Papo de Professor e gostaria de compartilhar com vocês é que, apesar de mais de 80% dos ouvintes de podcasts brasileiros preferirem episódios com duração igual ou superior a
[14:37] <Damione_> 60 minutos (PodPesquisa, 2014) os nossos docentes têm preferido episódios extremamente curtos de até 3 minutos, após esse período a uma grande taxa de rejeição, isso é, abandono do áudio sem que ele seja ouvido até o final. (Esse dado tem
[14:37] <Damione_> como referência apenas os episódios que são ouvidos online pois não há como mensurar o comportamento dos ouvintes que fazem download do episódio e posteriormente o ouçam). Esse fato tem tornado bastante desafiador o planejamento do formato futuro do PdP.
[14:37] <Damione_> Outro aspecto é a importância de criar um canal eficiente de comunicação com o ouvinte, afinal o engajamento dele é muito maior quando ele se sente parte do PdP. Para isso adaptamos a área de comentários dos nossos episódios removendo a
[14:38] <Damione_> verificação manual de cada comentário e aumentando a autonomia para que eles possam comentar cada episódio mais facilmente utilizando seu próprio perfil do Facebook.
[14:38] <Damione_> Ainda sobre o Facebook, o Papo de Professor conta com o auxílio de 3 editores que auxiliam no compartilhamento de notícias relevantes no contexto da educação, tendo o cuidado de não explicitar nenhum viés político.
[14:38] <Damione_> Optamos por não adotarmos nas discussões do Papo de Professor tons partidários pois entendemos que nesse momento queremos servir como ponto de conversão entre educadores da nossa nação, resumidamente queremos construir “pontes” e não “muros”, no entanto, entendemos a relevância dessas discussões no nosso contexto.
[14:39] <Damione_> Temos recebido muitos feedbacks por e-mails e comentários nos posts de professores do Brasil e outros países que falando que se sentiam ilhados em suas escolas por não encontrarem outros educadores que tenham o mesmo sentimento de inovação e que aos poucos estavam sendo sucumbidos pela rotina extenuante de grande parte de nossos professores.
[14:39] <Damione_> Sendo assim, reforça-se aí a demanda por mais ambientes como o Papo de Professor, a Conversa entre educadores e várias outras iniciativas que visam amparar o desenvolvimento docente e também inspirar os professores já inundados pelas tarefas cotidianas a inovarem e abandonarem sua zona de conforto.
[14:40] <Damione_> O Papo de Professor está crescendo e tomando proporções maiores do que esperava incialmente, temos como plano ampliar nosso trabalho para publicações físicas e também ampliar nosso site transformando-o em um portal educacional, um verdadeiro ponto de convergência e referência de educadores.
[14:40] <woodsonfc> Estamos já no fim do tempo, Prof. Damione! Se puder finalizar para que possamos passar às perguntas!
[14:40] <Damione_> Estou encerrando
[14:40] <Damione_> Eu acredito no potencial da educação brasileira, sobretudo no potencial dos nossos professores e por isso faço a minha parte e tento inspirar através do Papo de Professor outras pessoas para que comprem essa luta junto conosco.
[14:41] <Damione_> Espero ter compartilhado um pouco do processo de criação de um podcast educacional no contexto de formação de professores e já lhes convido a conhecerem o nosso site através do endereço www.papodeprofessor.com e também nos seguirem no Facebook e nas nossas redes sociais.
[14:41] <Damione_> Mais uma vez agradeço a Prof Adelma e a toda equipe do STIS pelo convite e me coloco a disposição para questionamentos.
[14:42] <acris> está aberto a perguntas
[14:42] <woodsonfc> Vamos passar para as perguntas dessa vez porque o Prof. Damione terá de se ausentar
[14:42] <jamison_UEMG> Muito interessante a ideia, se ver pelo resultado do trabalho. a respeito dos comentários, são restritos às pessoas que possuem perfis em Facebook?
[14:42] <woodsonfc> mais cedo!
[14:43] <woodsonfc> Ok profa. mara_ ?
[14:43] <Elizama_> Nesses casos citados seria o uso de microfones em sala de aula
[14:43] <Damione_> Olá jamison_UEMG. No momento, estamos testando apenas com perfis do Facebook porém também podem ser feitos através do nosso email contato@papodeprofessor.com.
[14:43] <mara_> Maravilhoso trabalho!
[14:43] <hugleo> Damione_, você conhece o Audacity? As pessoas tem falado muito bem dele pra edição de áudio avançado. Seria uma alternativa ao sony vegas :)
[14:44] <woodsonfc> Após as perguntas, haverá a apresentação da Prof.a. Mara
[14:44] <Cris_> é sem dúvida um trabalho inovador que traz uma mudança pro cotidiano da escola.
[14:44] <MARCOSUEMG> Boa tarde professor! Muito interessante a apresentação.
[14:44] <Damione_> Elizama_, em sala de aula podem ser gravados os dados diretamente do celular
[14:44] <mara_> Acabei de retornar do SxSwEdu uma das maiores Conferências de inovação e tecnologia na Educação, em Austin-EUA para conhecer aqui em nosso País essa experiência maravilhosa!
[14:45] <MARCOSUEMG> Podcasts estão se mostrando como uma ótima ferramenta na formação
[14:45] <Damione_> hugleo, conheço sim. Os dois primeiros episódios foram feitos no Audacity porém deixei de usa-lo pois senti faltam de alguns recursos mais avançados de edição, no entanto, ele pode ser usado transquilamente com esse fim,
[14:45] <Damione_> .
[14:45] <adelinavasconcel> O potencial do podcast como ferramenta pedagógica para suporte da formação continuada docente já se revelou essencial. Porque ainda é tão pouco utilizado?
[14:45] <jamison_UEMG> Esclarecido. Parabéns a você e tua equipe pelo trabalho, muito boa.
[14:45] <mara_> Esse Projeto empodera e dá voz aos professores!
[14:45] <woodsonfc> O audacity tem até versão portable
[14:46] <Damione_> MARCOSUEMG - Concordo com você!
[14:46] <vanusaeugenio__> muito interessante o trabalho! Parabéns. Vou procurar me inteirar mais sobre o Audacity.
[14:46] <Prof-Elis-UEMG> Damione, boa tarde! Vc mencionou gravar em formato de MP3, pelo AAC e OGG são funcionam bem para esse caso?
[14:46] <adelinavasconcel> No Brasil que eu quis especificar
[14:46] <adelmaa_> Ate de inclusão, pensem emquantomaterial poderá ser preparado para facilitar aprendizagem e inclusão de cegos.
[14:46] <Cris_> Sem dúvida Adelma
[14:46] <WatilaUEMG> Parabéns ao projeto. Vamos torcer para que outros professores tenham essa mesma iniciativa.
[14:46] <Damione_> adelinavasconcel - Creio que seja porque o podcast em si ainda é relativamente desconhecido na nossa nação. Sempre que vou falar sovre o Papo de Professor preciso iniciar explicando o que é podcast.
[14:47] <mara_> Acredito que falta pessoas para ensinar essas tecnologias dessa forma clara e objetiva do Professor Damione!
[14:47] <adelmaa_> Mas dará voz, especialmente aos alunos.
[14:47] <silvajulioadm> Parabéns pelo projeto!!!
[14:47] <mara_> sim,Adelma! Com certeza! Todos devem ser ouvidis!
[14:47] <ludymyllaUEMG> Parabéns, maravilhoso projeto!!
[14:47] <matheusUEMG> Parabéns, muito bom !
[14:47] <mara_> Parabéns!
[14:48] <woodsonfc> Podemos pensar algo com podcast no nosso grupo tb adelmaa_ e acris
[14:48] <Damione_> Prof-Elis-UEMG - Esses formatos poderiam funcionar porém para que haja 100% de compatibilidade com qualquer equipamente adotamos o mp3 que já é o padrão consagrado dessa área.
[14:48] <AndreaCBQ> Muito interessante, quero fazer parte dessa inovação
[14:48] <AnaMatte> junto-me ao coro: parabéns, prof. Damione_
[14:48] <nethyazevedo> Parabéns, muito bom! Gostei demais
[14:48] <mateushist18_> Parabéns pelo Projeto !!! Ótimo recurso tenológico
[14:48] <Jean-UEMG> ,
[14:48] <Damione_> mara_ - Obrigado Pelas palavras
[14:49] <AnnaTheresaUEMG> Parabéns, excelente projeto!
[14:49] <Damione_> Não mencionei na palestra mas o Papo de PRofessor tem um filho... o Papo de Aluno
[14:49] <AnaMatte> :D
[14:49] <mara_> Adorei! Vamos replicar a todos!
[14:49] <adelmaa_> Acredito nas tecnologias quando elas são utlizadas na sala de aual como instrumento de ensino aprendizagem,mas que promova liberdade , colaboratividade e autonomia do aluno.
[14:49] <PollyannaUEMG> Parabéns pela iniciativa professor. Precisamos de pessoas com essa energia para nos motivar ainda mais.
[14:49] <vanusaeugenio__> no mesmo site?
[14:49] <Damione_> Um projeto de extensão do IFSP Campus Salto com o objetivo de desenvolver entre os alunos a formação do pensamento crítico
[14:49] <Heloisa> Parabéns ao Profº Damione por sua fala clara e inspiradora.
[14:49] <Damione_> www.papodeprofessor.com/papodealuno
[14:49] <HugoAdriano-UEMG> Parabéns pelo belo trabalho
[14:49] <vanusaeugenio__> ok
[14:49] <MARCOSUEMG> para quem não sabe o que é: https://youtu.be/LqGZM9p5WWU
[14:49] <woodsonfc> Tb parabén! Que plataforma cheia de sites. Deve dar um trabalho danado produzir!
[14:49] <Cris_> Realmente essa inovação traz a possibilidade de reverter a ideia de que vários docentes têm qto à dificuldade de se trabalhar com as novas tecnologias.
[14:50] <SOL> Caro Damione como eu conseguiria utilizar os podcast trabalhando na educação infantil?
[14:50] <Damione_> Obrigado pelas palavras de apoio de todos vocês!
[14:50] <mara_> Também quero saber!
[14:50] <Prof-Elis-UEMG> Damione, mto bem falado! A incompatibilidade sempre atrapalha.
[14:51] <adelmaa_> No reconto de contos de fadas, por exemplo.
[14:51] <MARCOSUEMG> responsividade tem que ser pensada em qualquer projeto nessa área das TICS
[14:51] <Bia_silva16> Parabéns !!! Tomara que todos busquem essa inovação!
[14:51] <Damione_> SOL - Crianças adoram gravar e se ouvir, as possibilidades são imensas. Creio que a Prof Mara poderia comtemplar essas possibilidades melhor do que eu.
[14:52] <mara_> Já estou até vendo os livros autorais dos alunos serem transformados em versões orais e animadas!
[14:52] <Heloisa> Pode ser usado como avaliação após um evento,tipo um seminário?
[14:52] <woodsonfc> Muito obrigado, Prof. Damione pela primorosa palestra
[14:52] <Damione_> MARCOSUEMG - Com certeza, esse é um aspecto muito importante
[14:52] <mara_> Vou aprender e experimentar!
[14:52] <adelmaa_> Dando voz as crianças. Transformando os recontos em evento a conta gotas. Cada dia um pouquinho de conto.
[14:53] <woodsonfc> Teremos que encerrar essa parte para começar a próxima apresentação
[14:53] <MARCOSUEMG> imagina o qtao isso ia inspirar os alunos para continuar a hostória no dia seguinte..
[14:53] <Damione_> Heloisa - Creio que hajam ferramentas mais adequadas nesse caso. O problema seria ouvir 30-40-50 feedbacks diferentes em audio.
[14:53] <vanusaeugenio__> é verdade, uma caixa de som e um microfone fazem milagres em sala!!!
[14:53] <adelmaa_> O STIS já mostrou trabalho desta natureza em outubro do ano passado.
[14:53] <mara_> Maravilha!
[14:53] <Prof-Elis-UEMG> Parabéns pela pesquisa, Damione!
[14:54] <woodsonfc> Quero pedir desculpas por ter de improvisar dessa vez, pois não sabia que o prof. Damione estava com seu tempo limitado
[14:54] <Heloisa> Agradecida.
[14:54] <Damione_> Bom, obrigado a todos pelas palavras e espero encontra-los no Papo de Professor!
[14:54] <JUSCELINO> Informações maravilhosas. Parabéns Mara!
[14:54] <mara_> Obrigada!
[14:54] <adelmaa_> Depois entre no site e em Registros e leiam o trabalho da professora Andressa.
[14:54] <Damione_> Vou viajar daqui a pouco, eu que peço desculpas por fugir do cronograma inicial.
[14:54] <woodsonfc> Não houve como avisar a prof. Mara dessa mudança!
[14:54] <mara_> Tudo bem! Compreendo!
[14:55] <MARCOSUEMG> sem problemas
[14:55] <Mag__> Parabéns pelo assunto abordado , inovar é preciso !!!
[14:55] <JUSCELINO> Parabéns Damione pelos ensinamentos!
[14:55] <Damione_> Ao chegar no meu destino voltarei correndo online para ler a participação da Educadora Nota 10, Prof Mara.
[14:55] <Damione_> Abraço a todos vocês!
[14:55] <mara_> Obrigada!
[14:55] <woodsonfc> Vamos então dar a voz a profa Mara para que inicie sua palestra
[14:55] <adelmaa_> Obrigada, parceiro! Boa viagem! Paraéns mais uma vez pela belíssima apresentação e trabalho desenvolvido.
[14:55] <mara_> Obrigada!
[14:56] <mara_> Boa tarde a todos! É um grande prazer estar aqui com todos vocês do Stis- Seminários Interdisciplinares do SEMIOTEC, com Prof. Damione, Professora Adelma e demais participantes!
[14:56] <woodsonfc> Boa Viagem, prof. Damione e obrigado mais uma vez
[14:56] <mara_> Sinto-me honrada com esse convite!
[14:56] <woodsonfc> Prof.a. Mara, é com você agora..
[14:56] <mara_> Acabei de retornar do SxSwEdu uma das maiores Conferências de inovação e tecnologia na Educação, em Austin-EUA para conhecer aqui em nosso País essa experiência maravilhosa!
[14:57] <mara_> Espero poder contribuir para o debate da educação nesse canal democrático!
[14:57] <mara_> Escrevo semanalmente para o Blog de Alfabetização Nova Escola, que atualmente está vinculada a Fundação Lemann.
[14:57] <mara_> As reflexões e ideias que apresentarei nessa Conferencia do Stis, foram colhidas, experienciadas e construídas ao longo de aproximadamente 30 anos como professora alfabetizadora na rede publica de ensino do Estado de São Paulo.
[14:58] <mara_> Esse estudo é caracterizado em duas dimensões: da prática pedagógica e teórica.
[14:58] <mara_> A alfabetização é um ponto base, de grande importância, em todo o processo educativo.
[14:58] <mara_> A complexidade de seu processo exige estudo, entendimento e comprometimento, de todos os envolvidos na educação, mas principalmente do professor alfabetizador.
[14:58] <mara_> Durante muito tempo, num período em que o professor era reconhecido como o único detentor do conhecimento que o repassava a seus alunos, acreditou-se que alfabetizar era tão e simplesmente codificar e decodificar a língua escrita.
[14:59] <mara_> Mas a partir dos estudos de Emilia Ferreiro e Ana Teberosky, explicitada em sua obra, “Psicogênese da Língua Escrita”,
[14:59] <mara_> surge um novo conceito de alfabetização que, de maneira contraria a alfabetização realizada até aquele momento, entende e acredita que a alfabetização é o processo de aprendizagem da língua escrita,
[14:59] <mara_> que se dá por meio da interação entre a escrita, seu o objeto de conhecimento, e o sujeito que realiza seu ato.
[15:00] <mara_> Nessa concepção de alfabetização, as crianças (re) constroem o conhecimento sobre a língua escrita por meio de hipóteses que formulam para compreender o funcionamento desse objeto de conhecimento.
[15:00] <mara_> Assim, então o foco da aprendizagem está no aluno, que passa então a ser considerado e visto como um ser capaz de agir ativamente, em busca da aprendizagem,
[15:00] <mara_> e não como um ser passivo que espera que alguém lhe transmita o conhecimento. Na Psicogênese da língua escrita, o ponto central não é mais a maneira como se ensina, mas sim o modo como se aprende.
[15:01] <mara_> FERREIRO “A questão crucial da alfabetização inicial é de natureza conceitual. Isto é, a mão que escreve e o olho que lê estão sob o comando de um cérebro que pensa sobre a escrita que existe em seu meio social e com a qual toma contato através da sua própria participação em atos que envolvem o ler ou o escrever, em práticas sociais mediadas pela escrita”.
[15:01] <mara_> Ferreiro delega ao professor um papel de extrema importância, no processo de alfabetização, sobre leitura e escrita, de mediador do conhecimento, que precisa intervir ativamente, junto aos alunos,
[15:01] <mara_> no processo de compreensão do sistema de leitura e escrita. O educador deve criar em sala de aula, condições favoráveis para a efetiva aprendizagem de seus alunos, para que ele avance no sistema de escrita alfabética.
[15:02] <mara_> Os estudos de Ferreiro e Teberosky, foram um divisor de águas na educação brasileira.
[15:02] <mara_> Surge então a necessidade de se repensar as práticas pedagógicas, no processo de alfabetização, para fazer acontecer essa “nova alfabetização”.Saímos da metodologia do estudo das palavras que não apresentavam função social, de escritas fáceis e simplificadas,
[15:02] <mara_> para o estudo com mais complexidade e desafio aos educandos, onde estão presentes as escritas e leituras que fazem parte das práticas sociais. Essas situações de ensino e aprendizagem de alfabetização devem ser capazes de levá-los a construir seu próprio conhecimento, de maneira autônoma e ativa.
[15:02] <mara_> Esse novo fazer da pratica pedagógica, exige um estudo permanente do professor na busca de novas e eficazes maneiras para atender as necessidades de aprendizagem dos alunos,
[15:03] <mara_> que os façam escrever e ler mais e mais e que consequentemente os levem a ampliar seus conhecimentos e assim a avançar em suas hipóteses de escrita.
[15:03] <mara_> Umas dessas boas práticas pedagógicas, se baseiam na apresentação e exploração da leitura e escrita de diferentes gêneros textuais, apropriados para a alfabetização,
[15:03] <mara_> que façam parte das praticas reais de leitura e escrita, que vão muito além do uso das parlendas e outros textos de memória, textos habitualmente usados.
[15:03] <mara_> Os estudos de, SANTOS, MENDONÇA E CAVALCANTE, (2006), nos dizem que: Em uma perspectiva sociointeracionista, os eixos centrais do ensino da língua materna são a compreensão e a produção de textos.
[15:04] <mara_> Nessas atividades, convergem de forma indissociável fatores linguísticos, sociais e culturais. Nelas, os interlocutores são participantes de um processo de interação,
[15:04] <mara_> e, para isso, precisam ter domínio da mesma língua e compartilharem as situações e as formas como os discursos se organizam, considerando seus propósitos de usos e os diversos contextos sociais e culturais em que estão inseridos.
[15:04] <mara_> Já para Schneuwly e Dolz (2004), os gêneros textuais, são instrumentos culturais disponíveis nas interações sociais. São historicamente mutáveis e relativamente estáveis. Emergem em diferentes domínios discursivos e se concretizam em textos, que são singulares.
[15:04] <mara_> Com base nesses estudos e novas percepções, se ampliam à diversidade e as possibilidades de exploração de diferentes gêneros textuais na alfabetização em sala de aula
[15:05] <mara_> que se traduzem, por exemplo, na utilização de Lengalengas, de poemas como os Haicais, infográficos, contos, reportagens, e tantos outros textos. As escritas de textos literários como os de lengalenga, poemas e contos,
[15:05] <mara_> são ótimas práticas para se explorar e introduzir a escrita de textos autorais na alfabetização, onde o aluno como sujeito escritor, protagonistas de seu processo de aprendizagem, quando bem orientado com intervenções pedagógicas pontuais, pode expressar suas ideias, sentimentos, narrativas ou necessidades.
[15:05] <mara_> Estou muito rápido? Ou está bom assim? Nesse ritmo!
[15:06] <adelmaa_> Está ótimo!
[15:06] <mara_> Ao longo de minha experiência como professora como alfabetizadora, venho explorando esses diferentes gêneros textuais em sala de aula, com excelentes resultados na alfabetização dos alunos.
[15:06] <mara_> Em minha analise, baseada em minhas experiências, praticas em sala de aula e também do estudo e compartilhamento de praticas pedagógicas de outros professores na alfabetização,
[15:07] <mara_> acredito que dois outros grandes fatores, além da diversidade de gêneros textuais, foram essenciais na alfabetização com qualidade dos alunos: a organização em forma de projetos e o processo de modelização, como preparador das produções textuais.
[15:07] <mara_> Jolibert (1994) nos revela que: “Um ensino por projetos, portanto, permitir as crianças que construam o sentido de sua atividade de aluno.
[15:07] <mara_> É aceitar que um grupo viva com suas alegrias, entusiasmos, conflitos, choques, com sua experiência própria e todos os lentos caminhos que levam às realizações complexas. Vida cooperativa da aula e projetos...”
[15:07] <mara_> E ainda que as criança, como sujeito ativo em sua aprendizagem : ... conhece seus objetivos; aprende a planejar seu trabalho, que irá se estender por várias sessões;
[15:08] <mara_> Mas, ninguém escreve do nada! A escrita precisa de um “terreno fértil”, para nascer, se expandir, fluir! Para escrever bons textos precisamos, entre tantos elementos de:
[15:08] <mara_> • um ambiente que estimule a criatividade, que nos inspire a escrita. • explorar previamente o assunto a ser abordado.
[15:08] <mara_> • ler textos de qualidade, explorar suas características textuais, os estilos de seus autores, etc, que nos servirão de referencias para as nossas escritas.
[15:08] <mara_> Para isso as praticas educativas para a escrita, mudaram, se ampliaram e se diversificaram. Essas mudanças vêm contribuindo significativamente na aprendizagem dos alunos, resultando na escrita de bons textos com qualidade.
[15:09] <mara_> Essa metodologia se baseia nas seguintes etapas: 1. Antes da escrita de qualquer texto, é preciso “preparar o terreno”, fazendo questionamentos aos alunos, que os levem a reflexão sobre essa escrita. Como por exemplo: Sobre o que é o texto (sua temática, assunto, o que vamos abordar)?
[15:09] <mara_> Para quem vamos escrever (interlocutores)? Qual a finalidade desse texto, sua função social? Onde circula esse tipo de texto, em qual suporte? Quais são suas características? O que você conhece sobre esse tipo de texto? Qual a forma gráfica do texto (ele se divide em partes, quais são)? Já leu algum texto desse tipo?, etc.
[15:09] <mara_> 2. Mas é preciso também explorar previamente o assunto, o tema, a ser tratado no texto, para que o aluno tenha elementos, informações que possam ser úteis em sua produção textual.
[15:09] <mara_> Para isso as rodas de conversa, exibição de vídeos (animações, documentários, etc.), leitura com eles diversos tipos de textos sobre o assunto, em diferentes suportes (jornais, livros, revistas, etc.), pesquisas e muito mais, são ótimos recursos!
[15:10] <mara_> 3. O processo de modelização é o facilitador para a escrita de um texto. Modelizar é repertoriar o aluno, através da apresentação de textos como modelos, como referencias, para o bom desenvolvimento de sua escrita,
[15:10] <mara_> preparando-o para o momento da escrever, ou seja, modelizar é simplesmente, antes de propor a escrita, apresentar a eles de textos de boa qualidade, de preferência de fontes confiáveis e autores reconhecidos, da
[15:10] <mara_> mesma tipologia textual, para que leiam, se familiarizem, identifiquem suas principais características, ou seja, conheçam o tipo de texto a ser escrito.
[15:10] <mara_> 4. Depois de todas essas etapas, é que se deve se ir propriamente a escrita, pois é nesse momento os alunos estão preparados, com uma boa bagagem para produzir seus textos.
[15:11] <mara_> • Primeiro deve ser feita à escrita de texto coletivo, onde a professora além de ser a escriba, faz suas intervenções, fazendo perguntas aos alunos
[15:11] <mara_> que os levem a melhor forma de escrever o texto, os orientando para que todos participem e compreendam cada parte do texto;
[15:11] <mara_> • Depois a escrita em duplas (na alfabetização é preciso ter uma atenção especial para fazermos agrupamentos produtivos);
[15:11] <mara_> • Se for necessário, para consolidar a aprendizagem, voltamos para a escrita de texto coletivo, ou fazemos mais vezes a escrita em duplas;
[15:11] <mara_> • Finalmente a hora da escrita individual. Momento do aluno por em prática tudo que aprendeu e sabe sobre a escrita do texto.
[15:12] <mara_> Em todas as etapas apresentadas às intervenções pedagógicas do professor são condutoras para uma boa produção textual .
[15:12] <mara_> Apresentarei de forma resumida, duas experiências realizadas, de boas práticas de produção de textos de autoria com turmas de alfabetização, onde foram realizadas todas as etapas descritas na modelização para a produção textual.
[15:12] <mara_> • O projeto Escrevendo com Lengalenga que foi agraciado com o Prêmio Educador Nota Dez de 2014 (alfabetização)
[15:12] <mara_> A Lengalenga caracteriza-se por ser um texto, construído com frases curtas, que geralmente rimam entre si. Estas se baseiam em repetições, tanto de sons, como de rimas, de palavras e expressões, de suas estruturas textuais
[15:13] <mara_> Texto propicio para a alfabetização. Geralmente estão associadas a brincadeiras e jogos orais infantis. Da tradição oral portuguesa, da era Medieval, as lengalengas são transmitidas de geração a geração.
[15:13] <mara_> Esse tipo de construção tem repetições, frases curtas, rimas e enumerações crescentes ou decrescentes. Permite criar textos de autoria mais complexos que os de memória, já que é preciso pensar sobre o que escrever, em vez de reproduzir o que já se sabe de cor.
[15:13] <mara_> • O projeto: Escritas de Haicais na Alfabetização
[15:13] <mara_> Haicais são poemas de origem japonesa, lá chamados de haiku. Em sua forma original, eles têm 17 sílabas sonoras, distribuídas em apenas 3 versos (o primeiro com cinco, o segundo, com sete, e o terceiro, com cinco sílabas).
[15:14] <mara_> São poemas simples, objetivos, sem título, sem rimas, que têm como tema a natureza e as relações do homem com ela. Retratam um momento presente vivenciado, uma impressão tirada da observação da natureza, como uma fotografia.
[15:14] <mara_> O haicai surgiu no século 16, tendo como grande poeta e divulgador o japonês Matsuo Bashô. O gênero chegou ao Brasil no século 20 e muitos poetas o abraçaram
[15:14] <mara_> Atividades com poemas de modo geral são ótimas para a aprendizagem da leitura e escrita, pois trazem brincadeiras de palavras e sons com os quais as crianças se identificam.
[15:14] <mara_> Essa linguagem faz parte do universo infantil, amplia o repertório das crianças, serve para expressar emoções, sentimentos ou impressões, e favorece a reflexão sobre escrita e oralidade.
[15:14] <mara_> Possibilita também a liberdade de escrita, tanto na escolha das palavras quanto na forma gráfica da apresentação do texto e na abertura para atribuir novos significados às palavras, favorecendo a escrita autoral.
[15:15] <mara_> Meus objetivos foram : Que os alunos: • Refletissem sobre sua própria escrita e o sistema alfabético e assim consolidassem os seus conhecimentos;
[15:15] <mara_> • Escrevessem alfabeticamente textos de próprio punho, de autoria, individual e coletivamente, tendo como modelo apresentados;
[15:15] <mara_> • Produzissem textos buscando aproximação com as características discursivas do texto apresentado (haicais – Lengalenga)
[15:16] <mara_> A partir de tudo isso! Foram então produzidos texto autorais de excelente qualidade. Esses textos se transformaram em seis livros impressos e em versão digital.
[15:16] <mara_> Todo o processo de construção textual, desenvolvidos nesses projetos contribuíram efetivamente na alfabetização plena de todos os alunos.
[15:16] <mara_> Precisamos todos nós, educadores consciência de que todos podem aprendem e que o nosso papel é de mediadores, orientadores e facilitadores de todo esse processo.
[15:17] <mara_> Peço auxilio para a exibição dos slides com escritas de autoria dos alunos!
[15:17] <woodsonfc> Ok
[15:18] <mara_> como proceder?
[15:18] <woodsonfc> Ao lado direito da sala, escolham a opção
[15:19] <mara_> apresentação de slides?
[15:19] <woodsonfc> "Apresentação de Slides
[15:19] <woodsonfc> isso
[15:19] <mara_> codigo?
[15:19] <woodsonfc> Então coloquem o código mara1
[15:19] <woodsonfc> mara1
[15:20] <woodsonfc> abra a opção escolhida e digite o codigo
[15:20] <woodsonfc> mara1
[15:20] <mara_> Já apareceu aqui! Vocês visualizam?
[15:21] <woodsonfc> abre pra eles responderem
[15:21] <mara_> Não entendi, desculpe!
[15:22] <woodsonfc> estão vendo os slades?
[15:23] <adelmaa_> digitem Mara um e depois cliquem em mostrar. Neste primeiro slide da Mara tem apenas uma imagem.
[15:23] <woodsonfc> mara1
[15:24] <adelmaa_> Após visualizarem este, vamos ao segundo slide.
[15:24] <adelmaa_> e dai volte e mude o mara1 por mara2
[15:24] <woodsonfc> Profa Mara, você deve indicar o slade
[15:25] <acris> [15:24] <AnaMatte> resumindo: na janela ao lado escolhe no menu a opção Apresentação de Slides", clica em abrir, digita mara 1 no campo de texto e clica em mostrar
[15:25] <acris> cada um deve fazer isso
[15:25] <mara_> a cada pagina estou colocando mostrar!
[15:25] <woodsonfc> durante sua fala e os espectadores vão acompanhando
[15:25] <acris> os códigos são mara1 e mara2
[15:26] <mara_> mara 1 são algumas paginas. São vizualizadas?
[15:26] <woodsonfc> Tem as setas que vão passando os slades
[15:26] <woodsonfc> Descupe não ter instruido antes
[15:26] <mara_> Certo! Estou fazendo exatamente isso!
[15:26] <acris> são visualizadas sim
[15:26] <mara_> beleza!
[15:27] <Elizama_> Ta dando erro
[15:28] <mara_> Isso é Lengalenga!
[15:28] <Cris_> Legal...Criativo
[15:28] <acris> Elizama_: não deixa espaço entre mara e o número
[15:28] <mara_> Agora Haicais!
[15:28] <mara_> Não estou deixando!
[15:28] <adelmaa_> mara1 (juntos nome e número)
[15:28] <vanusaeugenio__> que fofo! As crianças adoram
[15:28] <Heloisa> Adorei os haicais...
[15:28] <mara_> Aqui vizualizo tudo!
[15:29] <woodsonfc> isso só digita 'mara1'
[15:29] <AnaMatte> amei os haicais
[15:29] <Cris_> também estou vendo tudo...muito legal...
[15:29] <Elizama_> Obrigado
[15:29] <vanusaeugenio__> o 1 é lengalenga ou haicai
[15:29] <mara_> Lengalenga
[15:29] <Cris_> realmente as crianças adoram trabalhar com poesias...
[15:29] <mara_> o 2 haicai
[15:30] <Bia_silva16> Adorei!!
[15:30] <Cris_> Já fiz um projeto no 6º ano do fundamental e o resultado foi show...Montamos um livrinho. Eles apresentaram oralmente suas produções.
[15:30] <mara_> Bom! Essa foi a minha apresentação!
[15:30] <ludymyllaUEMG> Gostei!!
[15:30] <Heloisa> Poesia é o máximo com as crianças. E temos poetas maravilhosos que escrevem haicais que as crianças amam.
[15:30] <MARCOSUEMG> professra
[15:30] <Gaby_> Amei !
[15:31] <mateushist18_> Arte de Educar...os alunos amam tudo isso, e nos educadores tbm...amo minha profissão
[15:31] <MARCOSUEMG> de onde surgiu a ideia do "lenga lenga"
[15:31] <mara_> Sim! Livros fazem muito sucesso entre os alunos! Com isso querem escrever e escrever sem parar!
[15:31] <woodsonfc> Todos conseguiram, parece. Quem está tendo dificuldade pode manifestar
[15:31] <vanusaeugenio__> mto bom
[15:31] <Cris_> Na época trabalhamos limeriques também e saiu cada produção...
[15:31] <mara_> Lengalenga surgiu das minhas pesquisas para encontrar textos diferenciados para alfabetizar! As criançsa brincam disso!
[15:32] <delia> olha o de mara só tem 2 slides? Só consegui visualizar 2
[15:32] <mara_> Limeriques são ótimos para alfabetizar!
[15:32] <mara_> são 4
[15:32] <mara_> vou repassar
[15:32] <Heloisa> Mara, vc trabalhou com as crianças com haicais de Bashô ou de outros escritores?
[15:32] <PollyannaUEMG_> Adorei os haicais. Parabéns pelo trabalho Mara
[15:33] <Bia_silva16> Esse tipo de alfabetização é recomendada para se usar com crianças a partir de qual idade ?
[15:33] <mara_> Bashô e de muitos autores brasileiros
[15:33] <marcia_> Parabéns pelo trabalho
[15:33] <vanusaeugenio__> o que são limeriques?
[15:33] <Cris_> penso que antes de tudo o professor como mediador precisa estar muito envolvido e motivado para passar aos alunos a vontade de produzir e fazê-los acreditar em seu potencial.
[15:33] <jamison_UEMG> legal. desconhecia todos estes
[15:33] <Cris_> Limeriques são poemas curtos, geralmente sobre coisas ou situações engraçadas. Eles têm sempre cinco versos, onde a primeira, a segunda e a quinta linhas terminam com a mesma rima.
[15:33] <AndreaCBQ> Tem outro slides além do "Os dez Gatinhos? Porque só aparece esses aqui.
[15:33] <woodsonfc> Quem não conseguir ver, tente colocar em tela cheia o navegador F11
[15:34] <woodsonfc> Ou desça a barra lateral
[15:34] <vanusaeugenio__> ok. obrigada
[15:34] <mara_> Sim! É preciso modelizar, oferecer bons modelos!
[15:34] <Elizama_> Muito interessante, não tinha visto ainda...
[15:34] <Heloisa> É impressionante ver na escrita das crianças o olhar pra fora e para dentro. É o que a gente pode chamar de "pulo do gato". Bacanérrimo. Parabéns!
[15:34] <mara_> Todos esses foram criados por alunos de 7 anos na alfabetização
[15:34] <Prof-Elis-UEMG> Pelo que estou compreendendo é um trabalho que fundamenta com neuropsicológicos
[15:35] <mara_> Obrigada!
[15:35] <Bia_silva16> Também só consegui visualizar 2 slides
[15:35] <mara_> Acredito que sim!
[15:35] <PollyannaUEMG_> Muito interessante... crianças são criativas por natureza só é preciso que elas descubram isso.
[15:35] <WatilaUEMG> Interessante demais. Já imagino o meu filho de 2 anos fazendo esses tipos de trabalhinhos. Parabéns professora!
[15:35] <Bia_silva16> Mas o trabalho é maravilho e pelo que percebi o resultado é magnífico.
[15:36] <mara_> Há todo um processo de mental de apropriação de conhecimento, emoção e muito mais
[15:36] <Prof-Elis-UEMG> atua com funções cognitivas, não é Mara?
[15:36] <AndreaCBQ> Quero ver todos slides! :(
[15:36] <Alexia__> Incrível ver como as crianças se entregam a tipo de projeto!
[15:36] <adelmaa_> Depois nós colocaremos os registros destas conferências no site do stis com os respectivos slides,ok!
[15:36] <mara_> Sim com certeza!
[15:37] <Bia_silva16> Ok!
[15:37] <woodsonfc> Bonitinho, eles, os alunos quem desenvolveram a ideia?
[15:37] <AnaMatte> belíssimo trabalho, prof.a mara_
[15:37] <adelmaa_> Batando só acessar o site e procurar do lado esquerdo da página Registros e procurar este evento.
[15:37] <AndreaCBQ> Maravilha Adelma, obrigada... Mas pelo que já ví o trabalho dos pequenos ficaram lindos, amei, parabéns....
[15:37] <marciamagisterio> adorei os trabalhos
[15:37] <mara_> Aparentemente parece apenas uma construção textual, mais vai muito além disso, há muito conhecimento envolvido e procedimentos mentais
[15:37] <mara_> Muito obrigada a todos!
[15:37] <mateushist18_> Acabou ?
[15:38] <vanusaeugenio__> A rima, com certeza, ajuda nesse processo.
[15:38] <mara_> sim, os proprios alunos!
[15:38] <Ana__> Parabéns pelo trabalho desenvolvido!!
[15:38] <Cris_> Além da oportunidade que os alunos têm de evidenciar suas experiências, vivências e conhecimentos.
[15:38] <mara_> Todos se alfabetizaram assim com muita qualidade
[15:38] <Bia_silva16> Sobre o certificado,como será ?
[15:38] <Alexia__> Eu que agradeço! Belíssima pesquisa
[15:38] <mara_> Sim, com certeza!
[15:39] <mara_> Acompanho e monitoro esses alunos ainda esse ano! Todos estão indo muito bem!
[15:39] <Prof-Elis-UEMG> sim, existe um desenvolmimento da aprendizagem que perpassa os 3 cérebros: o cognitivo, o emocional e o primitivo
[15:39] <vanusaeugenio__> percebi que não precisa ser uma rima "branca". No slide o aluno rimou fome com dorme!
[15:39] <adelmaa_> Há além de tudo o trabalho crescente de conscientização do trabalho em grupo, o fortalecimento dos laços para se trabalhar em dupla e só a partir dai com esta autoestima elevada fazer o aluno trabalhar seu texto sozinho. Lindo, Mara!!!!
[15:39] <mara_> obrigada! Meus alunos agradecem!
[15:39] <mara_> Muito obrigada a todos, em especial a Professora Adelma,pela maravilhosa oportunidade de participar dessa Conferencia Virtual de Educação do Stis, Seminários Interdisciplinares do SEMIOTEC.
[15:40] <mara_> Espero todos vocês no Blog de Alfabetização da Revista Nova Escola, versão Digital, todas as segundas-feiras, para continuarmos esse conversa sobre alfabetização e educação de modo geral!
[15:40] <vanusaeugenio__> Ok
[15:40] <adelmaa_> A sensibiliadde do professor ao formar parcerias, ao instigar o momento certo desta escrita.
[15:40] <Lili___> Obrigada!!!
[15:40] <mara_> Alias relatarei no Blog essa experiência que une educação e tecnologia, do Stis, para que outros conheçam e se inspirem a fazer o mesmo!
[15:40] <adelmaa_> Eu sou totalmente empolgada com trabalho assim,Mara.
[15:40] <woodsonfc> Nós é que agradecemos Profa Mara
[15:40] <Cris_> é um bom trabalho principalmente diante do uso abusivo da internet por parte das crianças que acabam aprendendo o internetês ao invés do português...
[15:40] <Elizama> Obrigado Mara ..... Parabéns pra você e seus alunos
[15:40] <mara_> https://novaescola.org.br/blog/14/blog-de-alfabetizacao Lá vocês podem encontrar um acervo de projetos, reflexões e muitas notícias sobre alfabetização e a educação de Modo Geral!
[15:41] <AnaMatte> Obrigada, prof. mara_
[15:41] <vanusaeugenio__> Obrigada pela disponibilidade
[15:41] <mara_> Muito obrigada! Adorei interagir com todos e passar um pouco da minha experiencia em sala de aula!
[15:41] <Cris_> É algo que precisa ser trabalhado para que as várias formas de linguagem sejam compreendidas e utilizadas no contexto adequado.
[15:42] <adelmaa_> Já rorientei alguns e todos eles foram ums ucesso, pois não só trazem os aluno spara a produção,mas indiretamente trazemos os pais para participarem ativamente deste processo.
[15:42] <mara_> Olha que já fiz esse trabalho também na EJA!
[15:42] <adelmaa_> Isso é fantástico!
[15:43] <vanusaeugenio__> Acha que é possível trabalhar com alunos semi-alfabetizados nos anos finais
[15:43] <Heloisa> Totalmente...
[15:43] <adelmaa_> Eu sou uma professora educadora que mantenho meu pé do chão da escola.
[15:44] <AnaMatte> vamos aplaudir?
[15:45] <AnaMatte> clap clap clap clap clap clap clap
[15:45] <Bia_silva16> ??????
[15:45] <Heloisa> clap clap clap clap clap clap clap
[15:45] <Gaby_> Maravilhoso trabalho a ser seguido... parabéns !
[15:45] <AnaMatte> clap clap clap clap clap clap clap
[15:45] <matheusUEMG> Parabéns !
[15:45] <Cris_> clap clap clap
[15:45] <mara__> queda de energia!
[15:45] <Elizama_> ??????
[15:45] <zanja> Gente todos os slides estão em um nome só?
[15:46] <mara__> Me perdoem!
[15:46] <AnaMatte> clap clap clap clap clap clap clap
[15:46] <AnaMatte> clap clap clap clap clap clap clap
[15:46] <woodsonfc> Profa Mara. Agradeço demais a linda apresentação
[15:46] <woodsonfc> zanja: mara1
[15:46] <mara__> Muito obrigada pela oportunidade!
[15:47] <woodsonfc> zanja: mara2
[15:47] <JUSCELINO> Trabalho maravilhoso! Parabéns! Aplausos!
[15:47] <mara__> Obrigada, Juscelinos!
[15:47] <mara__> Desculpe! Juscelino!
[15:48] <Prof-Elis-UEMG> Parabéns, Profª. Mara!
[15:48] <mara__> Obrigada!
[15:48] <woodsonfc> Convido a todos para a próxima palestra do STIS que será em 21 DE ABRIL TÓPICO: TECNOLOGIA E ENSINO DE LÍNGUAS Conferencistas: Prof. Dr Walcir Cardoso ( Concórdia University - Canadá) Tema: Speech Technologias para o Ensino de português como língua estrangeira.
[15:48] <mara__> Deixo meu email! maraeducadoraalfa@gmail.com
[15:49] <Ana__> Sucesso aos palestrantes em seus empreendimentos, continuem trilhando pelos saberes educacionais!
[15:49] <Heloisa> Parabéns a todos do Stis por essas duas belíssimas apresentações.
[15:49] <mara__> Obrigada a todos do Stis em especial a professora Adelma!
[15:50] <mara__> Um abraço! Até a próxima!
[15:50] <vanusaeugenio__> enviem-nos o convite, como fizeram com esta
[15:50] <vanusaeugenio__> Abçs
[15:51] <woodsonfc> Convido a todos para a próxima palestra do STIS que será em horário diferente: 21 DE ABRIL ÀS 19h TÓPICO: TECNOLOGIA E ENSINO DE LÍNGUAS Conferencistas: Prof. Dr Walcir Cardoso ( Concórdia University - Canadá) Tema: Speech Technologias para o Ensino de português como língua estrangeira.
[15:51] <Heloisa> Sucesso aos palestrantes nos seus saberes e fazeres inspirando a tantos educadores. Agradecimentos especiais a Profª Adelma.
[15:51] <acris> [15:49] <mara__> Obrigada a todos do Stis em especial a professora Adelma!
[15:53] <woodsonfc> Novamente que reiterar que a próxima palestra do STIS que será em horário diferente: às 19h, ok?
[15:53] <woodsonfc> será em 21 DE ABRIL
[15:53] <woodsonfc> TÓPICO: TECNOLOGIA E ENSINO DE LÍNGUAS Conferencistas: Prof. Dr Walcir Cardoso ( Concórdia University - Canadá) Tema: Speech Technologias para o Ensino de português como língua estrangeira.
[15:54] <woodsonfc> Agradeço a todos a presença e espero vocês no próximo encontro!
[15:55] <SOL> OBRIGADA FOI MUITO ÚTIL
[15:55] <woodsonfc> será 21 DE ABRIL (perdão)
[15:55] <woodsonfc> às 19h
[15:55] <woodsonfc> TÓPICO: TECNOLOGIA E ENSINO DE LÍNGUAS Conferencistas: Prof. Dr Walcir Cardoso ( Concórdia University - Canadá) Tema: Speech Technologias para o Ensino de português como língua estrangeira.
[15:57] <AndreaCBQ> De alfabetização, terá nova palestra? Quero muito participar de todas.
[15:57] <woodsonfc> Sempre às sextas-feiras
[15:57] <woodsonfc> Veja no site AndreaCBQ
[15:58] <woodsonfc> O link está no cabeçalho dessa sala
[15:58] <AndreaCBQ> As Sexta? E no mesmo horário de hoje?
[15:58] <AndreaCBQ> Ah! Sim. Obrigada!
[15:58] <woodsonfc> Não AndreaCBQ , a próxima será as 19h
[15:59] <woodsonfc> Sempre às sextas-feiras AndreaCBQ
[15:59] <AndreaCBQ> Entendi! Obrigada!
[16:00] <woodsonfc> A programação de todas as palestras pode ser consultada no site
[16:01] <woodsonfc> Procure em agenda
[16:01] <woodsonfc> O link está aí no cabeçalho dessa sala
[16:02] <woodsonfc> Procure AGENDA
[16:02] <acris> woodsonfc: não será mais Às sextas
[16:02] <acris> será nas quartas às 21h
[16:02] <acris> ops, 19h
[16:03] <acris> esta foi aúltima na sexta, não é isso, adelmaa?
[16:03] <SOL> NAO CONSEGUI VER OS SLIDES
[16:03] <woodsonfc> Dia 21 é Sexta, acris
[16:03] <acris> ah, entao nao sei
[16:03] <woodsonfc> heheeh
[16:04] <adelmaa> Acris, serás sempre na penútima qurta-feira de cada mês de abril a junho e de agosto a novembro.
[16:04] <adelmaa> Dia 19 de abril de 19:30 às 21:00 horas.
[16:04] <woodsonfc> Consultem a AGENDA no site, por segurança e vamos avisando logo que o evento for aproximando
[16:04] <acris> ótimo, obrigada, adelmaa
[16:05] <adelmaa> Nosso próximo evento será na quarta-feira, dia 19 de abril das 19:30 às 21:00 horas.
[16:05] <adelmaa> Será um stis internacional.
[16:05] <woodsonfc> Perdão, me enganei, achei mesmo estranho a informação que tinha, dia de Tiradentes
[16:05] <acris> woodsonfc, devo ter digitado errado
[16:05] <acris> sorry
[16:05] <woodsonfc> Dia 19 de Abril
[16:06] <adelmaa> Um professor da Universidade de Concórdia e outra professora da Argentina.
[16:06] <woodsonfc> hahahaah
[16:06] <adelmaa> Eu devo ter errado, Woodsonfc. Falha minha!
[16:07] <Cris_> Adorei! Quero participar dos próximos!
[16:07] <adelmaa> Agendem ai como: evento imperdível!
[16:07] <Cris_> Abraços !
[16:08] <adelmaa> Peço que conheçam os projeto do Grupo Texto Livre. Professores, acessem a página do congresso Eviddosol /ciltec.
[16:08] <woodsonfc> Vou preencher o calendário na página. Está vazio agora!
[16:09] <adelmaa> Participem!
[16:10] <woodsonfc> SOL: como você procedeu?
[16:10] <adelmaa> Peço que todos vocês acessem a página no face STIs FALE UFMGhttps://www.facebook.com/stis.lingtec/?fref=ts e sejam nossos seguidores, desta forma e através dos seus e-mail vocês receberão notícias de nosso eventos.
[16:10] <SOL> a conexão esta fraca
[16:11] <adelmaa> de nossos eventos.
[16:11] <SOL> esteve caindo o tempo todo
[16:14] <woodsonfc> SOL: resumindo: na janela ao lado escolhe no menu a opção Apresentação de Slides", clica em abrir, digita mara 1 no campo de texto e clica em mostrar
[16:14] <woodsonfc> mara1 junto
[16:14] <adelmaa> Pessoal, a todos vocês, meu grande abraço! Espero encontrá-los aqui em nossa sala virtual de conferências do stis dia 19 de em abril, às 19:30. Até lá! Obrigada pela presença. <3
[16:14] <woodsonfc> e depois mara2 fazendo o mesmo procedimento
[16:15] <SOL> OBRIGADA
[16:15] <acris> abraços a todos, estou indo também.
[16:16] <woodsonfc> Obrigado Ana
[16:16] <AndreaCBQ> Abraço pessoal, agora estou feliz vi todos slides.
[16:16] <woodsonfc> Obrigado AndreaCBQ
[16:16] <woodsonfc> pela presença e participação
[16:17] <AndreaCBQ> Eu que agradeço!
[16:18] <woodsonfc> Esse 'CBQ' de AndreaCBQ parece um gatinho! hehehehee
[16:20] <woodsonfc> Ah, os certificados serão enviados a vocês por email. A todos que fizeram a inscrição no Site!
[16:24] <woodsonfc> Então, corrigindo a informação que passei acima, o próximo evento será dia 19 de em abril, às 19:30. Esperamos vocês lá!
[16:25] <woodsonfc> Esse "em" outra vez :{
[16:26] <woodsonfc> dia 19 de abril, às 19:30 (sem esse 'em')
[16:29] <SOL> CONSEGUI
[16:40] <marcia_> como solicito meu certificado de particpação?
[16:40] <woodsonfc> marcia_: vc se inscreveu no site?
[16:41] <marcia_> Sim
[16:41] <woodsonfc> Vai receber por email, então!
[16:41] <marcia_> mas não pediu email ao me inscrever
[16:42] <woodsonfc> Um momento, então
[16:42] <marcia_> okay, obrigada
[16:43] <woodsonfc> Ah! Pede então no link http://stis.textolivre.org/site/certificados
[16:44] <woodsonfc> marcia_: Peça seu certificado no link http://stis.textolivre.org/site/certificados
[16:44] <woodsonfc> ok?
[16:46] <marcia_> Obrigada, solicitei
[16:46] <woodsonfc> Mais alguma questão?
[16:47] <woodsonfc> Então vou indo, obrigado mais uma vez!
[16:47] <woodsonfc> Fui!

 

Todos os trabalhos aqui publicados estão licenciados segundo a Creative Commons

Creative Commons TL Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

Based on a work at Texto Livre.