Registro das Conferências em Chat

2019

12 de novembro - André Covre

Fake News e a Pequena Mídia Dialógica do Cotidiano: a hipótese da Autoria

Por Carlos Alexandre Oliveira – NEPCED/UFMG

12 de novembro de 2019 às 16h

Sala de Conferências do CILTEC

Coordenador: Carlos Henrique Silva de Castro

Moderador: Ana Matte

Os slides podem ser acessados na sala de conferências

LOG

‎[16:00] ‎<‎CarlosCastro11‎>‎ Boa tarde a todos e todas!
‎[16:01] ‎<‎CarlosCastro11‎>‎ Em instantes começamos
‎[16:01] *** acris definiu o tópico do canal para "[XIII CILTec: André Covre (UFVJM), 12/11/19, 16:00] [código dos slides: 2019-Covre]".
‎[16:02] ‎<‎CarlosCastro11‎>‎ Para acessar os slides da conferência, use o código 2019-Covre na janela do lado direito da sua tel
‎[16:02] ‎<‎CarlosCastro11‎>‎ da sua tela***
‎[16:05] ‎<‎CarlosCastro11‎>‎ André, podemos começar?
‎[16:05] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Podemos!
‎[16:06] ‎<‎CarlosCastro11‎>‎ Consegue visualizar seus slides no sistema?
‎[16:06] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Eu consigo!
‎[16:06] ‎<‎CarlosCastro11‎>‎ Do lado direito da tela
‎[16:06] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Vc vai falar algo ou posso começar?
‎[16:06] ‎<‎CarlosCastro11‎>‎ 2019-Covre é o código a ser usado na OPÇÂO
‎[16:06] ‎<‎CarlosCastro11‎>‎ Te apresento agora.
‎[16:07] ‎<‎AndreCovre‎>‎ (y)
‎[16:07] ‎<‎CarlosCastro11‎>‎ Caros congressistas, o André Covre é professor Adjunto da Área de Linguagens e Mídias Sociais do Departamento de Computação da Faculdade de Ciências Exatas da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM), campus de Diamantina/MG.
‎[16:07] ‎<‎CarlosCastro11‎>‎ Também é diretor de Extensão da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (PROEXC) da UFVJM. Formação: Doutorado e Mestrado em Linguística pela Universidade Estadual de Campinas (IEL-UNICAMP).
‎[16:08] ‎<‎CarlosCastro11‎>‎ Graduado em Letras pela Universidade Federal de São Carlos (UFScar).
‎[16:08] ‎<‎CarlosCastro11‎>‎  Tem experiência na área de Filosofia da Linguagem. Temas de trabalho: ciência, tecnologia, sociedade, linguagem, propriedade intelectual e inovação, mídias sociais, aplicações web, discurso político e Círculo de Bakhtin.
‎[16:08] ‎<‎CarlosCastro11‎>‎ Teremos até 40 minutos de exposição da conferência e mais 20 para perguntas após a apresentação do professor.
‎[16:09] ‎<‎CarlosCastro11‎>‎ Lembrando: 2019-Covre é o código dos slides
‎[16:09] ‎<‎CarlosCastro11‎>‎ Professor André, seja bem-vindo!
‎[16:09] ‎<‎CarlosCastro11‎>‎ Muito obrigado por aceitar nosso convite.
‎[16:09] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Opa!
‎[16:09] ‎<‎CarlosCastro11‎>‎ A palavra está com você.
‎[16:09] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Obrigado
‎[16:09] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Primeiramente, muito obrigado aos organizadores do evento pelo convite, ao professor Carlos Castro, meu colega aqui da UFVJM. Estou muito contente por mais uma vez poder me arriscar a falar publicamente sobre esse tema. Estivemos juntos numa mesa há pouco tempo aqui em Diamantina. Acredito ter sido dali a ideia de me convidar.
‎[16:10] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Estou participando do meu gabinete aqui no Campus JK da UFVJM, com uma internet meio cambaleante, mas vamos lá. Se eu cair, me esperem que eu me levanto e volto! ;)
‎[16:10] ‎<‎AndreCovre‎>‎ SLIDE 1: APRESENTAÇÃO.A proposta dessa conferência é promover uma reflexão sobre o fenômeno contemporâneo das Fake News a partir da hipótese de que vivemos uma demanda por autoria.Vou postar explicações sobre cada slide a cada 1 minuto e meio, mais ou menos.
‎[16:11] ‎<‎AndreCovre‎>‎ SLIDE 2: É CADA UMA QUE ME APARECE!
‎[16:11] ‎<‎AndreCovre‎>‎ O objetivo não é definir nem explicar Fake News, mas exemplificar para contextualizar a reflexão.
‎[16:11] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Exemplo 1: Mamadeira de Piroca. Obviamente a imagem já é um meme que provoca uma reflexão sobre o resultado das últimas eleições presidenciais no Brasil e seus motivos.
‎[16:11] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Exemplos 2 e 3: Duas notícias sobre denúncias que sofreram dois presidentes do Brasil, JK e Lula. Se a mentira deu certo uma vez porque não tentar de novo?
‎[16:11] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Exemplo 4: Exemplo de Fake News que circulou via WhatsApp durante as eleições para reitoria da UFVJM. Pode-se, nesse exemplo, atentar para o tom especulativo e com linguagem não padrão (propositalmente), além do enfoque na expressão "Essa não é a Universidade que queremos" evidenciando o objetivo eleitoreiro.
‎[16:12] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Pra quem está entrando agora, estamos no Slide 2. Jájá vou postar sobre o Slide 3
‎[@#evidosol-1][16:12] ‎<‎marco79‎>‎ Boa tarde a todos!
‎[16:12] ‎<‎AndreCovre‎>‎ SLIDE 3: QUAL A MAIOR FAKE NEWS DE TODAS?
‎[16:13] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Esse texto do Marcelo Leite de 2010 faz referencia ao anúncio do sequenciamento do genoma humano que ocorreu em 2000.
‎[16:13] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Sobre esse texto quero fazer uma afirmação e duas perguntas:
‎[16:13] ‎<‎AndreCovre‎>‎ 1) Há quase 20 anos exaltava-se o sequenciamento do genoma humano como um feito sem precedentes, talvez o maior feito científico dos últimos 20 anos, o que tornaria o câncer uma doença esquecida.
‎[16:13] ‎<‎AndreCovre‎>‎ 2) Seria a ciência a maior Fake News de nossa época? Talvez somente não maior do que as religiões?
‎[16:14] ‎<‎AndreCovre‎>‎ SLIDE 4: O FIM DO ARGUMENTO DA NEUTRALIDADE.
‎[16:14] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Agora que já sabemos o que é FAKE NEWS (sem precisar definir), podemos partir para algumas tentativas de explicações.
‎[16:15] ‎<‎AndreCovre‎>‎ O industrialismo (TOFFLER, 1980) promoveu uma CISÃO entre quem produzia (alimento, informação, energia, etc) e quem consumia.
‎[16:15] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Ou seja, rádio e TV se tornaram os principais intermediários entre aquilo que acontecia no mundo (FATOS) e aqueles que se informavam sobre os fatos (CONSUMIDORES).
‎[16:15] ‎<‎AndreCovre‎>‎ O argumento da Liberdade de Imprensa como algo inquestionável tem fundamento na ideia de Liberdade de Expressão, que por sua vez está fundamentada na noção de isenção ideológica e de neutralidade.
‎[16:15] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Isso tudo só é possível quando temos uma noção estruturalista de língua.
‎[16:17] ‎<‎CarlosCastro11‎>‎ 8)
‎[16:17] ‎<‎AndreCovre‎>‎ SLIDE 5: AH! A GRANDE MÍDIA MONOPLISTA PRIVADA!
‎[16:17] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Por isso, é possível ter a cara de pau de passar os dias construindo Fake News! Esse é um dos melhores exemplos de Fake News naturalizada que a Grande Mídia Monopolista Privada faz diariamente.
‎[16:18] ‎<‎AndreCovre‎>‎ vejam como não é difícil desmontar uma fake news... uma simples análise sintática pode ajudar! hehe
‎[16:18] ‎<‎AndreCovre‎>‎ SLIDE 6: AH! A PEQUENA MÍDIA DIALÓGICA DO COTIDIANO!
‎[16:18] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Assim, o que o industrialismo separou o computador e a internet juntou, principalmente no campo da mídia.
‎[16:18] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Atualmente, ao mesmo tempo em que assistimos a Grande Mídia Monopolista Privada informar que uma operação militar da OTAN matou 5 terroristas no Iraque lemos um blog iraquiano informando que 5 casas de civis foram destruídas com seus moradores dentro.
‎[16:18] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Estamos gradualmente trocando uma
‎[16:19] ‎<‎AndreCovre‎>‎ GRANDE MÍDIA MONOPOLISTA PRIVADA
‎[16:19] ‎<‎AndreCovre‎>‎ por uma
‎[16:19] ‎<‎AndreCovre‎>‎ PEQUENA MÍDIA DIALÓGICA DO COTIDIANO
‎[16:19] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Pra quem entrou agora, estamos no Slide 6!
‎[16:20] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Resumindo, um dos argumentos principais aqui é que com a chegada do computador e da internet (e mais agora com os celulares e aplicativos que temos) os processos de produção e circulação de informação estão sendo descentralizados!
‎[16:21] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Se antes as grandes mídias (Rede Globo por exemplo) conseguiam disseminar a mesma fake news pra todo mundo ao mesmo tempo... atualmente todo mundo tem esse direito na palma das mãos! ;)
‎[16:21] ‎<‎AndreCovre‎>‎ SLIDE 7: O VÁCUO!
‎[16:22] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Entretanto, ao nos voltarmos para o contexto das últimas eleições presidenciais brasileiras vemos o que?
‎[16:22] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Uma enxurrada de informações de inúmeros meios diferentes ao ponto de não sentirmos mais diferenças entre aquilo que circula na Grande Mídia Monopolista Privada e na Pequena Mídia Dialógica do Cotidiano.
‎[16:22] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Confiamos em quem?
‎[16:22] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Retomando, estamos no Slide 8!
‎[16:23] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Se todo mundo pode falar o que quiser em qualquer lugar e não há mais espaço privilegiado para disseminar informação, em quem confiaremos?
‎[16:23] ‎<‎AndreCovre‎>‎ No "imbecil" da internet.?????
‎[16:23] ‎<‎AndreCovre‎>‎ SLIDE 8: A OPINIÃO IDIOTA SOBRE OS IDIOTAS!
‎[16:23] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Ironia ok!!!
‎[16:23] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Para mim, Humberto Eco nunca tinha sido tão elitista, preconceituoso e quase... quase facista.
‎[16:23] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Fica a provocação:
‎[16:24] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Eu prefiro que todos tenhamos o mesmo direito à palavra. Primeiro porque é mais justo. Segundo porque assim dá pra saber onde estão todos os "idiotas". Nunca teríamos descoberto como a sociedade brasileira é tão conservadora e está tão impregnada de discurso religioso preconceituoso se não tivéssemos dado voz a todos.
‎[16:25] ‎<‎AndreCovre‎>‎ SLIDE 9: A IMPORTÂNCIA DA PRODUÇÃO TEXTUAL NA INTERNET!
‎[16:25] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Além disso, essa pesquisa do IBGE revela a importância da Pequena Mídia Dialógica do Cotidiano na produção e circulação de informações por meio de "memes".
‎[16:25] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Pensem em como os memes contribuem na construção das nossas verdades cotidianas!!!!
‎[16:26] ‎<‎AndreCovre‎>‎ PEssoal, estou caminhando para os últimos slides, então vou fazer um resumão:
‎[16:26] ‎<‎AndreCovre‎>‎ 1) Dei vários exemplos de Fake News! Uns mais óbvios, outros nem tanto
‎[16:26] ‎<‎AndreCovre‎>‎ 2) defendi que estamos dando voz a uma pequena mídia dialógica do cotidiano em detrimento a grande mídia monopolista privada... ou seja, menos rede globo, mais time line do facebook e mensagens de whatsapp
‎[16:27] ‎<‎AndreCovre‎>‎ 3) O slide 9 mostra como a fala do Humberto Eco (Slide 8 ) é equivocada, dada a importância das mensagens trocadas pela internet entre as pessoas!
‎[16:28] ‎<‎AndreCovre‎>‎ SLIDE 10: O SUJEITO!
‎[16:28] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Já peçco desculpas pelo tamanho do texto, na projeção fica melhor...
‎[16:28] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Precisamos compreender que estamos diante da retomada do sujeito (Geraldi, 2015).
‎[16:28] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Assim, conforme a conclusão no final do slide, precisamos da alteridade, precisamos do outro porque é no olhar do outro que conseguimos nossa identidade, mesmo que provisória, mesmo que no instante fugidio do olhar do outro, do like do outro, do compartilhamento do outro, do comentário do outro, do meme do outro, da news que o outro nos manda.
‎[16:29] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Ou seja, quem n"ao fica esperando aquele like da foto compartilhada? É naquele like que nos compreendemos como sujeitos participantes da sociedade!
‎[16:30] ‎<‎AndreCovre‎>‎ SLIDE 11: COMO O FACEBOOK RECONHECE A PEQUENA MÍDIA DIALÓGICA DO COTIDIANO.
‎[16:30] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Isso é tão importante que o FACEBOOK modificou seu algoritmo para valorizar mais esse tipo de interação.
‎[16:30] ‎<‎AndreCovre‎>‎ MENOS Grande Mídia Monopolista Privada
‎[16:30] ‎<‎AndreCovre‎>‎ MAIS Pequena Mídia Dialógica do Cotidiano na sua Timeline.
‎[16:31] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Até a Cambridge Analytica "descobrir" (se é que não tava tudo combinado).
‎[16:31] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Até a campanha do Bolsonaro comprar legiões de bots para espalhar mamadeiras de Piroca e imagens de mulheres sem roupa defendendo o Haddad
‎[16:33] ‎<‎AndreCovre‎>‎ SLIDE 12- GENERALIZAÇÕES (A DEMANDA PELA ALTERIDADE GERA A DEMANDA POR AUTORIA).
‎[16:33] ‎<‎AndreCovre‎>‎ vou copiar as quatro generalizações pra ficar mais fácil de ler
‎[16:33] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Fake news, Memes, Textões, Figurinhas, são
‎[16:33] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Estamos nessa Era porque sempre retornamos
‎[16:33] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Pr e c i s amo s b u s car no va s fo rma s de
‎[16:33] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Se grandes empresas conseguem saber tudo
‎[16:34] ‎<‎AndreCovre‎>‎ .......é o STF assumindo o golpe minha gente, pelo qual tentou se redimir soltando o Lula! Ora bolas! Todo mundo sabe que dá pra saber cada passo de cada pessoa que usa internet no mundo. É só ler um pouquinho sobre BIG DATA!O STF só não barrou as Fake News nas eleições porque não quis e não quis porque escolheu um lado! Assim como
‎[16:34] ‎<‎AndreCovre‎>‎ escolheu ao deixar Lula preso e sem poder dar entrevista.
‎[16:35] ‎<‎AndreCovre‎>‎ SLIDE 13: A NOSSA RESPONSABILIDADE PELA PROSA E PELA POESIA.
‎[16:35] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Finalizando, ficam algumas palavras positivas. Precisamos delas nesse momento!
‎[16:35] ‎<‎AndreCovre‎>‎ para a minha irmão que entrou no último Slide!! hehehe
‎[16:36] ‎<‎AndreCovre‎>‎ os slides estao do lado direito Ari, só colocar o códio 2019-Covre (é minha irmã gente... rs)
‎[16:36] ‎<‎CarlosCastro11‎>‎ <3 <3 <3
‎[@#evidosol-1][16:36] ‎<‎ariliac‎>‎ oi
‎[@#evidosol-1][16:36] ‎<‎ariliac‎>‎ obrigada
‎[16:36] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Bom, que nos tornemos cada vez mais responsáveis pelas poesias e prosas que enunciamos na nossa vida diária!
‎[16:36] ‎<‎AndreCovre‎>‎ AGRADECIMENTOS:Obrigado mais uma vez aos organizadores pela oportunidade. Principalmente ao colega Carlos Henrique pela lembrança!Obrigado a quem está pacientemente lendo as minhas mensagens e vendo os slides que preparei.
‎[16:37] ‎<‎AndreCovre‎>‎ REFERÊNCIAS que citei ao longo da apresentação:
‎[16:37] ‎<‎CarlosCastro11‎>‎ Obrigado professor André pela excelente exposição.
‎[16:37] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Referências:GERALDI, J. W. ANCORAGENS: ESTUDOS BAKHTINIANOS,  2015, ISBN 978-85-7993-000-3, Pedro & João Editores.TOFFLER, A. A Terceira Onda. Rio de Janeiro, Record, 1980 (7a ed.)Para saber mais sobre a Grande Mídia Monopolista Privada:>BLOG DO EMIRhttps://www.cartamaior.com.br/?/Blog/Blog-do-Emir/2>Quimeras discursivas do Presidente Lula :
‎[16:37] ‎<‎AndreCovre‎>‎ ambivalencia em generos discursivos (MESTRADO)http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/270824>A reinvenção do humano : uma tese sobre a reemergência dos sujeitos na contemporaneidade midiática (DOUTORADO)http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/270418Para mais sobre os fundamentos filosóficos da noção estruturalista de
‎[16:37] ‎<‎AndreCovre‎>‎ língua: >PARA UMA FILOSOFIA MARXISTA DA LINGUAGEM (SEGUNDA PARTE), Marxismo e Filosofia da Linguagem (Bakhtin/Volochinov)
‎[16:37] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Valeu Carlos
‎[16:37] ‎<‎CarlosCastro11‎>‎ Nós é que agradecemos, André!
‎[16:37] ‎<‎CarlosCastro11‎>‎ Vamos abrir o espaço para as perguntas.
‎[16:37] ‎<‎AnaMatte‎>‎ Ótima apresentação, André! Gostei muito, inclusive, de você não tentar esconder-se atrás de uma cientificidade que faz de conta que não tem opinião, parabéns!
‎[16:38] ‎<‎AnaMatte‎>‎ podemos perguntar?
‎[16:38] ‎<‎AndreCovre‎>‎ mande bala
‎[16:38] ‎<‎AndreCovre‎>‎ obrigado
‎[16:38] ‎<‎CarlosCastro11‎>‎ Pronto, todos podem direcionar suas perguntas que o professor André conseguirá visualizá-las.
‎[16:38] ‎<‎AnaMatte‎>‎ Como você, achei essa fala do Umberto Eco muito preconceituosa, lastimável mesmo: O drama da internet é que ela promoveu o idiota da aldeia a portador da verdade". Isso demonstra um preconceito sobre quem pode e quem não pode criar conhecimento, muito comum na academia. A universidade, como principal espaço da pesquisa, até há pouco tempo
‎[16:38] ‎<‎AnaMatte‎>‎ tinha o status de geradora de saberes válidos. Sabemos que isso mudou ano passado. E sabemos que os memes (seus autores e compartilhadores, claro) tiveram um grande papel nisso. O que você diz dessa situação em que os questionadores da universidade como templo incólume do saber e os que a defendem como tal de repente se vêem unidos na luta
‎[16:38] ‎<‎AnaMatte‎>‎ contra uma "verdade" que se espalhou porque o meme só consegue explorar uma faceta de um fato e por isso torna-se muito simples ser consistente, enquanto a verdade construída pela ciência vai exatamente para o lado oposto?
‎[16:38] ‎<‎marco79‎>‎ Obrigado Professor André ! Excelente contribuição para as nossas reflexões!
‎[16:39] ‎<‎vitor_debocan‎>‎ Parabéns, Professor André!! muito bem explicado!
‎[16:39] ‎<‎Anderson2000‎>‎ Professor, o senhor acha que controlar melhor...
‎[16:39] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Ana Matte, acho que a universidade precisa aceitar o desafio de mudar a forma de falar. Estamos no meio de uma crise há tempos e essa crise tem lugar tamb~em na nossa incapacidade de saber falar... e, dentro da minha hipótese, de saber reconhecer o outro... que no caso é a própria sociedade
‎[16:40] ‎<‎eliane_mila‎>‎ Professor André. Otima apresentacao. Caso encontelessoa que faz pode
‎[16:40] ‎<‎AndreCovre‎>‎ oibrigado Marco 79
‎[16:40] ‎<‎vitor_debocan‎>‎ A partir de suas analises, qual deveria ser o posicionamento das autoridades responsáveis pela proteção do povo contra os fakes News? visto que em vários casos são falhas. Tem alguma ideia de como melhorar essa segurança?
‎[16:40] ‎<‎Anderson2000‎>‎ Controlar a entrada nas redes rigor ajudaria?
‎[16:40] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Anderson2000, refaçaa pergunta por favor, não entendi
‎[16:40] ‎<‎AnaMatte‎>‎ concordo, André, plenamente
‎[16:41] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Anderson, não. Não acho que controle é melhor. Nós precisamos é desenvlver formas de responsabilizar quem enunciad
‎[16:41] ‎<‎eliane_mila‎>‎ Caso encontre a pessoa por trás da fakes News, que sanções era poderá tomar?
‎[16:41] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Vitor, acho que temos que responsabilizar quem fala o que fala... Todo mundo tem que poder falar, mas temos que responsanbilizar... Falou besteira? Inverdade? Difamou? Pague por isso.
‎[16:42] ‎<‎vitor_debocan‎>‎ Justo!!
‎[16:42] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Já existe criminalização contra difamação, assédio, enfim. Isso já estã previsto Eliane Milla... O que precisamos é identificar rapidamente. Já poderíamos fazer isso pois temos tecnologia. Só não fazemos porque espalhar fake news de forma anônima é super interessante em momentos decisivos como uma eleição
‎[16:42] ‎<‎CarlosCastro11‎>‎ Concordo demais, André.
‎[16:43] ‎<‎CarlosCastro11‎>‎ E sobre eleição, 2020 e 2022 tem mais.
‎[16:43] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Nos EUA os senadores ja estão querendo limitar o poder de coorporações como Google e Facebook
‎[16:43] ‎<‎AnaMatte‎>‎ exatp
‎[16:43] ‎<‎CarlosCastro11‎>‎ se a verdade não chega tão facilmente quanto a mentira, usarmos as fake news tb seria uma solução nas eleições?
‎[16:43] ‎<‎AndreCovre‎>‎ IXI. rsrsrs
‎[16:44] ‎<‎AndreCovre‎>‎ As fake news que mostrei no início são provocações para uma ideia de que é difícil identificdar o limite entre verdade e mentira quando trata-se de discurso...
‎[16:44] ‎<‎CarlosCastro11‎>‎ vim fazer o advogado do diabo, porque não vejo antídoto a curto prazo
‎[16:45] ‎<‎AndreCovre‎>‎ não acho que conseguiríamos encontrar esse limite. Esse é um problema porque se tivéssemos condições de saber toda a verdade seria fácil.
‎[16:45] ‎<‎AndreCovre‎>‎ vai um poema então pra piorar isso
‎[16:45] ‎<‎CarlosCastro11‎>‎ claro. dei uma generalizada pensando nas nossas verdades.
‎[16:45] ‎<‎AndreCovre‎>‎ VERDADE
‎[16:45] ‎<‎AndreCovre‎>‎ porta.
‎[16:45] ‎<‎AnaMatte‎>‎ não acho que seja a questão de que a verdade não chega tão facilmente quanto a mentira, mas que qualquer afirmação que focalize apenas um aspecto de alguma coisa, seja verdadeira ou falsa, sempre será mais facilmente entendida, assim como incompletas
‎[16:45] ‎<‎AndreCovre‎>‎ de Janeiro: Nova Aguilar, 2002.
‎[16:46] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Ana, o que tu tá dizendo é que uma leitura atenta consegue questionar uma informação, até pela forma como ela é construída... então tu tá dando um caminho... leitura!
‎[16:46] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Precisamos ser melhores leitores do que nunca!
‎[16:46] ‎<‎CarlosCastro11‎>‎ certamente a linguagem fácil dos memes é um fator d grande relevância.
‎[16:47] ‎<‎ariliac93‎>‎ professor André, como vc acha que essa crise da forma de fala na universidade afetou um projeto de educação pro país que fosse inclusivo e transformador?
‎[16:47] ‎<‎AndreCovre‎>‎ talvez se como leitores tirarmos o foco da busca pela verdade e entendermos que todo mundo que fala (publica algo) tem uma intenção...
‎[16:47] ‎<‎vitor_debocan‎>‎ Quando as pessoas compartilham fake news em suas redes sociais elas tambem estão praticando um crime? Essa ação tem alguma punição?
‎[16:47] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Essa minha irmã me provocando.. rsrs acho que contribuiu sim Ari... se não sabemos falar com a sociedade, porque ela deveria acreditar que somos importantes?
‎[16:48] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Vitor... acho que deveríamos ter uma forma fácil e rápida de identificarmos quem compartilhou a informação, se ela prejudicou alguém...
‎[16:48] ‎<‎ariliac93‎>‎ Verdade! por isso nossa dificuldade de dentro da universidade de agora colocarmos nosso valor.
‎[16:49] ‎<‎AndreCovre‎>‎ e aí se é crime é uma questão para justiça. o que temos é que ter formas de resposnabilizar o enunciador que enunciou tal informação.
‎[16:49] ‎<‎AnaMatte‎>‎ Exato, leitura! eu acho que a forma de contrapor isso é valorizar uma educação crítica, como disse ontem o Mateus, consciência de que é preciso analisar tudo se queremos ter acesso a alguma verdade. Inclusive, na minha opinião, as crianças pequenas aprendem porque não tem preguiça de analisar tudo que percebem, e experimentar, testar,
‎[16:49] ‎<‎AnaMatte‎>‎ verificar... parece que a idade deixa a maioria das pessoas mais preguiçosas mentalmente... daí 140 caracteres são até um exagero...
‎[16:49] ‎<‎cidaviegas‎>‎ compreendo que a  das pessoas compartilha fake news por desconhecimento
‎[16:49] ‎<‎AndreCovre‎>‎ e mais importante que isso, temos que ser melhores leitores... porque a mentira sempre existiu e sempre existirá
‎[16:49] ‎<‎eliane_mila‎>‎ CPI das Fake NewsCriada pelo Requerimento 11/2019, a CPI das Fakes News tem como finalidade investigar, no prazo de 180 dias, os ataques cibernéticos que atentam contra a democracia e o debate público; a utilização de perfis falsos para influenciar os resultados das eleições de 2018; a prática de cyberbullying sobre os usuários mais
‎[16:49] ‎<‎eliane_mila‎>‎ vulneráveis da rede de computadores, bem como sobre agentes públicos; e o aliciamento e orientação de crianças para o cometimento de crimes de ódio e suicídio. O senador Angelo Coronel (PSD-BA) é o presidente da
‎[16:49] ‎<‎AnaMatte‎>‎ isso! mentira, enganação, golpe, fake news... nada disso nasceu na internet
‎[16:50] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Cida... é possível... mas não acho que deveríamos ir pelo caminho de que temos que ter mais conhecimenhto, se não vamos aceitar o argumento do Humnberto Eco... temos que ser melhores leitores.
‎[16:50] ‎<‎cidaviegas‎>‎ sim é verdade Andre
‎[16:51] ‎<‎AndreCovre‎>‎ ninguém nunca vai ter conhecimento suficiente... estamos todos vulneráveis a compartilhar fake news... mas temos que ter consciencia de que somos responsa´veis por enunciar ou espalhar o enunciado de outro
‎[16:51] ‎<‎cidaviegas‎>‎ saber ler diferentes gêneros discursivos, textuais
‎[16:51] ‎<‎CarlosCastro11‎>‎ eliane_mila pode reformular a questão por favor? Saiu cortada para a gente.
‎[16:51] ‎<‎AndreCovre‎>‎ quanto mais a variedade de generos discursivos com os quais lidamos acho que melhor leitores somos...
‎[16:52] ‎<‎ariliac93‎>‎ professor André acredito que a sua forma de enunciar transforma uma crise da atualidade em possibilidade de nos refazermos
‎[16:52] ‎<‎AnaMatte‎>‎ :)
‎[16:52] ‎<‎CarlosCastro11‎>‎ Hoje às 18h00: Tecnologia(s), letramento e cultura: o impacto das tradições tecnológicas na cultura escolar do Brasil (De) Colonial
‎[16:53] ‎<‎AndreCovre‎>‎ não é fácil repensarmos nosso modo de ser na universidade, estamos acomodados... não deixem o minsitro me ouvir, mas a estupidez e o desrespeito dele vai mexer com a universidade
‎[16:53] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Hoje às 18h00: Tecnologia(s), letramento e cultura: o impacto das tradições tecnológicas na cultura escolar do Brasil (De) Colonial (Massa demais!
‎[16:53] ‎<‎CarlosCastro11‎>‎ Érika Caetano da UFMG
‎[16:53] ‎<‎CarlosCastro11‎>‎ https://eventos.textolivre.org/moodle/mod/forum/view.php?id=812
‎[16:54] ‎<‎CarlosCastro11‎>‎ Congressistas, alguma pergunta ou comentário final?
‎[16:54] ‎<‎AndreCovre‎>‎ XD
‎[16:55] ‎<‎AnaMatte‎>‎ Prof. AndreCovre, muito obrigada pela ótima palestra! Espero encontrá-lo mais vezes nos eventos do Texto Livre! Não some não, guri!
‎[16:55] ‎<‎CarlosCastro11‎>‎ Hoje às 20h00: Educação no século XXI: qual o papel das tecnologias digitais na escola? - CARLOS ALEXANDRE OLIVEIRA - NEPCED/UFMG https://eventos.textolivre.org/moodle/mod/forum/view.php?id=806
‎[16:55] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Tamo junto!
‎[16:55] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Gente, valeu demais. gostei desse negócio. obrigado pelas perguntas!
‎[16:55] ‎<‎AnaMatte‎>‎ obrigada Carlos por mais um CILTEC gradioso!
‎[16:55] ‎<‎CarlosCastro11‎>‎ André, nós é que agradecemos.
‎[16:56] ‎<‎AnaMatte‎>‎ clap clap clap clap clap clap
‎[16:56] ‎<‎cidaviegas‎>‎ Compartilhe com responsabilidade, ser mais crítico diante de uma notícia, ver o que está por trás da notícia.
‎[16:56] ‎<‎CarlosCastro11‎>‎ clap clap clap
‎[16:56] ‎<‎AndreCovre‎>‎ rsrsrsrs...
‎[16:56] ‎<‎AnaMatte‎>‎ clap clap clap clap clap clap clap clap
‎[16:56] ‎<‎AndreCovre‎>‎ clap clap clap
‎[16:56] ‎<‎vitor_debocan‎>‎ Nós que agradecemos pelos esclarecimentos
‎[16:56] ‎<‎AnaMatte‎>‎ clap clap clap clap clap clap clap clap
‎[16:56] ‎<‎eliane_mila‎>‎  Temos que ficar atentos e saber diferencia o que é verídico ou falso na Internet e não podemos compartilhar notícias falsas.
‎[16:56] ‎<‎cidaviegas‎>‎ muito boa sua apresentação.
‎[16:56] ‎<‎eliane_mila‎>‎ Obrigada professora André
‎[16:57] ‎<‎AndreCovre‎>‎ obrigado gente.. meu email é andrelcovre@gmail.com para qualquer coisa! Grande abraço a todos!
‎[16:57] ‎<‎AnaMatte‎>‎ \o/
‎[16:57] ‎<‎CarlosCastro11‎>‎ O ministro da educação disse que nós profes somos zebras gordas
‎[16:57] ‎<‎cidaviegas‎>‎ clap clap clap clap clap clap clap clap
‎[16:57] ‎<‎CarlosCastro11‎>‎ Grande abraço, André!
‎[16:57] ‎<‎CarlosCastro11‎>‎ Foi ótimo mesmo!
‎[16:57] ‎<‎AnaMatte‎>‎ bom demais!
‎[16:57] ‎<‎CarlosCastro11‎>‎ Gente, voltem às 18h00 e às 20h00
‎[16:57] ‎<‎CarlosCastro11‎>‎ Nessa mesma sala
‎[16:58] ‎<‎CarlosCastro11‎>‎ Hoje às 18h00: Tecnologia(s), letramento e cultura: o impacto das tradições tecnológicas na cultura escolar do Brasil (De) Colonial
‎[16:58] ‎<‎CarlosCastro11‎>‎ Hoje às 20h00: Educação no século XXI: qual o papel das tecnologias digitais na escola? - CARLOS ALEXANDRE OLIVEIRA - NEPCED/UFMG
‎[16:59] ‎<‎CarlosCastro11‎>‎ E teremos sorteio de livros entre todos que fizerem jus a certificado.
‎[16:59] ‎<‎CarlosCastro11‎>‎ <3 <3 <3
‎[16:59] ‎<‎CarlosCastro11‎>‎ Até 18h00!
‎[16:59] ‎<‎AndreCovre‎>‎ Evento massa! Valeu Carlos mais uma vez. Abraço a todos. Estou saindo!