PALCOS DO EVIDOSOL/CILTEC-Online

A INFLUÊNCIA DAS REDES SOCIAIS DIGITAIS NA HOMOFOBIA - Yulian Lopes de Souza, Raquel Veggi Moreira, Hildeliza Lacerda Tinoco Boechat Cabral, Carlos Henrique Medeiros de Souza

 
Imagem de Comissão Organizadora do EVIDOSOL/CILTEC-Online
A INFLUÊNCIA DAS REDES SOCIAIS DIGITAIS NA HOMOFOBIA - Yulian Lopes de Souza, Raquel Veggi Moreira, Hildeliza Lacerda Tinoco Boechat Cabral, Carlos Henrique Medeiros de Souza
por Comissão Organizadora do EVIDOSOL/CILTEC-Online - quinta, 15 nov 2018, 13:37
 

Título:

A INFLUÊNCIA DAS REDES SOCIAIS DIGITAIS NA HOMOFOBIA

Autores: Yulian Lopes de Souza, Raquel Veggi Moreira, Hildeliza Lacerda Tinoco Boechat Cabral, Carlos Henrique Medeiros de Souza
Resumo: 

Desde o início da utilização da internet, as relações interpessoais mediadas pelas redes sociais digitais têm sido reconhecidas como aquelas que maior influência exercem sobre as pessoas, notadamente em relação às condutas que demonstram reações a certos grupos que sofrem algum tipo de discriminação social. O presente artigo apresenta o seguinte problema: de que forma as redes sociais digitais influenciam a construção do preconceito sexual e a disseminação da conduta da homofobia? Objetiva-se estudar a influência que as redes sociais digitais exercem na construção do preconceito e na difusão da prática da homofobia. A hipótese é que existe uma relação entre a proporção que a prática da homofobia vem ganhando na sociedade e a promoção do assunto nas redes sociais. Emprega-se metodologia qualitativa com base em revisão bibliográfica de estudiosos tais como Carlos Henrique Medeiros de Souza (2009), Pierre Lèvy (1999), Raquel Recuero (2009), dentre outros.


LEIA Artigo Completo em PDF: Documento PDF A INFLUÊNCIA DAS REDES SOCIAIS DIGITAIS NA HOMOFOBIA.pdf
Trilha Principal: Blogs, Wikis e Redes Sociais
Trilha Opcional: Cultura Livre
Área do conhecimento (CNPq):
Instituição: Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro - UENF
Palavras-Chave:redes sociais; homofobia; opinião pública.
Mesa (1):Irley David Fabricio da Silva

Imagem de Irley David
Re: A INFLUÊNCIA DAS REDES SOCIAIS DIGITAIS NA HOMOFOBIA - Yulian Lopes de Souza, Raquel Veggi Moreira, Hildeliza Lacerda Tinoco Boechat Cabral, Carlos Henrique Medeiros de Souza
por Irley David - sexta, 16 nov 2018, 22:26
 

Em primeiro lugar, parabenizo os autores e autoras pelo excelente trabalho.


Queria trazer alguns pontos:


Título: talvez fosse melhor alterá-lo para “A influência das redes sociais no fortalecimento da homofobia” ou “A influência das redes sociais na difusão de práticas homofóbicas” Concordam que fica bem mais preciso e adequado ao que vamos encontrar do decorrer do texto?


Formulação do pensamento: precisam ter maior cuidado ao formular o pensamento que vai fazer parte do artigo. Essa lição é para outros textos que, porventura, vieram a fazer. Notamos a utilização de expressões como “apenas” “única” etc.


Tem-se que ter cuidado com essas expressões porque estamos lidando com as ciências humanas, locus em que não temos como afirmar com tanta certeza aquilo que estamos explicando.

Dados empíricos: ainda que a proposta tenha sido sustentada em dados teóricos, talvez fosse necessário realizar uma pesquisa de campo (netnográfica) com o objetivo de garantir maior consistência à pesquisa. A dica pode ser usada em outros empreendimentos.


Dito isso, reconheço que o texto aborda um assunto que considero bastante importante para maturar o pensamento social em relação à homofobia e o processo de influência (difusão, fortalecimento etc.) que as redes sociais exercem sobre essa questão.


Acredito que nunca se viu com tanta intensidade discursos homofóbicos circulando em rede como nessas eleições. A minha hipótese é que esses discursos ganharam maior legitimidade com o crescimento do pensamento conservador nos últimos anos, não só no Brasil, como também em países da América do Norte e Europa.



Imagem de Raquel Veggi Moreira
Re: A INFLUÊNCIA DAS REDES SOCIAIS DIGITAIS NA HOMOFOBIA - Yulian Lopes de Souza, Raquel Veggi Moreira, Hildeliza Lacerda Tinoco Boechat Cabral, Carlos Henrique Medeiros de Souza
por Raquel Veggi Moreira - segunda, 19 nov 2018, 22:07
 

Ultimamente, estamos vivenciando um aumento considerável de discursos homofóbicos, nas redes sociais.

Agradecemos pelo comentário e considerações, Irley. Iremos levá-los em consideração.


Imagem de Ludmila Ferrarezi
Re: A INFLUÊNCIA DAS REDES SOCIAIS DIGITAIS NA HOMOFOBIA - Yulian Lopes de Souza, Raquel Veggi Moreira, Hildeliza Lacerda Tinoco Boechat Cabral, Carlos Henrique Medeiros de Souza
por Ludmila Ferrarezi - quarta, 21 nov 2018, 11:36
 

a consideração feita pelo Irley no último parágrafo do seu comentário vem ao encontro de minhas inquietações nas últimas semanas. Acredito que o tema deve sim ser debatido de forma séria, em espaços acadêmicos também, fomentando ideias que levem, na medida do possível, a uma mudança.

Imagem de Raquel Veggi Moreira
Re: A INFLUÊNCIA DAS REDES SOCIAIS DIGITAIS NA HOMOFOBIA - Yulian Lopes de Souza, Raquel Veggi Moreira, Hildeliza Lacerda Tinoco Boechat Cabral, Carlos Henrique Medeiros de Souza
por Raquel Veggi Moreira - sexta, 23 nov 2018, 00:05
 

Olá, Ludmila!

Concordo com o seu posicionamento.

O debate é um dos caminhos, não simplesmente como troca de opiniões, mas de pensar e refletir sobre a homofobia, em vários contextos sociais.

A homofobia é abominável!

Imagem de Matusalem Ferreira da Silva
Re: A INFLUÊNCIA DAS REDES SOCIAIS DIGITAIS NA HOMOFOBIA - Yulian Lopes de Souza, Raquel Veggi Moreira, Hildeliza Lacerda Tinoco Boechat Cabral, Carlos Henrique Medeiros de Souza
por Matusalem Ferreira da Silva - segunda, 19 nov 2018, 12:36
 

Parabéns pelo trabalho,queria  apenas falar uma observação a respeito do título , de acordo com a problemática apresentada, deveria ser mais objetivo em relação ao assunto' homofobia' o termo no titulo   "NA HOMOFOBIA", deixa uma certa duvida sobre o conteúdo do trabalho.

Imagem de Raquel Veggi Moreira
Re: A INFLUÊNCIA DAS REDES SOCIAIS DIGITAIS NA HOMOFOBIA - Yulian Lopes de Souza, Raquel Veggi Moreira, Hildeliza Lacerda Tinoco Boechat Cabral, Carlos Henrique Medeiros de Souza
por Raquel Veggi Moreira - segunda, 19 nov 2018, 22:09
 
Agradecemos pelo comentário, Matusalem.
Iremos levá-lo em consideração.
Imagem de Jaiza Fernandes
Re: A INFLUÊNCIA DAS REDES SOCIAIS DIGITAIS NA HOMOFOBIA - Yulian Lopes de Souza, Raquel Veggi Moreira, Hildeliza Lacerda Tinoco Boechat Cabral, Carlos Henrique Medeiros de Souza
por Jaiza Fernandes - segunda, 19 nov 2018, 17:17
 

A temática colocada em discussão pelos autores é de grande relevância dado o momento político que estamos vivenciando em que as redes sociais disseminaram de forma alarmada conteúdos preconceituosos e práticas discriminatórias, posto que alguns candidatos a cargos políticos se posicionaram de forma preconceituosa em relação aos homossexuais fazendo uso dessas redes. E essas posturas conservadoras e discriminatórias se deram de forma muito agressiva, fazendo com que outras pessoas também se posicionassem e se expressassem por meio das redes sociais da mesma forma. Pudemos observar a total falta de respeito e compaixão para com aqueles que tem comportamento e preferencia sexual diferentes. Do meu ponto de vista estamos retrocedendo e esse retrocesso de dá de forma muito rápida quando se usa as redes sociais para disseminar conteúdos discriminatórios que de forma muito rápida chega aos quatro cantos do mundo desrespeitando, ferindo, agredindo ao outro ao invés de respeitá-las como ser humano. 

Imagem de Raquel Veggi Moreira
Re: A INFLUÊNCIA DAS REDES SOCIAIS DIGITAIS NA HOMOFOBIA - Yulian Lopes de Souza, Raquel Veggi Moreira, Hildeliza Lacerda Tinoco Boechat Cabral, Carlos Henrique Medeiros de Souza
por Raquel Veggi Moreira - segunda, 19 nov 2018, 22:12
 

Prezada, Jaíza, quando as redes sociais são utilizadas como meio de ofensas realmente estamos regredindo.

Recentemente, no cenário político, vimos essas condutas (de ódio) se disseminarem, infelizmente.

Agradecemos pelo comentário.

Imagem de Flávio Aparecido de Almeida
Re: A INFLUÊNCIA DAS REDES SOCIAIS DIGITAIS NA HOMOFOBIA - Yulian Lopes de Souza, Raquel Veggi Moreira, Hildeliza Lacerda Tinoco Boechat Cabral, Carlos Henrique Medeiros de Souza
por Flávio Aparecido de Almeida - segunda, 19 nov 2018, 23:45
 

Boa noite! Realmente precisamos nos atentar as dimensões referentes a ética, a cidadania e os Direitos Humanos. Usar as redes sociais para desmerecer, desqualificar , diminuir ou até mesmo promover o ódio a uma cultura, religião, etnia ou a uma orientação sexual diferente da heterossexual, não permite a sociedade como um todo crescer e desenvolver o respeito e a solidariedade. Precisamos pensar como estamos usando as redes sociais. 

Imagem de Raquel Veggi Moreira
Re: A INFLUÊNCIA DAS REDES SOCIAIS DIGITAIS NA HOMOFOBIA - Yulian Lopes de Souza, Raquel Veggi Moreira, Hildeliza Lacerda Tinoco Boechat Cabral, Carlos Henrique Medeiros de Souza
por Raquel Veggi Moreira - terça, 20 nov 2018, 22:29
 
Prezado, Flávio, acreditamos que além do mau uso das redes sociais, a questão também está relacionada à educação e valores.
O preconceito, seja qual for, sempre existiu. Assim, as redes sociais estão possibilitando a expressão desses pensamentos. 
No entanto, existem mecanismos jurídicos para coibir e punir os eventuais transgressores da lei.

Imagem de Diego Araujo
Re: A INFLUÊNCIA DAS REDES SOCIAIS DIGITAIS NA HOMOFOBIA - Yulian Lopes de Souza, Raquel Veggi Moreira, Hildeliza Lacerda Tinoco Boechat Cabral, Carlos Henrique Medeiros de Souza
por Diego Araujo - terça, 20 nov 2018, 18:38
 

Não sei se os autores estão familiarizados, mas o site nohomophobes.com, vem confrontando a linguagem homofóbica nas redes sociais.  A ideia deste site é realmente refletir o uso difundido e prejudicial do que vem sendo chamado de "homofobia casual" em nossa sociedade.

Com base em uma revisão de pesquisas empíricas, propostas, parece interessante a proposição de um modelo que distingua os diferentes tipos de atitudes de acordo com a função psicológica social a que servem, como exemplo: experiencial (categorizando a realidade social por meio de interações passadas com pessoas homossexuais); defensiva (lidando com os conflitos internos ou ansiedades, projetando-os em pessoas homossexuais); simbólico (expressando conceitos ideológicos abstratos que estão intimamente ligados à noção de si e a uma rede social e grupos de referência) e outros. Estratégias são propostas para mudar atitudes que servem cada uma das funções. 


Imagem de Raquel Veggi Moreira
Re: A INFLUÊNCIA DAS REDES SOCIAIS DIGITAIS NA HOMOFOBIA - Yulian Lopes de Souza, Raquel Veggi Moreira, Hildeliza Lacerda Tinoco Boechat Cabral, Carlos Henrique Medeiros de Souza
por Raquel Veggi Moreira - quinta, 22 nov 2018, 23:30
 

Prezado, Diêgo,

acessei o site comentado e achei muito interessante!

Iremos utilizá-lo em futuras pesquisas, e pensaremos em metodologias diferenciadas.

Agradecemos pela indicação.

Abraços.

Imagem de Ana Cláudia Mello da Silva
Re: A INFLUÊNCIA DAS REDES SOCIAIS DIGITAIS NA HOMOFOBIA - Yulian Lopes de Souza, Raquel Veggi Moreira, Hildeliza Lacerda Tinoco Boechat Cabral, Carlos Henrique Medeiros de Souza
por Ana Cláudia Mello da Silva - quarta, 21 nov 2018, 13:08
 

Parabéns pelo trabalho! Esse é um tema muito interessante e atual e é bom ver que existem trabalhos voltados para esse assunto, tendo em vista que a utilização de redes sociais é muito frequente e através delas muitos discursos de ódio são propagados!

Imagem de Raquel Veggi Moreira
Re: A INFLUÊNCIA DAS REDES SOCIAIS DIGITAIS NA HOMOFOBIA - Yulian Lopes de Souza, Raquel Veggi Moreira, Hildeliza Lacerda Tinoco Boechat Cabral, Carlos Henrique Medeiros de Souza
por Raquel Veggi Moreira - quinta, 22 nov 2018, 22:47
 

Boa noite, Cláudia e demais congressistas,

Temos que nos atentarmos que o universo cibernético apresenta uma ilusória condição de impunidade em relação a quem a usa de forma indiscriminada. Não há impunidade e nem anonimato nas redes sociais.

Entretanto, é preciso discernir que as redes sociais devem ser o espaço ideal para promover as condições ideais de harmonia social, cultural e de respeito à dignidade humana, não para a disseminação do ódio e da discriminação que só resulta na desagregação e fragmentação da sociedade que a faz.

Abraços.