PALCOS DO EVIDOSOL/CILTEC-Online

FANFICS: UMA PRÁTICA DE ESCRITA NO CIBERESPAÇO - Joyce Fettermann; Clesiane Benevenuti; Annabell Tamariz

 
Imagem de Comissão Organizadora do EVIDOSOL/CILTEC-Online
FANFICS: UMA PRÁTICA DE ESCRITA NO CIBERESPAÇO - Joyce Fettermann; Clesiane Benevenuti; Annabell Tamariz
por Comissão Organizadora do EVIDOSOL/CILTEC-Online - quinta, 15 nov 2018, 13:42
 

Título:

FANFICS: UMA PRÁTICA DE ESCRITA NO CIBERESPAÇO

Autores: Joyce Fettermann; Clesiane Benevenuti; Annabell Tamariz
Resumo: 

A forma de escrever e publicar conteúdo escrito tem passado por mudanças significativas a partir do advento das tecnologias digitais. Tais mudanças não se prendem apenas à forma digitalizada da escrita, mas se volta também ao seu conteúdo, para quem se escreve e porque se escreve. Nesse contexto, novas configurações são dadas ao uso da Língua, o que possibilita, dentre outros, novas perspectivas e novos comportamentos sociais. Pensando nisso, procura-se demonstrar como as fanfics - em uma tradução literal, “ficção de fã” - se caracterizam como uma construção textual que contribui com a criatividade e imaginação de seus autores. Este trabalho, portanto, constitui-se uma exposição da análise de duas das fanfics escritas pelos alunos de uma turma do terceiro ano do ensino médio de um Instituto Federal do Espírito Santo, correlacionando-as ao estudo de como a tecnologia tem servido de suporte para que a escrita seja cada vez mais abrangente. Este teve como objetivo demonstrar como os jovens têm se apropriado do gênero textual digital fanfics para construírem narrativas baseadas em obras ou personagens de que são fãs, sejam eles de séries, filmes, quadrinhos, vídeo games, músicas, entre outros, sem a intenção de comercializar os textos ou ferir direitos autorais. Conclui-se, que as fanfics podem incentivar a criatividade e a imaginação dos estudantes, permitindo-lhes exercitar suas leituras de mundo, a partir dos textos-base que os estimulam a escrever. Considera-se que suas preferências possibilitam que a escrita seja realizada com mais prazer.

LEIA Artigo Completo em PDF: Documento PDF FANFICS UMA PRÁTICA DE ESCRITA NO CIBERESPAÇO - Evidosol 2018.pdf
Trilha Principal: Produção Textual no Computador
Trilha Opcional: Linguagem e Tecnologia
Área do conhecimento (CNPq):
Instituição: UENF
Palavras-Chave: Fanfics. Leitura e produção textual. Retextualização.
Mesa (1):Odair José Silva dos Santos
Mesa (2):José Ignacio Ribeiro Marinho

Imagem de José Ignacio Ribeiro Marinho
Re: FANFICS: UMA PRÁTICA DE ESCRITA NO CIBERESPAÇO - Joyce Fettermann; Clesiane Benevenuti; Annabell Tamariz
por José Ignacio Ribeiro Marinho - domingo, 18 nov 2018, 18:50
 

Ei, meninas!

Inicialmente, uma linda noite a vocês!

Amei o artigo! Aliás, tudo que há literatura me diz respeito... Rs.

Como vocês mencionaram no corpo do texto, concordo, sim, que o universo digital possibilita a produção de texto, seja por meio de uma fanfic, ou não.

Creio que, tendo como contexto a sala de aula, os adolescentes se sentem muito mais à vontade. As redes sociais digitais auxiliam de forma enérgica na confabulação deles... E, por consequência, o ensino-aprendizagem flui de maneira amistosa, sem perder a criticidade, reflexão e seriedade.

Além das fanfics, que outro(s) gênero(s) vocês acham que daria(m) certo dentro da perspectiva proposta?

Sucesso e poesia!


Imagem de Joyce Fettermann
Re: FANFICS: UMA PRÁTICA DE ESCRITA NO CIBERESPAÇO - Joyce Fettermann; Clesiane Benevenuti; Annabell Tamariz
por Joyce Fettermann - domingo, 18 nov 2018, 22:32
 

Olá, José Ignacio!

Agradecemos pela leitura atenta e pelos apontamentos.

Tive outras experiências com produção de texto pelos alunos envolvendo, por exemplo, biografias, manchetes, currículos, infográficos e fake news, nas aulas de inglês, e foram muito produtivas. Acredito que sejam muitas as possibilidades, bastando adequá-las aos objetivos do planejamento.

Abraços!

Imagem de Elaine Teixeira da Silva
Re: FANFICS: UMA PRÁTICA DE ESCRITA NO CIBERESPAÇO - Joyce Fettermann; Clesiane Benevenuti; Annabell Tamariz
por Elaine Teixeira da Silva - segunda, 19 nov 2018, 09:25
 

Autoras, parabéns pelo trabalho!

A proposta da atividade tem tudo a ver com a linguagem atual dos nossos estudantes que estão e são cada vez mais conectados com o mundo digital e virtual.

Além disso, vocês deram a eles o direito de escolher o nome do grupo o que para mim é essencial, a autonomia estudantil favorece para a aprendizagem ser ainda mais atrativa.

Abraços,

Elaine Teixeira

Imagem de Elizabeth Rolim
Re: FANFICS: UMA PRÁTICA DE ESCRITA NO CIBERESPAÇO - Joyce Fettermann; Clesiane Benevenuti; Annabell Tamariz
por Elizabeth Rolim - segunda, 19 nov 2018, 11:38
 

Olá,

Parabéns pelo trabalho! Os alunos realizaram uma tocante ampliação dos temas abordados, ótima maneira de demonstrar que a escrita é uma ferramenta para um indivíduo que está no mundo, não somente para "fazer prova na escola".

Em relação às “fanfic acredito que, escrita por um público que já conhece a obra original, pode funcionar também como divulgação para aqueles que ainda não leram o livro (no caso), já que veem seus colegas empenhados em escrever a partir daquela estória.  O que acham?

Abraços,

Elizabeth.


Imagem de Joyce Fettermann
Re: FANFICS: UMA PRÁTICA DE ESCRITA NO CIBERESPAÇO - Joyce Fettermann; Clesiane Benevenuti; Annabell Tamariz
por Joyce Fettermann - segunda, 19 nov 2018, 12:09
 

Oi, Elizabeth, bem-vinda e obrigada por sua participaçao!

Bom, acredito que a fanfic pode, sim, divulgar uma obra, mas o objetivo primeiro dela não é esse, porque ela não é como uma sinopse ou resenha, por exemplo, mas acrescenta algo à estória, modifica suas partes, recontextualizando-a etc.

Abraços!


Imagem de Joyce Fettermann
Re: FANFICS: UMA PRÁTICA DE ESCRITA NO CIBERESPAÇO - Joyce Fettermann; Clesiane Benevenuti; Annabell Tamariz
por Joyce Fettermann - segunda, 19 nov 2018, 11:57
 

Obrigada, Elaine!

Também acredito que a autonomia do(a) estudante é essencial para a sua aprendizagem e o(a) atrai, por mostrar-lhe que ele(ela) tem voz e pode participar mais ativamente em todo o processo.


Abraços!

Imagem de Jaiza Fernandes
Re: FANFICS: UMA PRÁTICA DE ESCRITA NO CIBERESPAÇO - Joyce Fettermann; Clesiane Benevenuti; Annabell Tamariz
por Jaiza Fernandes - sexta, 23 nov 2018, 08:39
 

Parabéns, caras autoras pela abordagem do texto!

Em tempos de novas tecnologias, de vivências mediadas pela cibercultura, a sociedade vivencia a partir da internet novas formas de ser, pensar, interagir e viver. Sendo assim, os jovens e pessoas de um modo geral buscam na rede o que de fato desperta seu interesse. A todo momento essas pessoas estão sendo autoras, pois não apenas visualizam textos, vídeos, etc.; elas interagem trocam ideias, opiniões, ou seja, elas não apenas lêem, mas produzem textos, se tornam autoras.

Parabéns! Grata pela partilha!




Imagem de Cíntia Moralles Camillo
Re: FANFICS: UMA PRÁTICA DE ESCRITA NO CIBERESPAÇO - Joyce Fettermann; Clesiane Benevenuti; Annabell Tamariz
por Cíntia Moralles Camillo - segunda, 19 nov 2018, 13:33
 

Olá prezadas, primeiramente parabéns pelo artigo! 

Realmente é uma metodologia que deve ser até mais trabalhada em sala de aula em diversas disciplinas e com diversos temas.

Eu fiz um trabalho bem semelhante ao seu mas na disciplina de física,  e realmente é um trabalho riquíssimo e que os alunos aprendem muito, além de promover a criatividade, a interação e interatividade.

Parabéns mais uma vez!!

Abraço e um bom evento.

Cíntia 


Imagem de Joyce Fettermann
Re: FANFICS: UMA PRÁTICA DE ESCRITA NO CIBERESPAÇO - Joyce Fettermann; Clesiane Benevenuti; Annabell Tamariz
por Joyce Fettermann - segunda, 19 nov 2018, 18:58
 

Oi, Cíntia, obrigada pela visita!

Gostei muito do seu trabalho também!

Abraço.

Imagem de Ingrid Ribeiro da Rangel
Re: FANFICS: UMA PRÁTICA DE ESCRITA NO CIBERESPAÇO - Joyce Fettermann; Clesiane Benevenuti; Annabell Tamariz
por Ingrid Ribeiro da Rangel - segunda, 19 nov 2018, 16:09
 

Parabéns pelo trabalho! 


Acredito que os novos suportes literários têm mesmo que ser estudados. 

É bom saber que os jovens têm se interessado pela escrita.

O livro "Cinquenta tons de cinza", famosa Fanfics, mostra que da escrita espontânea pode surgir um best-seller. Ainda que existam pertinentes críticas literárias à obra, não se pode negar que ela tenha conquistado notoriedade.

Mas o que realmente considero mais importante no trabalho é o fato de se falar da importância da escrita. Nas FANFICS, mais do que os padrões literários é a própria prática da escrita que importa.

Afinal, a arte literária é fruto de muito trabalho, prática e esforço. 

Ainda que Machados, Lyras e Camões (quem sabe?!) não surjam entre os escritores de fanfics, o que vale é o empoderamento. O espaço para escrever sobre o que se deseja, a partir da leitura do que se é fã. 

É o caminho para o entendimento de que leitura e escrita podem ser prazerosas. 

Novamente, parabéns!!! 


Vale conferir o texto de Elaine Santana e Luciano Dias publicado nos anais do IV Colóquio Interdisciplinar de Cognição e Linguagem (p. 1033).

http://www.pgcl.uenf.br/4coloquio/download/Anais_2014_Coloquio_Cogni%C3%A7%C3%A3o_Linguagem_FINAL%2004.10.pdf

Abraços


Imagem de Ivanete Azevedo
Re: FANFICS: UMA PRÁTICA DE ESCRITA NO CIBERESPAÇO - Joyce Fettermann; Clesiane Benevenuti; Annabell Tamariz
por Ivanete Azevedo - segunda, 19 nov 2018, 16:40
 

Adorei o artigo!!!

Parabéns pelo belo trabalho, muito boa  a temática. 

Imagem de Joyce Fettermann
Re: FANFICS: UMA PRÁTICA DE ESCRITA NO CIBERESPAÇO - Joyce Fettermann; Clesiane Benevenuti; Annabell Tamariz
por Joyce Fettermann - segunda, 19 nov 2018, 19:03
 

Obrigada, Ivanete!

Abraço!

Imagem de Joyce Fettermann
Re: FANFICS: UMA PRÁTICA DE ESCRITA NO CIBERESPAÇO - Joyce Fettermann; Clesiane Benevenuti; Annabell Tamariz
por Joyce Fettermann - segunda, 19 nov 2018, 19:03
 

Olá, Ingrid, concordo plenamente!

O que vale é estimular a escrita, a criatividade, e aproveitar toda a vivência literária que os alunos trazem como bagagem. Percebi nesse trabalho o quanto eles são engajados e se esforçaram, se envolveram com a leitura e a escrita, produzindo ótimos textos.

Obrigada pela indicação de Santana e Dias, vou procurar.

Abraços!