PALCOS DO EVIDOSOL/CILTEC-Online

INCLUSÃO DIGITAL NA CAMADA ADULTA: OS DISCURSOS DOS/NOS LETRAMENTOS - Cristiane Lilian Ferreira da Silva

 
Imagem de Comissão Organizadora do EVIDOSOL/CILTEC-Online
INCLUSÃO DIGITAL NA CAMADA ADULTA: OS DISCURSOS DOS/NOS LETRAMENTOS - Cristiane Lilian Ferreira da Silva
por Comissão Organizadora do EVIDOSOL/CILTEC-Online - quinta, 15 nov 2018, 13:52
 

Título:

INCLUSÃO DIGITAL NA CAMADA ADULTA: OS DISCURSOS DOS/NOS LETRAMENTOS

Autores: Cristiane Lilian Ferreira da Silva
Resumo: 

Com o advento da tecnologia digital na maioria das casas e em todas as instituições estatais, assim como no mercado, presenciamos um movimento em que novas formas de leitura e interação social, têm sido desenvolvidas. Com isso, as inúmeras instituições sociais, inclusive o Estado, tem propagado e fomentado a inclusão digital, uma vez que tem sido disseminada a ideia de que fazer parte da cibercultura parece ser sinônimo de sucesso, inteligência e crescimento, principalmente econômico. Trata-se de assunto considerado vital, tanto que uma das competências do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicação (MCTIC) contempla a política nacional de inclusão digital, do qual o enfoque principal é o desenvolvimento de “serviços públicos relevantes para o desenvolvimento do país” (retirado do site do MCTIC). Tem-se então, a prerrogativa de que promover as TICs e alargar o que é conhecido como inclusão digital irá viabilizar uma evolução entendida como positiva do país. Com base na teoria da Análise do Discurso de linha francesa, consideramos a materialidade da linguagem como aquela que possui duplo aspecto: o linguístico e o histórico, os quais são indissociáveis no processo de produção do sujeito do discurso (ORLANDI, 2000, p. 209). Sabendo que o meio virtual contempla a linguagem escrita como forma principal de interação e interlocução e considerando que os letramentos são sempre perpassados pela ideologia, destacamos, a partir de Tfouni (2002), que a escrita é o produto cultural por excelência e carrega em si valores e sentidos que determinada coletividade e sujeitos consideram como adequados em certo recorte de tempo e espaço (STREET, 1984), motivo pelo qual vemos a pertinência do estudo dos discursos e dizeres que emergem dos documentos públicos e em que medida as políticas públicas influenciam as práticas sociais, segundo objetivos especificamente traçados. A partir dessa interface teórica – Novos Estudos de Letramento (NEL) e Análise do Discurso francesa (AD) –, nosso intento é estudar, na presente pesquisa de mestrado, os sentidos dos termos “analfabeto”, “alfabetizado e “letrado” em documentos oficiais e/ou projetos sociais desenvolvidos no município de São José do Rio Preto-SP, e problematizar o letramento digital como um “instrumento” de inclusão social para a camada adulta brasileira. De modo específico, visamos: (i) caracterizar os conceitos de “analfabeto”, “alfabetizado” e “letrado”, segundo aspectos linguístico-discursivos; (ii) situar os conceitos em relação à heterogeneidade da língua e do discurso; e (iii) refletir sobre o letramento digital na camada adulta brasileira como um “processo” de inclusão social.


LEIA Artigo Completo em PDF: Documento PDF cristiane_resumo expandido evidosol.pdf
Trilha Principal: Inclusão digital
Trilha Opcional: Educação e Tecnologias
Área do conhecimento (CNPq):
Instituição: UNESP-IBILCE
Palavras-Chave:  Letramento digital, Análise do discurso, Camada adulta.
Mesa (1):Michel Ferreira dos Reis
Mesa (2):Marilane de Abreu Lima Miranda

Imagem de Marilane de Abreu Miranda
Re: INCLUSÃO DIGITAL NA CAMADA ADULTA: OS DISCURSOS DOS/NOS LETRAMENTOS - Cristiane Lilian Ferreira da Silva
por Marilane de Abreu Miranda - sexta, 16 nov 2018, 19:33
 

A autora apresenta o assunto de Inclusão digital para adultos e questiona o  discurso utilizado pelo estado de que as práticas do(s) letramento(s) digitais assegurarão a inserção social efetiva e promoverão ascensão econômica daquele que a utiliza. Ela questiona ainda os discursos a respeito das possibilidades de alçamento econômico da camada adulta frente a um sistema que priva, muitas vezes, de itens básicos para a sobrevivência e a manutenção da dignidade.  De acordo com a autora, muitos jovens se sentem coagidos frente à inserção no mundo digital, pois muitos  não adquiriram as práticas impostas socialmente. Você presencia situações como esta no Brasil?


Imagem de Michel Ferreira dos Reis
Re: INCLUSÃO DIGITAL NA CAMADA ADULTA: OS DISCURSOS DOS/NOS LETRAMENTOS - Cristiane Lilian Ferreira da Silva
por Michel Ferreira dos Reis - sábado, 17 nov 2018, 12:49
 

Primeiramente, gostaria de parabenizar a Cristiane pelo seu trabalho e seu artigo.

Bem, a autora afirma que um dos objetivos é “(i) caracterizar os conceitos de “analfabeto”, “alfabetizado” e “letrado” que emergem nos/dos documentos oficiais, em âmbito federal, estadual e municipal”. Não sei exatamente em qual estágio está a pesquisa, mas já é possível fazer alguma consideração sobre os termos? Como são abordados?  


Imagem de Cristiane Lilian Ferreira da Silva
Re: INCLUSÃO DIGITAL NA CAMADA ADULTA: OS DISCURSOS DOS/NOS LETRAMENTOS - Cristiane Lilian Ferreira da Silva
por Cristiane Lilian Ferreira da Silva - segunda, 19 nov 2018, 10:20
 

Bom dia Michel. Agradeço os cumprimentos e a contribuição com meu trabalho. Respondendo sua pergunta, estamos em fase de coleta e verificação do material; pudemos perceber que, nos documentos analisados até o momento, os termos em questão não são abordados de forma direta (explicitamente) mas por meio de locuções parafrásticas e homônimos. Com este apontamento pretendemos coletar mais material para encaminharmos a pesquisa.  

Imagem de Michel Ferreira dos Reis
Re: INCLUSÃO DIGITAL NA CAMADA ADULTA: OS DISCURSOS DOS/NOS LETRAMENTOS - Cristiane Lilian Ferreira da Silva
por Michel Ferreira dos Reis - quarta, 21 nov 2018, 16:04
 

Obrigado pela resposta, Cristiane.

Imagem de Cristiane Lilian Ferreira da Silva
Re: INCLUSÃO DIGITAL NA CAMADA ADULTA: OS DISCURSOS DOS/NOS LETRAMENTOS - Cristiane Lilian Ferreira da Silva
por Cristiane Lilian Ferreira da Silva - segunda, 19 nov 2018, 10:10
 

Bom dia Marilane. Obrigada por prestigiar meu trabalho. Essa pesquisa é fruto das reflexões advindas de um período de quatro anos de monitoria de letramento digital com uma turma de participantes entre 58 e 70 anos. Por isso o foco inicial da pesquisa se baseava nessa faixa de idade. Posteriormente alargamos nosso olhar para os "jovens adultos", parcela da população que vai em média dos 18 aos 50 anos mais ou menos, em idade laboral, e que estão em fase de iniciação dentro das novas tecnologias. Em geral são pessoas de camadas populares que praticavam ou praticam um trabalho mormente braçal e que "decidiram" voltar a estudar em busca de uma vida melhor. Encontramos diversas pessoas nessa situação, que se vêem na necessidade de incorporar uma vida mais tecnológica com vistas a um alçamento e inclusão social. Um dos objetivos do trabalho é problematizar a inclusão social prometida/praticada quando do uso das tecnologias de informação e comunicação. 

Imagem de Marilane de Abreu Miranda
Re: INCLUSÃO DIGITAL NA CAMADA ADULTA: OS DISCURSOS DOS/NOS LETRAMENTOS - Cristiane Lilian Ferreira da Silva
por Marilane de Abreu Miranda - segunda, 19 nov 2018, 20:44
 

Oi Cristiane,

Seu trabalho é maravilhoso e muito necessário! Há uma parcela enorme de trabalhadores tentando se incluir digitalmente que precisa muito ser estudada.

Parabéns mais uma vez!


Imagem de Ludmila Ferrarezi
Re: INCLUSÃO DIGITAL NA CAMADA ADULTA: OS DISCURSOS DOS/NOS LETRAMENTOS - Cristiane Lilian Ferreira da Silva
por Ludmila Ferrarezi - quarta, 21 nov 2018, 10:22
 

Parabéns pela escolha do tema! Trabalho em uma biblioteca pública que propicia acesso a internet e que já sediou um projeto de alfabetização digital com foco justamente nesse público. No meu cotidiano como bibliotecária, vejo que faltam mais estímulos e projetos para esse público, sendo esta uma demanda cada vez mais destacada, A tecnologia auxilia muito nesse processo de educação de jovens e adultos, entretanto, ainda faltam espaços e conhecimento para uma parcela da população que não conta com acesso a computadores e a internet, contrariando a ideia de que "todo mundo está na internet". 

Imagem de Gerson Bruno Forgiarini de Quadros
Re: INCLUSÃO DIGITAL NA CAMADA ADULTA: OS DISCURSOS DOS/NOS LETRAMENTOS - Cristiane Lilian Ferreira da Silva
por Gerson Bruno Forgiarini de Quadros - terça, 20 nov 2018, 14:49
 

Parabéns à autora pelo excelente trabalho desenvolvido! Texto bem escrito e teoricamente bem fundamentado.

Sucesso!

Imagem de Cristiane Lilian Ferreira da Silva
Re: INCLUSÃO DIGITAL NA CAMADA ADULTA: OS DISCURSOS DOS/NOS LETRAMENTOS - Cristiane Lilian Ferreira da Silva
por Cristiane Lilian Ferreira da Silva - quarta, 21 nov 2018, 09:20
 

Obrigada Gerson! Vamos caminhando.

Imagem de Vânia Pereira Nascimento
Re: INCLUSÃO DIGITAL NA CAMADA ADULTA: OS DISCURSOS DOS/NOS LETRAMENTOS - Cristiane Lilian Ferreira da Silva
por Vânia Pereira Nascimento - quarta, 21 nov 2018, 03:14
 

Olá, Cristiane!

Parabéns pelo trabalho realizado, que se propõe a problematizar/discutir os discursos institucionais sobre a relação direta entre alçamento social e domínio das práticas de letramento digital.

A esse respeito, depreendi, num primeiro momento, principalmente a partir do questionamento que você nos apresenta em suas conclusões possíveis (“em que medida ter acesso aos diversos recursos tecnológicos garante desenvolvimento e crescimento, principalmente os de cunho intelectual e social?”), que, em seu trabalho, sua abordagem estaria fundamentada na defesa da não existência de uma relação garantida entre alçamento social e domínio das práticas de letramento digital. Porém, ao concluir seu texto, você nos apresenta a seguinte declaração:

"Muitos se percebem coagidos frente à inserção no mundo digital, já que estão, de certo modo, apartados dessas diretrizes, correm o risco de ficar totalmente alheios ao que vai no mundo, de estarem preteridos quando necessitarem concorrer a uma vaga de trabalho, já que não adquiriram as práticas impostas socialmente." (grifo meu)

 Ao meu ver, parece haver nessa passagem um apontamento para o fato de que estar apartado da inserção no mundo digital deixa o sujeito “desconectado” das práticas atuais (alheio ao que vai no mundo) e também o coloca em risco de não conseguir um emprego.

Pensando nessas duas direções para as quais caminha seu discurso, questiono: você acredita que se poderia pensar, não em relação direta, mais em pontos (ou aspectos) de relação e de não-relação entre a falta de domínio/ envolvimento em práticas de letramento digital e a ascensão social e intelectual?

Um abraço!


Imagem de Daniel Rodrigues Paes Landim
Re: INCLUSÃO DIGITAL NA CAMADA ADULTA: OS DISCURSOS DOS/NOS LETRAMENTOS - Cristiane Lilian Ferreira da Silva
por Daniel Rodrigues Paes Landim - quarta, 21 nov 2018, 08:29
 

Esse tema sobre inclusão digital e bastante interessante visto que o uso da tecnologia está cada vez mais presente na vida do aluno.

Imagem de Cristiane Lilian Ferreira da Silva
Re: INCLUSÃO DIGITAL NA CAMADA ADULTA: OS DISCURSOS DOS/NOS LETRAMENTOS - Cristiane Lilian Ferreira da Silva
por Cristiane Lilian Ferreira da Silva - quarta, 21 nov 2018, 09:24
 

Muito obrigada pela contribuição Vânia! A respeito do seu questionamento, tratarei de forma breve pois considero este um assunto basilar para os meus estudos, sendo um  tanto complexo. Dessa forma, reflexões mais profundas vêm depois de mais tempo de digestão e maturação da pesquisa. Em linhas gerais percebemos a influência que o envolvimento/não envolvimento com práticas de letramento digital exerce sobre nossa sociedade; inicialmente isso se dá por vários fatores de ordem econômica, do desenvolvimento das mídias, da organização do trabalho nas sociedades capitalistas, entre outros. É perceptível que a digitalização das relações tem provocado mudanças profundas nas teias sociais. Contudo, coaduno com as ideias de Street, autor que considera que o viés codificador/decodificador dos letramentos por si só não garante a formação humana, mas que as questões políticas e sociais que os atravessam é que podem propiciar apontamentos para uma possível mudança de cultura e consequentemente esbarrar nas demandas que tocam a ascensão social (se é que ela existe) e nas quebras de paradigmas no campo intelectual, isso tudo considerando o sujeito, que se constrói no(s)/pelo(s) letramento(s). 

Imagem de Poliana de Souza Castro
Re: INCLUSÃO DIGITAL NA CAMADA ADULTA: OS DISCURSOS DOS/NOS LETRAMENTOS - Cristiane Lilian Ferreira da Silva
por Poliana de Souza Castro - quarta, 21 nov 2018, 17:20
 

Parabéns à autora pelo ótimo  trabalho!

Texto bem fundamentado e escrito



Imagem de Vânia Pereira Nascimento
Re: INCLUSÃO DIGITAL NA CAMADA ADULTA: OS DISCURSOS DOS/NOS LETRAMENTOS - Cristiane Lilian Ferreira da Silva
por Vânia Pereira Nascimento - quarta, 21 nov 2018, 22:57
 

Cara Cristiane,

Muito obrigada pela resposta.

Abraço!

Imagem de Adriana Teixeira
Re: INCLUSÃO DIGITAL NA CAMADA ADULTA: OS DISCURSOS DOS/NOS LETRAMENTOS - Cristiane Lilian Ferreira da Silva
por Adriana Teixeira - quinta, 22 nov 2018, 18:39
 

Cristiane,

ótimo trabalho. Parabéns. Fiquei curiosa se você pretende observar também a migração obrigatória de documentos para o formato digital que tornam a vida dos pouco letrados digitalmente muito difícil. Um caso que me veio a mente foi o ITR, que abrange desde proprietários bem letrados e digitalmente conectados, até o agricultor que só vai ao caixa pois não sabe apertar os botões da maquininha... Este assunto tangencia seu trabalho?

Imagem de Jaiza Fernandes
Re: INCLUSÃO DIGITAL NA CAMADA ADULTA: OS DISCURSOS DOS/NOS LETRAMENTOS - Cristiane Lilian Ferreira da Silva
por Jaiza Fernandes - sexta, 23 nov 2018, 00:14
 

Gostei da temática abordada em seu artigo, Cristiane!

De fato, pensar em inclusão digital é pensar não apenas na inserção cultural, mas também na social das pessoas, numa inclusão que seja capaz de mudar suas vidas para melhor, socialmente e economicamente, pois inclusão digital não diz respeito apenas o manuseio dos recursos digitais, mas a capacidade de criar, de produzir com os conhecimentos adquiridos nesse/desse processo de inclusão.

Sucesso!


Imagem de Márcia Farsura de Oliveira
Re: INCLUSÃO DIGITAL NA CAMADA ADULTA: OS DISCURSOS DOS/NOS LETRAMENTOS - Cristiane Lilian Ferreira da Silva
por Márcia Farsura de Oliveira - sexta, 23 nov 2018, 00:32
 

Prezada autora, boa noite!

Gostaria de parabenizá-la pelo trabalho!

Abraços,

Márcia.