PALCOS DO EVIDOSOL/CILTEC-Online

A DIMENSÃO POLÍTICO-IDEOLÓGICA DA PRÁTICA DE LETRAMENTO DIGITAL INSTITUÍDA NO PNLD E NOS LIVROS DIDÁTICOS DE LÍNGUA PORTUGUESA - Vânia Pereira do Nascimento Prates

 
Imagem de Comissão Organizadora do EVIDOSOL/CILTEC-Online
A DIMENSÃO POLÍTICO-IDEOLÓGICA DA PRÁTICA DE LETRAMENTO DIGITAL INSTITUÍDA NO PNLD E NOS LIVROS DIDÁTICOS DE LÍNGUA PORTUGUESA - Vânia Pereira do Nascimento Prates
por Comissão Organizadora do EVIDOSOL/CILTEC-Online - quinta, 15 nov 2018, 13:53
 

Título:

A DIMENSÃO POLÍTICO-IDEOLÓGICA DA PRÁTICA DE LETRAMENTO DIGITAL INSTITUÍDA NO PNLD E NOS LIVROS DIDÁTICOS DE LÍNGUA PORTUGUESA

Autores: Vânia Pereira do Nascimento Prates
Resumo: 

Neste trabalho, nosso objetivo geral é verificar se a abordagem feita por livros didáticos de Língua Portuguesa de temas, conceitos e práticas específicos das TDICs (os letramentos digitais) propicia uma discussão com “um enfoque crítico, pluralista, ético e democrático” (ROJO, 2012, p. 26 p. 8). Nossa hipótese é que a inserção de conteúdo digital nos LDs se deve à necessidade de dar uma resposta à demanda do mundo globalizado, segundo o qual, para se ensinar e aprender bem, na atualidade, é indispensável trabalhar com letramento digital. Nosso procedimento metodológico, que se fundamenta teoricamente nos Novos Estudos de Letramento (NEL), numa interface com a Análise de Discurso (AD) francesa, desenha-se pela análise de documentos do PNLD (de 2014 a 2019), pela descrição dos contextos político brasileiro de instituição e de desaparecimento dos objetos educacionais digitais (OEDs) nos PNLDs e a verificação da abordagem de uma unidade de LD de Língua Portuguesa de um tema relacionado à prática de letramento digital: o cyberbulling.

LEIA Artigo Completo em PDF: Documento PDF Evidosol final.pdf
Trilha Principal: Educação e Tecnologias
Trilha Opcional: 
Área do conhecimento (CNPq):Linguística
Instituição:Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho"
Palavras-Chave:livro didático; PNLD; objeto educacional digital; cyberbulling
Mesa (1):Neffer Luiza de Aguiar Pinheiro
Mesa (2):Michel Ferreira dos Reis

Imagem de Michel Ferreira dos Reis
Re: A DIMENSÃO POLÍTICO-IDEOLÓGICA DA PRÁTICA DE LETRAMENTO DIGITAL INSTITUÍDA NO PNLD E NOS LIVROS DIDÁTICOS DE LÍNGUA PORTUGUESA - Vânia Pereira do Nascimento Prates
por Michel Ferreira dos Reis - sábado, 17 nov 2018, 16:50
 

Primeiramente, gostaria de parabenizar a Vânia pelo seu trabalho e seu artigo.

Bem, em seu artigo evidencia-se a vaguidão da definição de Objetos Educacionais Digitais nos documentos oficiais e a tentativa das editoras em encaixar seus modelos, proporcionando novas roupagens dos livros e recursos digitais, conforme os editais, e até mesmo a crise político-econômica que afeta todo o PNLD. E embora toda a situação econômica torne a produção de materiais didáticos singela e até ausente de multimeios, uma questão fundamental que se sobrepõe é a estrutura escolar. Que estrutura mínima exigida das instituições pode ser depreendida dos PNLDs e dos livros para trabalhar o letramento digital?


Imagem de Vânia Pereira Nascimento
Re: A DIMENSÃO POLÍTICO-IDEOLÓGICA DA PRÁTICA DE LETRAMENTO DIGITAL INSTITUÍDA NO PNLD E NOS LIVROS DIDÁTICOS DE LÍNGUA PORTUGUESA - Vânia Pereira do Nascimento Prates
por Vânia Pereira Nascimento - terça, 20 nov 2018, 18:30
 

Olá, Michel! 

Muito obrigada pela leitura atenta e cuidadosa de meu trabalho e também pela parabenização. 

Como apresento em meu trabalho, no qual analisei seis editais do PNLD - de 2014 a 2019 - a definição do que pode ser conteúdo multimídia (os Objetos Educacionais Digitais – OEDs), além de ser vaga em muitos documentos, varia de um ano para outro. Também muda, a cada documento, a prescrição do formato do material do professor e do aluno; nos editais dos PNLDs de 2017 a 2019, por exemplo, ele se restringe aos formatos impresso, PDF ou off-line e não mais ao formato com conteúdos para serem trabalhados online, como era previsto nos documentos dos anos de 2014 a 2016.

No que diz respeito aos livros didáticos (LDs) de Língua Portuguesa analisados no percurso de minha pesquisa, os tipos de conteúdo multimídias e também o(s) formato(s) de livros disponibilizados, pelo que observei, varia a depender da editora e também para qual clientela o material é destinado, se para escola pública, via submissão ao PNLD, ou para a escola privada.

Diante desse quadro, depreender, de maneira precisa, dos PNLDs e do LDs, qual seria a estrutura exigida das instituições é uma tarefa difícil. Se considerarmos o material didático analisado no trabalho que submeti ao evento - Manual do Professor do 8ºano, aprovado pelo PNLD/2014, pertencente à coleção Singular & Plural: leitura, produção e estudos da linguagem, livro destinado à escola pública – veremos que é perfeitamente possível trabalhar com ele apenas com os equipamentos analógicos de sala de aula (lousa, caderno etc.), sem fazer uso de equipamentos eletrônicos-digitais e sem acessar a internet. Durante a minha pesquisa, porém, deparei-me com materiais, destinado ao público particular, cujas editoras  disponibilizavam o livro no formato digital (LiDi), que possuía atividades só realizáveis via acesso à plataforma digital online da editora. Desse modo, para se poder trabalhar todos os conteúdos dos materiais que possuem conteúdos vinculados ao LiDi, era necessário que a instituição possuísse lousa digital, computadores ou tablets, para os alunos.

Espero ter respondido, ao menos parcialmente, seu questionamento.

Abraço!


Imagem de Michel Ferreira dos Reis
Re: A DIMENSÃO POLÍTICO-IDEOLÓGICA DA PRÁTICA DE LETRAMENTO DIGITAL INSTITUÍDA NO PNLD E NOS LIVROS DIDÁTICOS DE LÍNGUA PORTUGUESA - Vânia Pereira do Nascimento Prates
por Michel Ferreira dos Reis - quarta, 21 nov 2018, 16:16
 

Olá, Vânia!

Gostaria de dizer que você respondeu sim a questão. 

Acabamos percebendo melhor que tipo de estrutura ou recursos devem estar presentes na escola quando a coleção está em mãos. E por isso também que as coleções variam de uma escola para outra. 

Parabéns pelo trabalho! 

Imagem de Vânia Pereira Nascimento
Re: A DIMENSÃO POLÍTICO-IDEOLÓGICA DA PRÁTICA DE LETRAMENTO DIGITAL INSTITUÍDA NO PNLD E NOS LIVROS DIDÁTICOS DE LÍNGUA PORTUGUESA - Vânia Pereira do Nascimento Prates
por Vânia Pereira Nascimento - quarta, 21 nov 2018, 22:50
 
Olá, Michel!

Que bom ter atendido ao seu questionamento.

Abraço!
Imagem de Priscilla Costa
Re: A DIMENSÃO POLÍTICO-IDEOLÓGICA DA PRÁTICA DE LETRAMENTO DIGITAL INSTITUÍDA NO PNLD E NOS LIVROS DIDÁTICOS DE LÍNGUA PORTUGUESA - Vânia Pereira do Nascimento Prates
por Priscilla Costa - quinta, 22 nov 2018, 00:34
 

Parabéns pelo trabalho, Vânia! 

É uma proposta bastante interessante, especialmente porque vemos que em meio a tanta discussão sobre o papel da tecnologia e do letramento digital e dos multiletramentos, perceber que o PNLD ainda impõe um letramento dominante é bastante desanimador, não é mesmo? 

Abs,

Priscilla