LINHAS CURVAS EM DANÇA: ANDANÇAS POÉTICAS NA PAMPULHA

 
LINHAS CURVAS EM DANÇA: ANDANÇAS POÉTICAS NA PAMPULHA
sexta, 8 nov 2019, 20:41

Autora:Isabel Cristina Vieira Coimbra Diniz
Resumo:

O objetivo deste artigo é compartilhar o processo de criação em dança e vídeodança sobre as obras mais marcantes de Oscar Niemeyer localizadas na Pampulha, região e um dos pontos turísticos mais importante de Belo Horizonte em Minas Gerais. A metodologia utilizada é a experimentação do corpo em dança pelos espaços e edificações delimitadas: a casa construída para Juscelino Kubistchek; a Casa do Baile; a Igrejinha da Pampulha e o Museu de Arte Moderna, tendo em vista a composição de textos coreográficos e midiáticos. Os sentidos encarnados são tratados e investigados como realidades semiotizadas sob a ótica de Algirdas J. Greimas enquanto a análise do e para o movimento está fundamentada em Rudolf Laban. No processo e nos resultados tanto do trabalho coreografado presencialmente, como na videodança produzida, o corpo e a arquitetura da cidade se fundem em sentidos vários, sempre emanando e nos provocando. A cultura livre e o ambiente do ciberespaço são dois dos nossos pontos de encontro.


LEIA Artigo Completo em PDF:Documento PDF  LINHAS CURVAS EM DANÇA_A PAMPULHA NA CULTURA LIVRE.pdf
Trilha Principal:Cultura Livre
Trilha Opcional:Linguagem e Tecnologia
Área do conhecimento (CNPq):Linguagem, Arte e Dança
Instituição:Universidade Federal de Minas Gerais
Palavras-Chave:dança; processo criativo; inserção urbana; semiótica francesa; cultura livre.
Mesa (1):Adriane Correa
Mesa (2):Siane Paula de Araújo

Imagem de Siane Paula Araujo
Re: LINHAS CURVAS EM DANÇA: ANDANÇAS POÉTICAS NA PAMPULHA
por Siane Paula Araujo - terça, 12 nov 2019, 10:41
 

Prezada Isabel, parabéns pelo trabalho tão instigante e envolvente! Para que possamos "entrar mais na onda" dessas sinuosidades, sugiro que compartilhe conosco vídeos produzidos durante a pesquisa, seja do processo de videodança ou do espetáculo produzido. Nesse sentido, gostaria que explicasse um pouco mais a relação entre as linhas curvas, percebidas na arquitetura paisagística da Pampulha/BH, e as danças produzidas. 

Imagem de Isabel Cristina Vieira Coimbra Diniz
Re: LINHAS CURVAS EM DANÇA: ANDANÇAS POÉTICAS NA PAMPULHA
por Isabel Cristina Vieira Coimbra Diniz - terça, 12 nov 2019, 00:50
 

Prezada Siane,

Obrigada pelos comentários sobre nosso trabalho! Este  é desenvolvido pelo Programa de Dança Experimental da EEFFTO/UFMG por meio do Projeto Dança 1 e do Grupo de Pesquisa COODA. Essa pesquisa iniciou em 2018 e esse ano estamos em sua fase final. Sobre a relação das linhas curvas da paisagem da Pampulha com a dança, esta inicia em nossas leituras e análises em campo. Nos 4 pontos (Casa de JK, Casa dso baile, Igrejinha da Pampula e no Museu de Arte) o impacto é significativo não apenas no nosso olhar mas na ocupação destes espaços. A categorização a partir da semiótica francesa é nossa referência para a escuta do plano da expressão em relação ao plano do conteúdo dos espaços ocupados. O semissimbolismo é o que tem nos permitido fazer a ressignificação tanto nas leituras possíveis destes espaços como  na proposta de construção coregráfica para a dança. Coreograficamente movimentos retilineos vão se metamorfoseando em sinuosidades que se dão a ver tanto na  circularidade dos gestos corporais como na dramaturgia dos tecidos usados na cena.

Segue o registro para videodança: 



Mais uma vez obrigada!

Isabel Coimbra

Imagem de Siane Paula Araujo
Re: LINHAS CURVAS EM DANÇA: ANDANÇAS POÉTICAS NA PAMPULHA
por Siane Paula Araujo - quarta, 13 nov 2019, 10:18
 

Parabéns pelo trabalho!!!

Imagem de Isabel Cristina Vieira Coimbra Diniz
Re: LINHAS CURVAS EM DANÇA: ANDANÇAS POÉTICAS NA PAMPULHA
por Isabel Cristina Vieira Coimbra Diniz - quarta, 13 nov 2019, 16:52
 

Prezada Siane e leitores deste Fórum,

Como sugerido compartilho, aqui uma parte do processo coreográfico apresentado no 15 Seminário Intenacional CCODA realizado na EEFFTO/UFMG em 04/07/2019. Nesta ocasião apresentamos a fase da pesquisa com a coreografia intitulada "Entre as Linhas Curvas de Oscar Niemeyer.

Segue o link no youtube.


Obrigada!

Isabel Coimbra e Cia Dança 1

Imagem de Adriane Rodrigues Correa
Re: LINHAS CURVAS EM DANÇA: ANDANÇAS POÉTICAS NA PAMPULHA
por Adriane Rodrigues Correa - quarta, 13 nov 2019, 22:24
 

  Cara Izabel, percebe-se também pela  escrita do trabalho a conjunção com os traços metamorfoseados pela arquitetura escolhida cadenciam o ritmo  e os corpos em movimento sinuoso.

Parabéns pelo pesquisa amalgada entre corpo e espaço  e arquitetura.



Abraços.