AS TIRINHAS DE ARMANDINHO: UMA RELAÇÃO DE AMOR E ÓDIO ENTRE LOVERS E HATERS, ATRAVÉS DA FANPAGE HOMÔNIMA

 
AS TIRINHAS DE ARMANDINHO: UMA RELAÇÃO DE AMOR E ÓDIO ENTRE LOVERS E HATERS, ATRAVÉS DA FANPAGE HOMÔNIMA
sexta, 8 nov 2019, 21:58

Autores:Eber Fernandes de Almeida Júnior, Giselda Maria Dutra Bandoli, José Ignacio Ribeiro Marinho, Katiane da Silva Purificate Goulart de Souza
Resumo:

Este artigo é ancorado em revisão de literatura, apresentando, de forma condensada, análises de três tirinhas que contêm o personagem Armandinho – criado em outubro de 2009, pelo cartunista catarinense Alexandre Beck –, publicadas na rede social digital Facebook, por meio da fanpage homônima ao personagem, que pode ser acessada pelo seguinte endereço eletrônico: <https://www.facebook.com/tirasarmandinho/?epa=SEARCH_BOX>. Tem como questão problema a propagação de tirinhas do personagem Armandinho, na rede social digital Facebook, por meio da fanpage, assim como a relação entre lovers haters no ambiente digital. Seu objetivo geral consiste em uma observação reflexiva de comentários entre lovers haters frente a três tirinhas publicadas em tal espaço virtual. Em síntese, a escolha por tal abordagem temática manifestou-se em meio a uma série de reflexões que se tem feito entre dois territórios bastante profícuos: literatura e tecnologia.


LEIA Artigo Completo em PDF:Documento PDF Artigo final.pdf
Trilha Principal:Blogs, Wikis e Redes Sociais
Trilha Opcional:Educação e Tecnologias
Área do conhecimento (CNPq):
Instituição:Universidade Federal de Juiz de Fora
Palavras-Chave:Quadrinhos; Novas Tecnologias da Informação e da Comunicação; Tirinha; Armandinho
Mesa (1):Elaine Teixeira da Silva
Mesa (2):
Mesa (3):
Valdete Aparecida Borges Andrade
Rodrigo Vieira Rezende

Imagem de Elaine Teixeira da Silva
Re: AS TIRINHAS DE ARMANDINHO: UMA RELAÇÃO DE AMOR E ÓDIO ENTRE LOVERS E HATERS, ATRAVÉS DA FANPAGE HOMÔNIMA
por Elaine Teixeira da Silva - sexta, 8 nov 2019, 20:43
 

A proposta trazida pelos autores tem uma importante observação no contexto do ensino por meio de tirinhas e principalmente por abordar o ensino da literatura e língua portuguesa por meio das tecnologias digitais, em especial a rede social Facebook.

Dessa forma, convido a todos a participarem da discussão e sejam todos, autores e participantes, muito bem-vindos!


Elaine Teixeira (Coordenadora de mesa)

Imagem de Rodrigo Vieira Rezende
Re: AS TIRINHAS DE ARMANDINHO: UMA RELAÇÃO DE AMOR E ÓDIO ENTRE LOVERS E HATERS, ATRAVÉS DA FANPAGE HOMÔNIMA
por Rodrigo Vieira Rezende - domingo, 10 nov 2019, 13:10
 

O presente artigo é muito interessante por trazer pistas importantes para pensarmos sobre a cultura digital e a busca de uma prática pedagógica mais qualificada. Relevante pensarmos como o acesso à informação é sempre permeado pelas relações de poder existentes na sociedade, seja na cultura impressa ou na cultura digital. Certamente a difusão do trabalho de Alexandre Beck no meio digital favorece um acesso à informação mais pleno, já que os veículos de comunicação onde seu trabalho é publicado podem sofrer pressões alheias. No entanto, não podemos ter a ilusão que isto não ocorra no meio digital, conforme relatos de censuras no Facebook(https://www.cliografia.com/2016/05/22/tirinha-de-armandinho-censurada-no-facebook/). Outro aspecto relevante do trabalho é quando referenciam a BNCC. É interessante um documento normativo estimulando a aproximação entre a cultura digital com a cultura escolar. Porém, nas trilhas da professora Carla Coscarelli, apesar das tecnologias digitais serem amplamente usadas por várias camadas da sociedade, os contextos escolares ainda não se apropriaram de tais ferramentas. Trata-se de uma grande barreira a ser enfrentada.O presente artigo nos traz elementos que permitam construir práticas com tirinhas do meio digital explorando o potencial de acesso que boa parte dos alunos possuem por meio de smartphones, sem jamais desconsiderar a importância da mediação pedagógica dos professores.


Rodrigo Vieira (Coordenador de Mesa)

Imagem de Geraldo José Rodrigues Liska
Re: AS TIRINHAS DE ARMANDINHO: UMA RELAÇÃO DE AMOR E ÓDIO ENTRE LOVERS E HATERS, ATRAVÉS DA FANPAGE HOMÔNIMA
por Geraldo José Rodrigues Liska - terça, 12 nov 2019, 17:26
 

As tirinhas do Armandinho trazem reflexões poderosas e necessárias! É uma pena a censura pela qual costumam passar! Muito bom o trabalho de vocês!!!

Imagem de Valdete Aparecida Borges Andrade
Re: AS TIRINHAS DE ARMANDINHO: UMA RELAÇÃO DE AMOR E ÓDIO ENTRE LOVERS E HATERS, ATRAVÉS DA FANPAGE HOMÔNIMA
por Valdete Aparecida Borges Andrade - segunda, 11 nov 2019, 15:10
 

O artigo aponta conexões entre literatura e tecnologia, com ancoragem na observação do gênero textual, que, conforme os autores, em tese, pertence à esfera artístico-literária. Neste artigo, os autores, em um primeiro momento, apresentam como foi criada a tirinha Armandinho, de Alexandre Beck, e, em seguida analisam três tirinhas. A análise, mesmo que sucinta, fornece uma visão geral dos efeitos decorrentes da relação autor, tirinha e leitor na rede social Facebook. O artigo contribui com êxito para os estudos linguísticos. Sendo assim, as discussões em torno desse tema, certamente, serão profícuas.

Valdete (Coordenadora de mesa)


Imagem de José Ignacio Ribeiro Marinho
Re: AS TIRINHAS DE ARMANDINHO: UMA RELAÇÃO DE AMOR E ÓDIO ENTRE LOVERS E HATERS, ATRAVÉS DA FANPAGE HOMÔNIMA
por José Ignacio Ribeiro Marinho - segunda, 11 nov 2019, 21:14
 

Olá, pessoal!

Boa noite!

Antes de tudo, muito obrigado pelas contribuições de vocês, por meio dos comentários.

A tirinha "Armandinho", de Beck, realmente nos possibilita um rol de estudos.

Sobretudo, neste momento tão delicado, no que tange à censura.

Enfim, que possamos fazer bom uso do gênero textual tirinha, especialmente no ambiente escolar.

Abraço!

Imagem de Katiane da Silva Purificate Goulart de Souza
Re: AS TIRINHAS DE ARMANDINHO: UMA RELAÇÃO DE AMOR E ÓDIO ENTRE LOVERS E HATERS, ATRAVÉS DA FANPAGE HOMÔNIMA
por Katiane da Silva Purificate Goulart de Souza - terça, 12 nov 2019, 11:57
 

Bom dia! 

Desde já agradeço a mesa por suas pertinentes considerações e também aos colegas que enriqueceram essa discussão! 

Falar de Armandinho é trazer à tona o olhar límpido de uma criança diante da problemática que é viver em um mundo nem sempre justo... É falar de amor e ódio, pontos convergentes e divergentes. 

Nem todos aceitam o humor de Beck. Ao colocar o dedo na ferida econômica, política e social, ele é julgado e, em uma velocidade típica dos tempos modernos, condenado. 

Armandinho não é um garoto comum! Seu espírito questionador faz dele um ícone para o que deve ser a educação moderna. Precisamos formar verdadeiros cidadãos! A indignação diante de tantas mazelas precisa tornar-se algo natural! Precisamos ser capazes de ainda nos surpreendermos com o que vemos de mal e injusto! E Armandinho tem sido nossa voz...


Imagem de Marchiori Quadrado de Quevedo
Re: AS TIRINHAS DE ARMANDINHO: UMA RELAÇÃO DE AMOR E ÓDIO ENTRE LOVERS E HATERS, ATRAVÉS DA FANPAGE HOMÔNIMA
por Marchiori Quadrado de Quevedo - terça, 12 nov 2019, 21:46
 

São muito interessantes os quadrinhos do Beck, e o trabalho faz jus a eles.

A exploração do verbal aliada à do não verbal é essencial à boa leitura dos quadrinhos. Embora pareça fácil aos alunos, muitos não percebem como determinadas vozes ou posições-sujeito podem ser materializadas no texto escrito ou no visual, razão pela qual a discussão que vocês propõem é muito necessária. Parabéns!


Imagem de Patrícia Aparecida Romeiro Campos Cancela
Re: AS TIRINHAS DE ARMANDINHO: UMA RELAÇÃO DE AMOR E ÓDIO ENTRE LOVERS E HATERS, ATRAVÉS DA FANPAGE HOMÔNIMA
por Patrícia Aparecida Romeiro Campos Cancela - terça, 12 nov 2019, 23:51
 

Caros autores,

Através da leitura e de análises relacionadas ao trabalho, entendo que as tirinhas tem um poder imenso de transportar uma mensagem que nem sempre é direta, ou melhor, que nem sempre é interpretada da mesma maneira pelas pessoas. Eu particularmente acompanho as tirinhas do 'Armandinho' e gostei muito de ver um artigo publicado tendo como tema o trabalho de Alexandre Beck. Parabéns pelo trabalho de vocês!

Imagem de Thais Cerqueira Faria
Re: AS TIRINHAS DE ARMANDINHO: UMA RELAÇÃO DE AMOR E ÓDIO ENTRE LOVERS E HATERS, ATRAVÉS DA FANPAGE HOMÔNIMA
por Thais Cerqueira Faria - quarta, 13 nov 2019, 07:09
 

Parabéns pelo trabalho!

Sempre gostei das tirinhas do Armandinho e vejo o quanto são profundos os assuntos deste menino de cabelos azuis. Poderiam me dar um sugestão de como poderia trabalhar essas tirinhas com alunos do Ensino Fundamental?

Imagem de Katiane da Silva Purificate Goulart de Souza
Re: AS TIRINHAS DE ARMANDINHO: UMA RELAÇÃO DE AMOR E ÓDIO ENTRE LOVERS E HATERS, ATRAVÉS DA FANPAGE HOMÔNIMA
por Katiane da Silva Purificate Goulart de Souza - quarta, 13 nov 2019, 19:00
 

Olá, Thais! Armandinho é mesmo um menino encantador! Sugiro começar com as tirinhas que tratem de assuntos mais leves, no primeiro ciclo do Fundamental, e, aos poucos, inserir aquelas com vertentes mais contestadoras, de crítica social. Procure levar até os alunos ou levá-los a pesquisar notícias ou textos que contribuíram para o efeito cômico/dramático/indignado do personagem. Os alunos ainda podem criar seus próprios personagens para tratarem do que os encanta ou os incomoda em seu ambiente social.

É possível também trabalhar a questão da intertextualidade com obras de cantores e escritores conhecidos, como a tirinha que traz em si uma bela  homenagem ao grande Manoel de Barros.




Imagem de Angélica Tommasini
Re: AS TIRINHAS DE ARMANDINHO: UMA RELAÇÃO DE AMOR E ÓDIO ENTRE LOVERS E HATERS, ATRAVÉS DA FANPAGE HOMÔNIMA
por Angélica Tommasini - quarta, 13 nov 2019, 20:00
 

Parabéns pelo trabalho!



Abraços. 

Imagem de José Ignacio Ribeiro Marinho
Re: AS TIRINHAS DE ARMANDINHO: UMA RELAÇÃO DE AMOR E ÓDIO ENTRE LOVERS E HATERS, ATRAVÉS DA FANPAGE HOMÔNIMA
por José Ignacio Ribeiro Marinho - quarta, 13 nov 2019, 20:13
 

Olá, pessoal!

Boa noite!

Obrigado pela interação!

Thaís, no mestrado em Letras, tenho desenvolvido metodologias no que tange à tirinha "Armandinho", no Ensino Fundamental II.

Podemos conversar nos "bastidores".

Abraço!

Imagem de Lucas Borcard Cancela
Re: AS TIRINHAS DE ARMANDINHO: UMA RELAÇÃO DE AMOR E ÓDIO ENTRE LOVERS E HATERS, ATRAVÉS DA FANPAGE HOMÔNIMA
por Lucas Borcard Cancela - quinta, 14 nov 2019, 00:45
 

Boa noite, prezados autores e participantes!

Interessante observar as questões levantadas relacionadas aos diversos sentimentos que as tirinhas do Armandinho podem provocar em seus leitores. Lembro-me bem de uma notícia que dizia que o cartunista Alexandre Beck havia sofrido uma enxurrada de ameaças (inclusive de morte) motivada por uma de suas tirinhas. E foram tantas mensagens de ódio que fizeram sua página ser 'derrubada'. Trabalho inteligente e de relevância. Abraços!

Imagem de Jaqueline Miranda
Re: AS TIRINHAS DE ARMANDINHO: UMA RELAÇÃO DE AMOR E ÓDIO ENTRE LOVERS E HATERS, ATRAVÉS DA FANPAGE HOMÔNIMA
por Jaqueline Miranda - sábado, 16 nov 2019, 17:38
 
Pessoal, achei o trabalho de vocês super interessante! A escolha do gênero tirinhas do personagem Armandinho criado pelo cartunista Alexandre Beck que aborda temas polêmicas, principalmente discutindo questões sociais, com certeza, contribui para uma aprendizagem mais rica e questionadora. Ao observar como os nossos estudantes estão imersos na era digital, achei super pertinente vocês abordarem essa questão dos lovers e haters. Isso pode ser abordado em sala de aula e trabalhado de forma em que nossos educandos consigam se posicionar de maneira crítica, respeitosa e que saibam expor o ponto de vista deles. Parabéns pela proposta do trabalho! Gostei muito!
Imagem de Sônia Ferreira
Re: AS TIRINHAS DE ARMANDINHO: UMA RELAÇÃO DE AMOR E ÓDIO ENTRE LOVERS E HATERS, ATRAVÉS DA FANPAGE HOMÔNIMA
por Sônia Ferreira - domingo, 17 nov 2019, 12:53
 

Parabéns,um bom tema para ser abordado.

Leio sempre as tirinhas do Armandinho, o garotinho de cabelos azuis, ele sempre aborda questões importantes como; direitos humanos e meio ambiente. Essa forma dele demostrar os fatos contribui muito para o aprendizado do leitor.