quarta, 20 out 2021, 08:12
Site: Texto Livre Eventos
Curso: Congresso Nacional Universidade EAD e Software Livre 2021.2 (UEADSL 2021-2)
Glossário: Glossários de termos do UEADSL
A

Anais

Os Anais do UEADSL são publicados somente com trabalhoas aprovados pelos pareceristas-professores durante o processo de construção dos textos. Por este motivo, a publicação nos Anais dispensa nova avaliação, mas os editores vão verificar se a formatação está de acordo e podem solicitar revisão neste aspecto.

A meta é lançar os Anais até o quarto dia da edição semestral do UEADSL correspondente à apresentação do trabalho.

Professores podem, se assim desejarem, participar da Comissão Editorial. Para tanto, deverá solicitar sua inclusão na Comissão Editorial até o mês anterior ao evento (maio ou outubro).

 

Anfiteatro

imagem ou logomarca do Anfiteatro do UEADSL.

O Anfiteatro é o palco das Turmas de Graduação e Pós-Graduação, no qual acontecem as interações entre autores, coordenadores de mesa e público.

O acesso ao Anfiteatro é livre para todos os participantes, inclusive sem necessidade de fazer login na plataforma. No entanto, somente usuários autenticados na Plataforma e inscritos no UEADSL2018.2 poderão enviar comentários e avaliar (curtir) os tópicos e os comentários neles publicados.

 

 

Artigo Científico

Segundo a ABNT (NBR 6022, 2003, p.2), o artigo científico pode ser definido como a “publicação com autoria declarada, que apresenta e discute ideias, métodos, técnicas, processos e resultados nas diversas áreas do conhecimento”.

Autor

O autor (ou co-autor) no UEADSL, como nos demais eventos acadêmicos, é o responsável por um trabalho apresentado no evento e, opcionalmente, aquele que tem seu trabalho publicado nos Anais do mesmo evento.

Para ser autor no UEADSL é necessário estar vinculado a uma turma (de disciplina ou de linha ou grupo de pesquisa) que conta com um professor-parecerista atuante no semestre em curso.

Acima de tudo, ser autor no UEADSL é uma conquista, resultante da jogada que consiste em sua participação numa escrita colaborativa e orientada pelo professor-parecerista responsável pela turma com a qual o aluno-autor está participando no semestre corrente.

Todo autor que apresenta trabalho no UEADSL (exceto conferencista) concorre ao prêmio de Menção Honrosa. A única restrição refere-se a trabalhos em que o professor entra como co-autor e também participa da banca que confere o prêmio.

B

Blog

Site cuja estrutura permite a atualização rápida de textos, chamados de posts. 

C

Comissão Científica

Esquema da Comissão Científica

A Comissão Científica é formada por professores-pareceristas e por coordenadores de mesa.

A equipe de professores atua nos quatro meses do evento, acompanhando suas turmas e preparando-as para o evento, além de participar do modelamento da edição para integrar temática, metodológica e tecnologicamente as disciplinas participantes, conforme suas especificidades.

A equipe de coordenadores de mesa  atua nos dois últimos meses, culminando nos dias do evento propriamente ditos. Participa como parecerista de uma das etapas avaliativas finais e elabora estratégias embasadas teoricamente para promover uma discussão científica e pedagogicamente produtiva. Também participa do julgamento das menções honrosas, conforme a necessidade de cada edição e solicitação da comissão Organizadora.

A equipe de professores-pareceristas constitui a Comissão Científica específica dos Anais do UEADSL e é responsável pela redação do Editorial.

Esta Comissão pode ou não ser presidida pelo Coordenador Geral do UEADSL, dependendo da configuração dos envolvidos em cada edição. Geralmente será o mesmo se o coordenador Geral ocupar também o papel de professor-parecerista, ou seja, esteja com turmas no evento. A Equipe de coordenadores de mesa não precisa participar da lista de e-mail dos docentes.

Comissão Editorial

Esquema da Comissão Editorial

Os trabalhos submetidos aos Anais do UEADSL são recebidos pela Equipe de Edição Executiva (ou editor-chefe) e distribuídos entre os membros da equipe de Editores de Seção. Como os trabalhos já passaram por um longo processo de revisões e reescrita, o trabalho editorial dos Anais do UEADSL não compreende uma etapa de avaliação.

O papel dos editores de seção é verificar se os trabalhos correspondem às normas dos Anais, solicitar adequação quando necessário e vincular o trabalho à seção e à edição adequadas.

A equipe de Edição Executiva, além de distribuir os trabalhos entre os editores de seção, inclui as conferências convidadas, redige a introdução do Editorial e publica o número atual.

Esta Comissão, em geral, precisa de poucos integrantes, preferencialmente pessoas com experiência no software livre utilizado, o SEER, recomendado pela ABNT e pela CAPES.

Comissão Organizadora

Esquema da Comissão Organizadora

A Comissão Organizadora é coordenada por um membro do grupo promotor do UEADSL, o Texto Livre. Idealmente, participam desta Comissão todas as pessoas empenhadas na organização geral do evento, incluindo secretaria, comunicação e TI, mas é bastante comum que uma mesma pessoa ocupe vários papéis na organização. 

Sua atuação começa no final do evento anterior (com a abertura de pré-inscrição de professores) e termina após o evento em curso (com a emissão dos certificados e produção do relatório final), durando, portanto, 8 meses por edição semestral, com inevitável sobreposição de sua atuação entre uma edição semestral e a seguinte, exceto quando, por falta de professores e turmas, alguma edição deixe de acontecer.

Esta Comissão é responsável:

  • pela chamada e acolhimento dos professore;
  • pelo ambiente online do evento;
  • pelos softwares livres com que esse ambiente é construído;
  • pelo atendimento da secretaria via e-mail;
  • pela montagem e orientação das comissões Científica e Editorial;
  • pela emissão de certificados;
  • pela manutenção dos princípios fundadores do UEADSL e seu vínculo com os temas geradores, quais sejam:
    • Universidade,
    • EAD e
    • Software Livre;
  • pelos convites para conferências;
  • pelo apoio a conferencistas convidados, coordenadores de mesa e ao público em geral, na forma de:
    • atendimento a questões pontuais por e-mail e
    • tutoriais e outros REA de suporte;
  • pela divulgação do UEADSL;
  • pelas chamadas por professores e por coordenadores de mesa;
  • pelo gerenciamento de inscrições;
  • pelo levantamento de dados estatísticos para relatórios e divulgação;
  • pelo acompanhamento das atividades durante os dias do UEADSL propriamente dito, estabelecendo ações para garantir o bom andamento dos trabalhos;
  • pelo vínculo institucional.

Os membros desta Comissão não precisam estar com turmas no evento nem participar das mesas, embora esse duplo papel seja permitido e até desejável.

Para contato direto com o Coordenador Geral, utilize o e-mail ueadsl@textolivre.pro.br. Para contato com a secretaria, solicitando suporte, emissão avulsa de certificados, informar problemas no site etc, contate o e-mail ueadsl.sec@textolivre.pro.br.

Conferencista

Toda edição do UEADSL conta com conferencistas convidados para abertura ou encerramento do evento. Trata-se de conferências escolhidas a partir da temática da edição, em função de temáticas específicas de turmas participantes ou da importância acadêmica para a tríade temática do UEADSL: universidade, EAD e Software Livre. Esses conferencistas são escolhidos por seu destaque na área, por vínculo formal com as instituições participantes ou pela proximidade com o trabalho desenvolvido nas disciplinas ou linhas/grupos de pesquisa, podendo ser professor ou coordenador de mesa no UEADSL.

Coordenação Geral

Esquema da Coordenação Geral

Idealmente, a coordenação geral do UEADSL consiste de dois papéis, o do Coordenador Geral, responsável pela Comissão Organizadora e pela Comissão de TI, e o Vice-coordenador Geral, responsável pelas comissões Científica e Editorial. A realidade, por falta de voluntários, costuma ficar longe do ideal: além do fato da coordenação acabar ficando sob responsabilidade de uma só pessoa, esse mesmo coordenador geral acaba participando ativamente de mais de uma comissão específica.

Em todo caso, a principal função da Coordenação Geral é dar continuidade ao UEADSL de um semestre a outro, montar as comissões e gerir a Comissão Organizadora, viabilizando a realização do evento com recursos do grupo Texto Livre, do CAED/UFMG e do CECOM/UFMG, dentre outros, quando disponíveis, e encontrar soluções no grupo Texto Livre quando os recursos da UFMG não estiverem disponíveis. O e-mail da Coordenação Geral é ueadsl@textolivre.pro.br.

Coordenador de Mesa

O coordenador de mesa no UEADSL possui um papel muito importante: é ele quem vai, com base numa leitura fundamentada do trabalho de cuja mesa participa, fomentar a discussão, enriquecendo-a com seus conhecimentos e experiências. Por este motivo, os coordenadores de mesa devem ser professores ou estudantes de pós-graduação estrito senso (mestrado ou doutorado).

Se compreendermos a interação em cada apresentação de trabalho como um texto colaborativo, o coordenador de mesa é co-autor desse texto dinâmico. A partir de 2018.2, os inscritos para coordenar mesas também têm a oportunidade de acompanhar a última etapa da produção dos textos que coordena, sendo-lhe permitido fazer sugestões construtivas e reflexões que o autor poderá incorporar ao trabalho ou adaptar no texto antes dos dias do evento propriamente ditos. em função dessa participação, atuam como pareceristas e, consequentemente, podem indicar menções honrosas ou ser chamados para um voto de minerva em caso de empate.

Os coordenadores de mesa (ou simplesmente mesa) podem ser inscritos a partir de uma chamada pública, em maio ou outubro, conforme o semestre, ou ser convidados pelos professores participantes, a fim de aumentar o foco nos temas desenvolvidos por suas turmas.

 

E

Escrita colaborativa

No UEADSL, entendemos escrita colaborativa tanto o processo realizado dentro do grupo de autores de um artigo, quanto o processo de construção entre alunos-autores e professor-parecerista, nas etapas avaliativas.

Sugerimos, para a escrita colaborativa online, o uso do etherpad, um software livre. Dê um nome para a página como turmaX2018.2-grupo1, um nome específico o suficiente para evitar que acessem a página pessoas alheias ao trabalho. Após criar a página, compartilhe a URL com os membros do grupo e com o professor, se for o caso (para essa turma fictícia, a URL seria: https://etherpad.net/turmaX2018.2-grupo1).

Etapas avaliativas

As etapas avaliativas - ou fase de produção textual, ou ainda fase de escrita colaborativa - são aquelas em que autores e pareceristas trabalham alternadamente e/ou colaborativamente para a produção do texto a ser apresentado no evento.

Esquema padrão das etapas avaliativas

O esquema acima dá conta das interações que são possíveis dentro dos prazos do evento. Cada professor tem liberdade para decidir se quer seguir este esquema ou não, podendo optar por realizar o trabalho de produção textual fora do evento (em sala de aula) ou mesmo realizá-lo de forma mais individualizada, com mais ou menos etapas dependendo das necessidades dos estudantes.

Uma etapa avaliativa compreende um momento de escrita/revisão - pelo autor - e um momento de verificação/orientação - pelo parecerista.

F

Fórum

O fórum é um lugar físico ou virtual empregado para reunir-se, trocar ideias e experiências sobre diversos temas. Hoje o fórum é qualquer espaço mais ou menos informal em que se reúnem especialistas ou interessados sobre algum tema em particular e que estabelecem debates ou intercâmbios.

Fonte: 


Frase-Síntese

As frases-síntese no UEADSL são solicitadas aos professores com turmas no evento. Para cada trabalho aprovado deve ser redigida uma frase-síntese, que vai compor o Editorial dos Anais.

Um editorial, conforme <https://www.dicio.com.br/editorial/>, é "Artigo de fundo, geralmente escrito pelo redator-chefe do jornal, e que expressa a opinião dos seus diretores ou proprietários."

Essa definição, no entanto, não se aplica diretamente aos editoriais de revistas científicas e Anais de evento.

Os periódicos científicos possuem editoriais que, escritos por algum membro da comissão editorial do periódico, descrevem o conteúdo do número em questão, focando cada um dos artigos publicados. Esse enfoque é feito por uma frase-síntese (poucas vezes mais do que uma frase) a qual, além de descrever o conteúdo do artigo de forma brevíssima, pode conter algum comentário do autor da frase. Coletâneas (livros) também podem ter apresentações nesse formato.

No UEADSL, todos os editoriais tem autoria coletiva da comissão científica. Ele é montado assim:

1. uma introdução dando uma visão geral do evento, de autoria da coordenação

2. frases-sínteses, organizadas em subtítulos por área ou tema, escritas pelo professor responsável por cada trabalho.

A montagem do Editorial é feita pela coordenação e é necessária à publicação dos Anais.

Todos os professores que escrevem frases-sínteses entram como co-autores do Editorial.

Maiores informações sobre como escrever as frases síntese estão disponíveis na Cartilha do Professor (http://ueadsl.textolivre.pro.br/arquivos/comissaoCientifica/cartilha_do_Professor_UEADSL.pdf).

M

Menção Honrosa

A Menção Honrosa é concedida desde 2010 no UEADSL. Trata-se de um prêmio conferido aos melhores trabalhos, por duas vias:

  • Comissão Científica: o professor, na última fase de avaliação do trabalho, escolhe pelo menos um trabalho para receber menção honrosa. Cada professor possui pelo menos uma opção de indicação, a depender do número de alunos participando sob seus cuidados. Assim, um professor com muitos alunos vai poder indicar mais Menções Honrosas do que um com poucos alunos. O número de indicações por professor é calculado pela Comissão Organizadora e informado quando chegar essa fase, que é também aquela em que os trabalhos dos alunos vão para o palco (no Moodle).
  • Público: todo semestre abrimos uma opção de indicação de menção honrosa pelo público, de modo que os participantes cadastrados possam votar no trabalho preferido. O mais votado entra na lista junto com os escolhidos pela Comissão Científica.
  • Caso o trabalho escolhido pelo público for também indicado pela comissão, optamos por premiar mais um do público ou do professor correspondente. Essa decisão compete à Coordenação da Comissão Científica, considerando-se votos e opções dos professores.

A menção Honrosa é um prêmio válido e pode ser incluído no currículo Lattes.

Por princípio, não concedemos menção honrosa para trabalhos em coautoria com o professor, pois o UEADSL busca empoderar o aluno como autor e  a co-autoria com o professor, que já receberá os créditos por seu trabalho como parecerista e também como membro da comissão, pode enfraquecer substancialmente esse efeito.

P

Papéis e Grupos

No UEADSL, montamos uma tabela para indicar qual o tipo de participação, numa combinação entre grupos e papéis do Moodle, que é a base desta plataforma de eventos:

Papel

Grupo

Tipo de participação

Inscrito

Nenhum

Ouvinte

Inscrito

Grupos de trabalho (ana-01, carlos-05 etc)

Aluno-autor

Professor

Coordenadores de Mesa e Parecerista Externo

Coordenador de Mesa e/ou Parecerista Externo

Professor

Comissão Científica

Professor com turma

Comissão

Comissão Organizadora

Membro da Comissão Organizadora e/ou Editorial

Parecerista externo

Parecerista externo é o papel que o Coordenador de Mesa assume quando avaalia e dá feedback aos trabalhos na última etapa avaliativa do UEADSL, que acontece imediatamente antes da revisão da qual vai resultar a versão final, a ser publicada no evento e nos Anais.

Foi um papel criado em função do desejo de nossos coordenadores de mesa de participarem mais ativamente do processo dos alunos no evento, desejo especialmente expresso nas edições de 2017.2 e 2018.1. Por esse motivo, somente Coordenadores de Mesa cumprem o papel de parecerista externo, mas nem todo Coordenador de Mesa necessariamente emite pareceres.

Até então, todas as avaliações eram feitas pelos professores e, quando houvesse, sua equipe de tutores. Agora a última avaliação, que acontece quando o professor libera o trabalho para o evento, é feita por pareceristas que chamamos de externos porque são externos às aulas. É uma visão de fora da sala de aula que trazemos para enriquecer ainda mais as interações e os trabalhos no UEADSL.

Ao cumprir esse papel, o Coordenador de Mesa faz juz a um certificado que informa a quantidade de pareceres emitidos, diferentemente das mesas que coordena, pois, nesse caso, receberá um certificado para cada uma.

Ao parecerista externo cabe, para o(s) trabalho(s) sob sua responsabilidade:

  • emitir um feedback construtivo, baseado em um formulário de avaliação e com outros comentários que julgar pertinentes;
  • dar uma nota de 0 a 100 ao trabalho, nota que será usada para desempate na concessão de Menções Honrosas;
  • redigir um comentário para os autores, tendo em vista explicar uma eventual reprovação ou condições de aprovação para o evento e os Anais, inclusive sobre a formatação exigida e o numero de páginas;
  • indicar - ou não - um trabalho para Menção Honrosa;
  • redigir um comentário público para abertura do debate e publicá-lo no evento, na semana anterior à interação com o público.

O parecerista externo é, portanto, responsável por legitimar o aluno-autor junto à comunidade científica da área em que se insere a disciplina com a qual o aluno está participando do UEADSL.

Professor

Professor, ou, como costumamos chamar, professor-parecerista, é um papel essencial no UEADSL. O professor cobre o papel original de professor, propriamente dito, e o de orientador:

  • professor, no caso de tutor, professor ou monitor, na instituição de origem, responsável por uma ou mais turmas de disciplinas específicas, em andamento no semestre atual;
  • orientador, na instituição de origem, no caso de turmas de orientandos que participam do evento não por uma disciplina específica, mas por uma linha ou grupo de pesquisa sob sua orientação.

O professor-parecerista abre uma jogada no UEADSL, na qual os estudantes sob sua orientação vão jogar o jogo da construção colaborativa de um trabalho adequado à proposta de participação da turma no evento.

O professor parecerista, no UEADSL, ocupa diferentes papéis, todos eles pensados para o fortalecimento de sua atuação didática e acadêmica:

  • participante deste curso aberto para professores;
  • professor em relação a cada turma de cada disciplina que participa do evento no semestre em questão, podendo conceder notas e frequência aos alunos a partir das etapas do evento e conforme seu próprio planejamento;
  • parecerista dos trabalhos de suas turmas, analisando e avaliando os produtos dos estudantes em cada etapa pré-evento, também escolhidas conforme seu próprio planejamento e tipo de disciplina;
  • membro da Comissão Científica, participando das decisões sobre temáticas e soluções computacionais, divulgando o evento entre seus pares e indicando trabalhos para menção honrosa numa proporção de n menções honrosas por número de trabalhos das turmas participantes do evento, conforme calculado pela Comissão Organizadora durante o período final da escrita;
  • co-autor do Editorial dos Anais, sendo responsável pela escrita das frases-sínteses dos trabalhos aprovados das suas turmas.

Além disso, esteja ou não participando om turmas, pode integrar a Comissão Organizadora do UEADSL.

Informações importantes:

  • No Moodle, o professor é cadastrado como membro de comissões, com acesso diferenciado dos autores e do público, com poderes para avaliar e liberar itens de seus alunos.
  • O membro de comissão tem acesso a uma área restrita, na qual os recursos do Moodle são utilizados para agilizar processos de discussão e decisão.
  • Além disso, todo professor deve participar da lista de e-mail fale-textolivre-ueadsl-docentes@listas.ufmg.br (clique aqui para cadastrar-se)
    • necessariamente durante os meses de março a julho (para edições do UEADSL do primeiro semestre) e/ou agosto a dezembro (para edições do evento do segundo semestre) correspondendo à edição da qual está participando.
    • A cada semestre, tão logo sejam definidas as turmas participantes, os cadastrados que não vão participar no semestre em questão são suspensos na listas e só voltarão a receber mensagens quando for aberta a chamada de professores para o semestre seguinte. Este procedimento evita que a lista se transforme em spam para os não participantes, sem excluí-lo do processo geral, mas o professor pode, se preferir, simplesmente descadastrar-se, conforme seu desejo, nos meses em que não estiver participando, podendo cadastrar-se novamente quando quiser retornar.